Resenha: Miguel - Carol Paim & Sheila Bomfim

DSCN5569

Skoob – Avaliação: 3/5

Pecados e virtudes. Certo e errado. Isso importa quando o amor está em pauta?
Uma mulher provocadora. Um homem respeitador e religioso.
Ele acredita no sexo após o casamento. Ela acredita em encontros de uma noite. Paixão é o que ela sente. Ele sente o amor. Ela quer ser feliz e nesse ponto os dois concordam, mas como fazer dar certo para que os dois tenham seu final feliz? Quem abrirá mão de seu jeito de viver para se adequar ao outro?
Quando as certezas e crenças de um homem são postas à prova pela determinação e desejo de uma mulher, tudo pode acontecer.
Miguel é um romance divertido sobre aceitação e respeito. Onde o maior desejo é que o amor prevaleça sobre o preconceito e os obstáculos que a diferença de pensamentos e crenças podem trazer.

*Livro recebido em parceria com autora*

“Me perdoe Deus, mas eu vou pecar.”

Miguel é um homem de 28 anos que cresceu sabendo que seria Padre. Foi educado para isso desde seu nascimento, mas quando estava em seu último ano do seminário desistiu desse destino e foi viver sua vida, trabalhando então como professor de catequese e filosofia.

Morava sozinho em um prédio calmo, mas que nas últimas semanas estava bem agitado com a nova moradora, uma jovem que saia com um homem a cada noite e se esquecia das paredes finas do prédio, exibindo sua vida sexual para todos.

Mas o destino, também chamado de vizinha desatenta que esqueceu o celular na padaria, acabou os aproximando, aos trancos e barrancos, momentos hilários e confusos Miguel e Aurora vão se conhecendo melhor, e um sentimento vai brotando daquela amizade inusitada. Mas seria possível os dois viverem um amor? Uma mulher mundana e um homem de Deus, ele segue sua vida nos trilhos e ela é toda doidinha e impulsiva, estariam dispostos a mudar um pelo outro para viverem esse sentimento que cresce cada vez mais?

“Acho que foi naqueles instantes, enquanto a olhava dormir, que comecei a vê-la com outros olhos. Ela ainda era a vizinha barulhenta e tantas outras coisas, mas naquele instante, onde eu podia a observar dormir e ela estava em silêncio, ela parecia quase angelical.”

Miguel foi um romance me recomendado pela Raquel, do Malucas por Romances, e que eu aceitei ler em parceria com a autora, mas até o momento da leitura eu não sabia de nada sobre a história (adoro ser pega de surpresa). Me surpreendi bastante com toda a trama que a autora criou, e impliquei em alguns momentos também, então bora ler a resenha completa para entenderem melhor rsrsrs

Miguel é um ‘ex-quase Padre’ e como foi educado desde o nascimento sob uma doutrina católica hoje com 28 anos ele ainda segue tudo que aprendeu na Bíblia, palavra por palavra, ação por ação. Ele é virgem em todos os sentidos da palavra, já que escolheu esperar a mulher certa que seria sua esposa e mãe dos seus filhos, em um relacionamento abençoado por Deus e sem os pecados da carne.

Eu confesso que comecei o livro achando que ele iria pecar pela mocinha, questionar tudo que aprendeu a vida toda e se importar mais com seu sentimento do que com suas crenças religiosas, mas não foi bem assim (#chateada) e isso foi o que me desagradou um pouco, pois o romance do livro se tornou um pouco chato – PRA MIM- já que não sou ligada a religião e acabei ficando um pouco saturada por ele ser tão convicto ao que segue e a extensa forma em que o livro está embasado na religião dele, e é claro por sempre as maiores mudanças virem da mocinha.

Aurora por outro lado me conquistou, afinal ela é independente, toda doidinha, fala o que pensa e é a ‘sensata’ do relacionamento, colocando um freio quando ele começa a querer que tais mudanças aconteçam rápido demais. Eu gostei do desenvolvimento da personagem durante o livro, de como ela estava disposta a entender melhor sobre as crenças de Miguel para ambos poderem viver um relacionamento pleno, mas também estimulando-o a ser um pouco mais mente aberta e entender as coisas que ela gosta também.

“Você também é meu fruto proibido. Você é a maior tentação que já tive durante toda minha vida e isso está me deixando louco, mas não posso abrir mão do que acredito.”

O livro é bem completo, mostrando toda evolução de um relacionamento, e isso foi o que mais gostei, afinal a autora colocou muita realidade nessa característica do livro, com todos os momentos felizes, tristes, dúvidas, brigas , tudo que um casal passa ao começar uma relação, e amplificado na vida desses personagens por eles terem uma diferença tão grande em suas crenças religiosas.

Enfim, Miguel é um bom romance, com uma enredo bem inovador, você vai acompanhar a história de duas pessoas que aprenderam respeitar a escolha do próximo para construir uma relação sólida e repleta de amor. Vai se encantar com Aurora e passar um pouco de raiva com Miguel, mas no fim vai gostar bastante do ambos quando estão juntos, pois eles se completam de uma maneira inusitada, porém muito bonita.

Miguel

 

ISBN: B01AIPUC0E
Ano: 2016 / Páginas: 243
Idioma: português
Editora: Independente

 

avaliação cupcake - Cópia

8 comentários:

  1. Adorei sua resenha. Adorei ainda mais a honestidade de suas palavras. Miguel realmente é um personagem que é firme em suas crenças, tão firme que muitas vezes vi ele um tanto inflexível. Sem experiência de mundo e tendo apenas a religião como algo certo durante a maior parte de sua vida, seria estranho ele se manter firme em suas convicções? Mas acho que seu relacionamento com a Aurora o ajudou muito nisso, né?!
    Obrigada pela leitura. Obrigada pelo carinho para com a minha história é obrigada pela honestidade e respeito. Suas 3 estrelas tiveram gosto de 5 estrelas!

    Beijos, Carol Paim.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sabrina,
    Não conhecia a obra. Diferente mesmo que ele é mais inflexível nas suas convicções, pelo enredo achei que ele ia abrir mais a mente mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não conhecia a obra, mas achei a premissa bem diferente e original. Fiquei curiosa para conhecer a história de Miguel e Aurora e ver como eles lidaram com as diferenças.
    Dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina, definitivamente esse livro não é pra mim, kkkk
    Gosto de romance de hot, mas não curto quando misturam com religião, tende pra o protagonista ser machista e dominador, onde todo o peso de mudar e/ou ceder pende para a mocinha e etc.etc.etc. e isso são coisas que eu abomino numa leitura. Passo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sabrina
    Bem diferente esse romance, hein! Acho que entendo o que as autoras quiseram passar, e até acho bonitinho o Miguel se preservar assim. Existem pessoas (raríssimas) que são assim. Eu não diria que namorar seja pecado kkkk, mas... Acho que só lendo para entender, né?
    Achei interessante a premissa, leria!

    ResponderExcluir
  6. oi
    mesmo gostando de romance hot acho que nao irei gostar do livro pois o mocinho e muito machista e não curto isso.
    e outra coisa que não gosto e de livro que fazem somente a mocinha mudar sendo que num relacionamentos os dois tem que ceder .

    ResponderExcluir
  7. Olá Sa, estou com esse livro na fila para ler, indicada pela Raquel tbm, e assim como vc não li nada sobre ele e prefiro assim, mesmo lendo a sua resenha. A história parece legal, vamos ver o desenvolvimento. Bjkas

    ResponderExcluir
  8. Já tinha lido uma resenha deste livro é a sua veio reforçar meu interesse. Acredito que mesmo tão diferentes é possível que ambos achem um lugar comum para que o amor cresça. Dica anotada.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir