Resenha: Proibido - Tabitha Suzuma

DSCN5404

Skoob – Avaliação: 5/5

Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.
Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã.
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

Faz muito tempo que quero ler esse livro, tipo uns 3 anos, desde o seu lançamento. Mas, o que me impediu por tanto tempo? O medo! Hahahaha. Sério, vocês já devem ter visto milhares de resenhas por aí dele falando que sofreram no final, que esse livro marcou a vida da pessoa e que ela ficou em uma BAD pesada quando terminou, por isso eu posterguei essa leitura ao máximo, até esse ano quando achei o livro no sebo aqui de Varginha e já não tinha desculpa nenhuma para não o lê-lo.

Mas como explicar ao mundo exterior que Lochan e eu somos irmãos apenas por causa de um acidente biológico? Que nunca fomos irmãos na acepção da palavra, mas sempre parceiros, tendo que criar uma família real à medida que crescíamos? Como explicar que jamais senti Lochan como irmão e sim como algo  muito, muito além disso – minha alma gêmea, meu melhor amigo, parte das próprias fibras do meu ser? Como explicar que essa situação, o amor que sentimos um pelo outro – tudo que aos olhos da sociedade pode parecer doentio, pervertido e repulsivo –, para nós é totalmente natural, maravilhoso e… tão certo?

Aqui vamos conhecer a história da família Whitely, uma família completamente bagunçada e que desde a primeira página vai mexer com seus sentimentos. Lochan é o irmão mais velho, seguido por Maya, Kit, Tiffin e Willa, a mãe? É uma daquelas mulheres que acredita que perdeu a juventude cuidando dos filhos, então agora nos seus 40 anos vive com um namorado novo por semana, mal passa em casa e só deixa o dinheiro necessário para pagar as contas e comprar um pouco de comida, vive como uma adolescente que não tem filhos ou obrigações.

Toda a responsabilidade de cuidar dos irmãos mais novos cai sobre Lochan e Maya que são os mais velhos (17 e 16), eles são os verdadeiros pais para aquelas crianças, conciliando a rotina de cuidar dos pequenos e estudar, manter tudo em ordem em casa e cuidar para que o conselho tutelar não fiquem sabendo como eles vivem, pois se souberem com certeza iriam separa-los e mandar os menores para orfanatos e lares provisórios.

Então, com disse, desde a primeira página você vai criar sentimentos por essa família, por esses irmãos que tem que carregar o mundo nas costas enquanto sua mãe curte a vida igual uma adolescente. Você vai pegar um ódio danado dessa mulher que vive bêbada, se recusa a dar amor e atenção para seus filhos e não desperdiça uma oportunidade para jogar na cara de Lochan que eles não foram desejados e que estragaram a sua vida.

Lochan e Maya sempre foram mais do que irmãos, com 13 semanas de diferença entre seus nascimento, eles foram os melhores amigos, cúmplices, a outra metade, a alma gêmea, e desde que sua mãe assumiu essa fase de irresponsabilidade eles viram mãe e pai dos seus irmãos, sendo unidos mais uma vez por algo mais forte. Quando eles começam a perceber que o que sentem é muito mais intenso, muito mais que um amor de irmãos as coisas começam a ficar complicadas, os sentimentos começam a se intensificar e eles começam a se perguntar como aquilo surgiu? Será que esse amor maior sempre esteve ali? Será que isso é tão proibido assim?

Antes que houvesse qualquer coisa, havia Lochan. Quando olho para o passado, com seus dezesseis anos e meio, Lochan sempre esteve nele. (…) E de repente me dei conta de que, enquanto eu tivesse Lochan, nada e ninguém jamais poderia me fazer mal.

DSCN5406

Proibido é um livro perturbador, que muitos leitores amam e muitos outros acham nojento por causa da temática de incesto, então ao realizar essa leitura você tem que fazê-la com a mente aberta, sem dogmas religiosos ou conceitos de ‘irmãos não podem ter filhos’ pois nem toda relação precisa ser para fins de concepção.

A autora é brilhante sabe, a sutileza com que ela narra essa história te insere na vida desses personagens, te faz ver como eles lutaram contra esses sentimentos, como isso sempre esteve ali na vida deles, como eles entendem as consequências de sentir isso um pelo outro, e principalmente te leva a pensar a cada página Porque? Porque as pessoas possuem tanto preconceito? Porque dois irmãos não podem se amar, quando a única coisa que deveria pesar para que duas pessoas fiquem juntas é o sentimento delas, é o tamanho do amor que uma sente pela outra? Porque as pessoas se importam tanto com o amor do próximo, venha ele entre irmãos, entre duas pessoas com idades diferentes, raças, sexo… Porque todos complicam tanto o amor?

Você pensa que ninguém entende, sinto vontade de lhe dizer, mas está errado. Eu entendo. Você não está sozinho.

A escrita da autora é muito rica, muito sentimental, muito poética e juntando isso à narração intercalada de Lochan e Maya não tem como você não sofrer junto com eles, não tem como não pensar em todas as questões que a autora levanta sobre o tema, e não tem como não pensar que se eles vivessem em uma família normal, será que esse amor ainda assim poderia ocorrer?

A edição da Editora Valentina é um luxo a parte, desde a capa linda, aos detalhes em arame farpado no nome dos protagonistas e no verso das folhas. O livro é impresso em folhas amarelas, com uma fonte de bom tamanho e também não encontrei nenhum erro de revisão.

Ele é minha alma gêmea, meu oxigênio, a razão pela qual espero com ansiedade pelo momento de acordar todos os dias. Sempre soube que o amava mais do que a qualquer pessoa no mundo – e não apenas de um jeito fraterna… Mesmo assim, nunca me passou pela cabeça que pudesse haver um passo a mais…

DSCN5408DSCN5407

Não dá para falar mais sobre o livro do que isso, porque Proibido é um daqueles livros que tem que ser lido com o coração, de mente aberta e de coração aberto para absorver todos os sentimentos dos protagonistas, e no final meus amigos, se preparem porque nada do que você vivenciar durante toda a leitura vai te preparar para o final desse livro, as últimas páginas são ainda mais desesperadoras, e quando você finalmente termina aquela história já entrelaçou à sua vida, ao seu coração e você vai carregar ela pra sempre consigo, gostando ou não ela sempre estará em sua mente apartir desse momento.

Como o nosso amor pode ser considerado horrível, quando não estamos fazendo mal a ninguém?

Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?

Proibido

 

ISBN-13: 9788565859363
ISBN-10: 8565859363
Ano: 2014 / Páginas: 304
Idioma: português
Editora: Valentina

 

avaliação cupcake - Cópia

31 comentários:

  1. Ola
    Esse livro é profundo demais, uma das leituras mais difíceis e ao mesmo tempo mais tocantes. Escrita e edição se destacam muito mesmo! De fato, é preciso ler com o coração, sem mais! Enfim, suas impressões refletem bem as minhas próprias!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Ano passado li esse livro, realmente o que faz ele ser tão amado e odiado é a questão do incesto. A Carga de drama também é um fator que mantém o leitor preso no livro. É um livro triste e ao terminar fiquei refletindo sobre ele muito tempo, até hoje não sei dizer se gostei ou não.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse livro e da Valentina é o único que não consegui resenha.
    Não dá para colocar em palavras os sentimentos que ele despertou em mim.
    Muita gente olha com olho torto por causa da questão do incesto e hoje em dia com essa sociedade "politicamente correta" piora ainda.


    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  4. Olá a capa e premissa desse livro é incrível, quis muito compra-lo quando lançaram ainda não tive a oportunidade, creio ser uma estória emocionante e esta na minha lista, preciso dizer que gostei muito seu blog e da maneira como escreve parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro. Fiquei apaixonada pela capa, mas o título poderia ser mais original ao meu ver.
    A premissa dele é interessantíssima! Super profunda e nos faz perceber o quanto a história é bem escrita e delicada.
    Não gosto dessa temática. Acho pesada e forte, sabe? Mas fiquei tão instigada para lê-lo... rs
    Adorei sua resenha!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    A verdade é que eu nem sei o que escrever nesse comentário, só de ler sua resenha e relembrar tudo o que passei junto com esses protagonistas, meu coração se aperta e fica muito pequenininho. Mas é bem mesmo o que você disse, tem que ler com o coração e a mente abertos e deixando por terra as amarras do preconceito e da manina de julgar antes de conhecer. É um livro maravilhoso e só de lembrar dele me dá vontade de chorar. Amei sua resenha!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  7. A quantidade de pessoas que indica esse livro e diz que tá sofrendo depois de ler não é pouca, hahah. Se antes já tinha vontade de ler, só aumentou depois da sua resenha.
    Vou lembrar da sua dica de ler com a mente e coração abertos, pois obviamente pretendo ler logo!
    Ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Realizei essa leitura há um bom tempo atrás, e me apaixonei pela leitura por me fazer refletir tanto! Li sob indicação, e já estava com a mente bem aberta, portanto consegui sentir o que a autora estava transmitindo, e vivenciar com ela. Não é apenas mais uma história, mas uma mensagem sobre como nós agimos diante de pessoas que escolhem opções diferentes e consentidas, e ainda assim há quem queira se meter no meio e "desmanchar" esse diferente quando não compreendido, quando isso passa a ser chamado de "doença". Mas como pode ser doença se eles não tinham nenhum problema psicológico? Quando na verdade eles só tinham um ao outro? E ao papel que um representava, um sustentava o outro? Enfim, é um livro que lhe toca e trás muitas e muitas outras questões, mas a principal é que pessoas não deveriam olhar e julgar por sexo, cor, posição ou sei lá (!), porque quando se ama, ama uma pessoa e não o seu gênero ou caractere!
    Beijos
    http://www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  9. Nossa não sabia que o enredo do livro, seguia essa linha, imaginava outra coisa....rsrs
    Mas quem sabe mais pra frente eu leia, não por que não gostei, mas por agora, a leitura me deixaria um pouco deprimida.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não acredito que não li esse livro até hoje. Dizem quem a escrita da autora é mesmo lindíssima.
    Não sabia que se tratava desse tema de incesto. Realmente curioso.
    Gostei bastante da descrição dos personagens. Deu pra perceber que mesmo tão novos, infelizmente eles tiveram que amadurecer cedo demais para poder cuidar dos irmãos. Uma pena.
    Ótima indicação. Espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Tenho muita vontade de ler esse livro, porém, fico na dúvida se eu iria gostar da leitura, ainda mais sendo incesto... fico feliz que você tenha gostado, mas vou passar a dica por enquanto.

    ResponderExcluir
  12. Já conhecia o livro, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Desde que vi a temática que o livro aborda me interessei, exatamente por tratar de um tema tão pouco discutido e extremamente delicado. Saber que a autora alcança os nossos sentimentos de forma profunda nos causando reflexão, só aumenta o meu desejo de ler o livro o quanto antes. Vou esperar mais um tempo para lê-lo (estou numa bad, não ficar mais triste), mas tomara que possa ler o quanto antes. Beijos do Wes ^^

    www.facesemlivros.com

    ResponderExcluir
  13. Eu li esse livro ano passado e amei inexplicavelmente. Realmente é uma leitura que tem que ser feita com a cabeça bem aberta!
    Eu chorei demais nesse livro e pretendo ler novamente, pois esse merece ser relido!
    Que bom que curtiu!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu já conhecia esse livro, mas eu nunca tive vontade de ler, mais por causa da questão romance, do que pela questão incesto. Eu nunca li livros que trazem essa temática, então eu não tenho competência para julgar. Lógico, tem que ler mesmo de mente aberta, porque é algo que não estamos tão acostumados, pelo menos eu. Se eu tiver a oportunidade, eu com certeza leria. Esse livro é do tipo, ou ama, ou odeia. Eu não tenho qualquer expectativa sobre o livro, porque eu realmente não sei o que esperar dele. Adorei sua resenha!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  15. Oieee,tudo bem? Eu, assim como você quero ler esse livro desde o lançamento! Não foi o medo que me impediu de ler, foi que eu fui dando prioridade aos livros de parceria e aí já viu né?Na verdade, essa repulsa de alguns leitores é que mais chamou minha atenção. Acho que é o tipo de leitura para fazer com o coração e não com valores arraigados numa sociedade obsoleta. Se sou a favor? Claro que não. Mas tbm não sou contra. Tem que ser olhado da forma como foi, o caso concreta. Sinceramente já estou preparando minha caixinha de lenços porque vou chorar horrores com Maya e Lochan hahaha Bjosssss

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  16. Sabrina, eu AMO este livro, mesmo ele tendo destruído meu coração. Li ano passado já sabendo de tudo, inclusive do final, e ainda assim me emocionei muito. É um livro que penso e sinto o coração bater mais forte. Espero ler mais coisas da autora.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Também fiquei morrendo de vontade de ler desde o lançamento e até agora não peguei justamente pelo medo hahahah sinto que esse livro vai destruir meu coração </3 mas espero muito pegar pra ler em breve, amei a forma como você abordou a história!
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?

    Já conhecia o livro mas ainda não tive a oportunidade de ler. A temática desse livro é muito interessante, é daqueles livros que faz a gente ficar dias pensando nele. Gostei muito da sua resenha.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Eu já li esse livro e não gostei tanto assim da história. Sério, eu não consegui sentir tanta emoção na história, não sei o que aconteceu comigo. É uma trama bem delicada, mas não funcionou comigo.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  20. Oiee, tudo bem? Eu sempre leio comentários bem legais sobre esse livro, e minha irmã mesmo leu e super recomenda a leitura. Porém eu já li tanto sobre ele que acabei criando uma teoria sobre o final, que descobri estar certa, então acabei ficando realmente sem vontade de ler. Gostei muito da sua resenha, e o post ficou lindo!! Não é uma leitura que farei em um futuro próximo, mas quem sabe um dia...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?
    Ainda não me aventurei na leitura desse livor justamente por não me sentir com a mente aberta o suficiente para compreender a história e tudo o que a autora quis passar. Não sei como vai ser minha reação quando ler esse livro, que trás em sua temática o incesto. Assim como você, confesso que estou com medo kkkk Quem sabe mais para frente?
    Amei a resenha e as fotos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Desde que eu li alguns comentários sobre esse livro pela primeira vez eu fiquei curiosa, pois a história parece ser muito intensa mesmo. A premissa é muito interessante e senti raiva da mãe só de ler sua resenha, mas algo muito bacana é a autora ter trazido esse amor proibido entre os irmãos, realmente é algo polêmico que precisa ser visto com a mente aberta. Enfim, eu espero ler esse livro algum dia ainda e gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  23. Olá, tudo bem?
    Faz muito tempo que quero ler esse livro, mas venho postergando pelo mesmo motivo que você demorou para ler: medo haha
    Eu sei que é uma história perturbadora e que eu vou me envolver e sofrer junto com os personagens, por isso, prefiro deixar para mais para frente. No momento, eu estou procurando leituras com temáticas mais leves.
    Mas adorei conferir a sua resenha e, com certeza, pretendo ler este livro no futuro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oiiii,

    Eu já li varias coisas sobre esse livro, e acho a capa dele simplesmente perfeita, encantadora e bem condizente com o tema do livro, mas até hoje não tive coragem de ler, por ver muitas resenhas divergentes e ter medo, porque das duas uma: ou eu vou amar a história ou vou odiar, me parece ser o tipo de livro em que não há um meio termo rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi Sabrina,
    Acho que a vida desestruturada deles levou a esta situação/fim. Afinal sabemos que não é comum de se ver. Realmente não me agrada muito este tema, tem que ter a mente muito aberta mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá!!

    Estou na mesma situação que você estava, mas no meu caso já tenho o livro na minha estante a mais de um ano e não tive coragem de ler, olho para ele e não me sinto preparada, acho de coração que para ler Proibido tem que se preparar mesmo a carga emocional parace mega intensa. Sua resenha só aguçou mais minha vontade ler, de uma coisa eu já sei, desse ano eu não passo.

    Beijos e Sucesso

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    Também faz muito tempo que quero fazer a leitura da obra e estou igual você, desde o lançamento.
    Primeiro porque essa capa é magnifica, segundo pelo tema que é bem denso e que ainda não li nada parecido antes. Terceiro por causa de toda a polêmica que ele gerou e tenho interesse em entender melhor tudo isso que aconteceu.
    Acho que é necessário todo um preparo psicológico para fazer a leitura dessa obra e conferir todos os desdobramentos propostos pela autora. Estou muito intrigada para saber sobre esse desfecho.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  28. É um tema bem pesado e não sei se eu tenho a mente aberta o suficiente pra ler algo relacionado a incesto. Já vi vários bons comentários sobre o livro, mas não o leria.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  29. Então... Acho que ter a mente aberta não necessariamente significa achar incesto algo ok. E também não sei se incesto tem algo a ver com dogma religioso.
    Esse é um livro que eu cooom certeza não leria, pois acharia um absurdo hahahaha.

    ResponderExcluir
  30. Olá,

    Sou completamente apaixonada por esse livro, recomendo para todo mundo e fiquei bem feliz de vê-lo aqui. Proibido é um livro complexo, que faz o leitor repensar várias coisas dadas como certa, mas é uma leitura incrível! Sou muito suspeita para falar, porque é um dos meus livros favoritos da vida <3

    ResponderExcluir
  31. Oi Sá,
    Meu coração quase parou quando vi que iria ler a resenha desse livro, que tanto amo. Li Proibido há um tempo e ele destroçou meu coração porque eu não estava nem perto de imaginar sobre o que se tratava e o que encontraria. Acho que ler com o coração aberto é essencial, além disso, precisa-se manter a mente aberta, pois o tema é bastante complexo.
    Sua resenha está incrível e as fotos maravilhosas.
    Beijos

    ResponderExcluir