Resenha: Espada de Vidro (A Rainha Vemelha # 2) - Victoria Aveyard

DSCN5482

Skoob – Avaliação: 5/5 Red heart

Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.
O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

Leia também: Resenha: A Rainha Vermelha – Victoria Avveyard

Sou uma espada nascida do raio, deste fogo… e do fogo de Maven. Um deles já me traiu, e o outro pode ir embora a qualquer momento.

Sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar.

Eu esperei quase um ano para ler esse livro, lembro que no final de A Rainha Vermelha eu estava surtando com o que tinha acontecido e precisava desesperadamente da continuação. Não devia ter esperado tanto tempo, alguns fatos do livro anterior me escaparam da memória e confesso que em alguns pontos eu mosquei um pouco, mas falando sinceramente: EU AMEI ESSE LIVRO, então vamos logo a resenha.

Ah, lembrando que podem haver alguns spoilers nessa resenha do primeiro livro, então leia por sua conta e risco.

Não sou general nem estrategista, mas o raciocínio dela é claro. Sou a menina elétrica – eletricidade viva, relâmpago em forma humana. As pessoas sabem meu sonme, conhecem meu rosto e meus poderes, e maven fará qualquer coisa para me impedir de contra-atacar.

No final do primeiro livro a Guarda Escarlate é massacrada por Elara e seu filhote desprezível chamado Maven (ódio eterno desse que me enganou), e o leior ficou se perguntando o que viria agora, afinal como liderar uma revolução sem os integrantes dela? Pois bem, para a surpresa de Mare – e nossa, a Guarda Escarlate é muito maior do que imaginávamos, em todos os cantos daquele reino, eles parecem fracos porque querem, e essa é a melhor estratégia desse livro, já que o novo Rei Maven não imagina nem um pouco a extensão do seu problema.

Mas ao ser resgatada pela Guarda Escarlate Mare percebe que os planos do líder, o Coronel, não são os mesmos dos seus, resgatar os sanguenovos pra ele não é uma opção, afinal eles são algo que ele desconhece e pode lhe trazer problemas, então Mare e seus amigos terão que partir nessa missão por conta própria, somente com alguns poucos membros, uma lista na mão e nem um elemento surpresa ao seu lado.

A eletricidade nas minhas veias talvez seja a única coisa em que confio nesse mundo.

Encontrar esses sanguenovos, que são vermelhos com poderes dos prateados (poderes os quais são completamente novos e mais fortes) não será nada fácil, pois além de Maven estar de olho em qualquer movimentação estranha nas cidades, toda a guarda foi reforçada, cartazes espalhados e qualquer vermelho pode entregá-los em troca de comida e mais energia. Mare precisa agir rápido, mas como salvar essas pessoas e deixar que as outras crianças morram em uma Guerra à qual elas se querem foram preparadas? Ela irá aguentar ser o rosto dessa revolução, mesmo com tantas mortes sendo jogadas em suas costas?

DSCN5487

É difícil falar dessa série sem dizer que eu amei cada linha dessa história, se no primeiro livro a autora ainda estava um pouco perdida no seu estilo de escrita – colocando muitos elementos de Game of Thrones na história – aqui posso dizer sem sombra de dúvidas que ela encontrou seu caminho, e a história ficou completamente mais surpreendente que o anterior, me deixando de boca aberta a cada página (e principalmente naquele final).

A Mare que conhecíamos no livro anterior aqui é outra pessoa, ela foi torturada de diversas maneiras no primeiro livro, passou por algo que nenhum deles consegue entender, e por isso toda simpatia e sombra daquela menina que ainda tinha alguma esperança de ganhar com o menor número de mortes acabou, desapareceu. Acho que daí vem as críticas do pessoal que acha ela uma protagonista tão intragável, ela está focada em seu objetivo – salvar os sanguenovos e matar Maven – e não vai poupar esforços para conseguir isso, mesmo que no caminho acabe deixando alguns aliados pra trás. Eu sinceramente não a julgo, não julgo suas escolhas erradas e muito menos suas inseguranças, porque por mais que Cal entenda o que ela passou –entenda um pouco né- ele não consegue perceber a pressão que é ser a cara da revolução, quando ninguém deu uma opção pra ela.

Com aquele único gesto, ele mudou o meu futuro e destruíu o próprio.

E temis uma aliança – instável, forjada em sangue e traição. Estamos conectados, unidos contra maven, contra todos que nos enganaram, contra o mundo prestes a se despedaçar.

Cal nesse livro é um bundão, sério, nunca vi um personagem tão inútil em um livro. Ele está sempre se queixando de alguma coisa, todo irritadiço e todo quebrado por Elara ter o forçado a matar o pai. Ele eu julgo hahahaha. Tá que matar o pai não deve ser uma coisa nada boa pra mente de uma pessoa, mas era pra ele entender mais a Mare sabe, a única coisa que ele sabe fazer é cobrar dela mais ação, mais simpatia, mais bondade para com os prateados, enfim, ele só sabe julgar a Mare e não olha pra si próprio, que virou a sombra do garoto do primeiro livro.

A maior parte desse livro é dedicada á missão de salvar esses sanguenovos, e isso torna o livro um pouco mais carregado de conteúdo, afinal não é só planejar e invadir, tem muito mais envolvido no meio e é claro muitos problemas. Achei incrível como a autora abordou esses novos personagens, afinal muitos deles são crianças e idosos, e isso torna tudo mais difícil já que eles não podem lutar e precisam de um lugar seguro para ficar até esses resgates acabarem. O acampamento de treino deles, os novos poderes que possuem, a determinação em lutar ou de evitar a luta, cada um ali tem uma personalidade diferente e isso torna essa nova equipe muito mais unida e dedicada.

Em um certo ponto da história as coisas vão ficando cada vez mais complicadas, e um personagem novo aparece na história para dar um novo rumo ao livro, rumo o qual me deixou eufórica pois assim teríamos muito mais ação. Os acontecimentos desse novo rumo vão deixar o leitor com os olhos esbugalhados durante a leitura, vão te fazer dar aquela gargalhada maquiavélica e depois chorar, pois toda luta tem sua perda e a dessa me deixou com o coração partido, principalmente por Mare que já havia perdido tanto. Mas ainda assim nada vai te preparar para o final e as escolhas que ela faz para salvar seus amigos, terminei o livro implorando para ter mais páginas no final, e agora eu só preciso do terceiro livro desesperadamente porque não dá pra passar mais um ano para lê-lo.

Tivemos que salvar um ao outro na arena. E precisamos fazer o mesmo agora.

Enfim, acho que minha resenha ficou completamente confusa, mas não dá pra explicar os acontecimentos desse livro muito bem sem enchê-los de spoilers, e como isso seria inaceitável então vai ter que ficar assim mesmo rsrsrs.

Espada de vidro é um livro incrível. Não tem como você não se impressionar com a evolução da escrita da autora, e também com a evolução desses personagens que estão mais quebrados e determinados que nunca. São tantas reviravoltas que o leitor fica preso à história, querendo saber como tudo vai terminar e determinado a apoiar Mare até o fim no resgate desses sanguenovos, novamente o livro é uma montanha russa de emoções que vai deixar o leitor surpreso cada acontecimento marcante, vibrando com as conquistas e sofrendo intensamente com as perdas. Ao terminar seu único sentimento vai ser a dor e o desespero, porque não dá pra esperar um minuto sequer sem saber o que irá acontecer o terceiro livro, A prisão do rei. Nem preciso dizer que o livro é mais que recomendado né?

A Mare de Palafitas morreu no dia em que caiu no escudo elétrico. Mareena, a princesa prateada desaparecida, morreu no Ossário. E não sei quem é a pessoa que abriu os olhos no subtrem. Só sei o que ela foi e o que perdeu, e o peso disso é quase esmagador.

Mais quotes…

Antes, eu acreditava que o sangue era tudo no mundo, a diferença entre a luz e a escuridão, uma divisão irrevogável e intransponível. Tornava os prateados poderosos, frios e brutais, desumanos até, quando comparados aos meus irmãos vermelhos. Mas pessoas como Cal, Julian e até mesmo Lucas me mostraram como eu estava errada. Os prateados são humanos como nós, cheios dos mesmos medos e esperanças. Não estão livres do pecado, mas também não estamos. Nem eu estou.

Vejo uma coroa pingando sangue. Uma tempestade sem trovão. Sombras se agitando em uma cama de labaredas. Vejo lagos imundando a costa, engolindo homens por inteiro. Vejo um homem de olho vermelho, casaco azul, arma fumegante…

- Atenha-se ao seu destino, Mare Barrow.

- Que é?

- Se levantar. E se levantar sozinha. Vejo o que você pode se tornar: não apenas um relâmpago, mas uma tempestade. A tempestade que vai enoglir o mundo inteiro.

Olho para o metal polido e examino o meu reflexo. A garota que vejo é, ao mesmo tempo, familiar e estranha – Mare, Mareena, garota elétrica, rainha vermelha –, e ninguém ao mesmo tempo. Ela não parece ter medo. Parece feita de pedra, com traços sóbrios, cabelos em tranças coladas na cabeça e um emaranhado de cicatrizes no pescoço. Não tem dezessete anos, não tem idade nenhuma. Não é prateada. Não é vermelha. Não é humana. Um símbolo da Guarda Escarlate, um rosto num cartaz de procurados, a perdição de um príncipe, uma ladra… uma assassina. Uma boneca que assume qualquer forma, menos a própria.

Ah, e última dica: no site CupomValido.com.br você pode comprar esse e outros livros com desconto, eles possuem cupons para várias lojas como Submarino, Casas Bahia, Americanas… enfim, passem lá para conferir.

Espada de Vidro

 

ISBN-13: 9788565765947
ISBN-10: 8565765946
Ano: 2016 / Páginas: 496
Idioma: português
Editora: Seguinte

 

avaliação cupcake - Cópia

21 comentários:

  1. A capa é linda, literalmente compraria pela capa rsrs, beijos

    http://www.ritinhaangel.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Eu ainda não li o primeiro livro, por isso não me atrevi a ler a resenha por inteiro, rs. Acho a capa dessa saga maravilhosaaa, e espero ler logo o primeiro volume para ver se a história é tão boa quanto!

    ResponderExcluir
  3. ahhh esse livro ♥ Me tirou tantas emoções que só de lembrar já mexe com o emocional...
    Adorei a resenha e as fotos, parabéns!

    Abraço :)
    http://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiee Sabrina ^^
    Ódio eterno desse que me enganou - RT
    Sabe que o Maven era meu favorito? haha' fiquei com tanta raiva por ter sido enganada. Não gosto do Cal, e olha que só li o primeiro livro e aquele dos contos. Ia começar a ler "Espada de vidro", mas tinha me esquecido o que tinha acontecido no final do primeiro livro, então acabei deixando ele de lado...hehe'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Adoro a capa desse livro, eu já conhecia porém ainda não havia lido nem a sinopse e nem a resenha, comecei a ler a sua porém resolvi saltar algumas partes pois pretendo ler os livros o quanto antes.
    A resenha tá muito bem elaborada e só me despertou mais vontade de ler.

    Beijos da Lua!
    Cantinho da Lua

    ResponderExcluir
  6. Olaa! Tudo bem?
    Eu tenho-a rainha vermelha, mas ainda não comecei a ler, então confesso que fiquei com certo medinho de ler a resenha e pegar spoiler.. mas pelo que vi você falando bem, fico doida para começar a ler logo! E nossa, amei esse site dos cupons!!
    Beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!!
    Tenho o primeiro livro mas não li ainda porque a minha irmã disse que chega uma parte que a história fica muito arrastada e por conta disso estou lendo os livros que tenho mais interesse. Não li toda a resenha por conta de spoilers, mas pelo pouco que li quero ler, na verdade pensei em ler quando arrumava minha estante essa semana e vi a capa linda e maravilhosa! Adorei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu tenho livro A Rainha Vermelha, mas não li ainda porque a minha irmã não curtiu muito. E essa semana limpando a minha estante fiquei pensando muito em ler o livro. A capa é maravilhosa e me atrai muito! Li toda a sua resenha para não pegar spoilers, mas aumentou meu interesse de lê-lo.

    Beijos!!
    https://aventureirasliterarias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, estou doida para começar essa série. Já tenho o livro 1 e 2na estante
    Só falta vergonha na cara kkk Que bom q a autora se encontrou nesse volume, só nos faz esperar o melhor dos próximos. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu li este livro e não consegui ter uma afinidade com a protagonista.
    Me senti lendo as outras distopias
    Amo as capas deste livro.e a editora teve muito cuidado e capricho com a diagramacao.
    Fico feliz que vc tenha amado

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu li está trilogia e na curti muito.na consegui gostar dos personagens e a protagonista me irrita de todas as formas possíveis!
    Acho super fraca e odiei as decisões que ela tomou.poe mais que tento entender o lado dela é complicado
    Tua resenha ficou show de bola.que bom que vc amou este livro

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Quando eu havia lido A Rainha Vermelha também fiquei com a mesma reação que ti kkk o final me deixou super ansiosa para o próximo livro. Com certeza vou ler Espada de Vidro!
    Tua resenha está maravilhosa. Acho que quem tiver lido o primeiro livro não encontra confusões na resenha rsrsrs.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela resenha, não conhecia o livro. A história parece ser bem interessante com reviravoltas e surpresas, bem do jeito que eu gosto. Me corrija se estiver errada, assemelhasse ao Senhor dos Anéis e O Robbit? Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Oi Sabrina, tudo bem?
    Eu estou muito curiosa para conferir a série A Rainha Vermelha, então li a sua resenha bem por cima mesmo para evitar spoilers. A maioria dos comentários que li das pessoas que leu foi muito positiva, então creio que o mesmo irá acontecer comigo, por isso coloquei os livros na minha wishlist e estou só esperando uma oportunidade para adquiri-los. Fiquei feliz em saber que, apesar do primeiro livro ser ótimo, foi nesse segundo que a autora encontrou a sua escrita. É bem difícil sequências serem tão boas quanto os primeiros livros e é legal saber que ele é ainda melhor que o anterior.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  15. Olá!Sobre estes livros, eu já perdi a esperanças de lê-los. Sempre outros passam na frente. Gostei muito da resenha. Adorei as fotos e os quotes meu ponto fraco da leitura são os quotes. Abraço Bia Oliveira

    ResponderExcluir
  16. Oi, Sabrina!
    Sempre vejo muitos elogios a essa série, mas ainda não li os livros. Acho que a trama ainda não despertou meu interesse, no momento como minha pilha de leituras está imensa prefiro ainda não investir nos livros, mesmo assim não descarto a leitura; se a história instigar minha curiosidade darei uma chance a série.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Historias]

    ResponderExcluir
  17. Ah!!!! Desculpa, não posso ler! Vou receber spoiler da primeira história, parei a leitura no aviso, kkkkkkk. Já tinha ouvido falar da Rainha Vermelha e estou louca para ler, pois todo mundo que vi que leu gostou. Ao ver te dar nota máxima na sequência dele, fiquei mais doida ainda. Adoro o seu blog, continue com o excelente trabalho, perdão por não ter lido dessa vez, foi por uma causa nobre :D

    ResponderExcluir
  18. Olá! Eu tenho muita curiosidade em ler A Rainha Vermelha, mas como ainda não tive chance, fiquei bem perdida lendo a resenha, pois não conheço nenhum dos personagens, hahah. Mas através de sua opinião deu para entender que esse segundo livro foi um salto em relação ao primeiro. Fiquei bem ansiosa para conhecer os sanguenovos, porque desde o início eu achei legal a ideia da autora de dividir os personagens pelo sangue que eles possuem. Não gosto de começar a ler séries ou trilogias antes de ter todos os livros justamente porque sempre acabo esquecendo algum detalhe do anterior, mas espero poder comprar os livros em breve e finalmente conhecer a história de todos os personagens. <3

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
  19. Resenha super bacana sobre um livro de utilidade pública quase! Um que poético e imagético parecem persuadir o ambiente literário! Gostei muito... Desde a primeira frase!

    ResponderExcluir
  20. Amoooo esses livros!
    Não sei escolher qual dos dois mais gostei, porém, esse está bem mais eletrizante por conta de... tudo. hahahah Lutas, treinamentos etc.
    Não vejo a hra de ler A Prisão do Rei. <3

    ResponderExcluir
  21. Tenho vontade de ler esses livros, falta dinheiro para comprar e tempo para ler

    ResponderExcluir