Resenha: Casos de Família (Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni) - Ilana Casoy

DSCN5387

Skoob – Avaliação: 4/5

O assassinato do casal Richthofen e de Isabella Nardoni foram reunidos em um só livro e trazem novos detalhes observados por quem estava nos bastidores. A criminóloga Ilana Casoy, em CASOS DE FAMÍLIA: ARQUIVOS RICHTHOFEN E ARQUIVOS NARDONI, abre pela primeira vez seus cadernos de anotações utilizados durante a pesquisa na Polícia Civil, Científica e Ministério Público dos dois crimes, tudo isso com a qualidade quase psicopata de edição, uma marca registrada de todos os títulos da DarkSide® Books.

A pedido da editora, Ilana Casoy mergulhou em suas anotações particulares que está de volta com mais uma luxuosa reedição de suas obras, incluindo os inéditos fac-símiles de seus cadernos secretos. Primeira autora nacional da DarkSide®, Ilana traz para seus leitores o mistério desvendado de comentários originais dela mesma no desenrolar dos acontecimentos e descobertas. Além de acompanhar passo a passo o rumo das investigações e julgamento dos assassinos que romperam a linha da lei e do sagrado, os sentimentos e dúvidas da autora ficam agora expostos ao público.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

O mais é a história que o leitor não pode deixar de ler. O caso retratado neste livro, para além da crueldade dos assassinos, nos remete ao tipo de sociedade que estamos construindo. Se honrar o pai e a mãe é um dos mandamentos bíblicos, respeitá-los é algo que está impresso na memória coletiva da humanidade em diferentes épocas. O livro que o público tem em mãos é um precioso documento de memória de fatos que abalaram o Brasil, mas que ao mesmo tempo (e por isso mesmo) nos obrigam, permanentemente, a pensar e repensar nossas relações com nossos filhos.

DSCN5389

Acho que não tem ninguém do Brasil que não se lembre de um desses casos de assassinato que ocorreram aqui lá pelos anos de 2002-2008. Foram casos cruéis que choraram o país por causa de seu nível de desprezo, afinal era de se esperar que um filho nunca planejasse a morte de seus pais enquanto dormem, e muito menos que um pai mataria a filha de cinco anos por causa da segunda esposa.

Em casos de Família - Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni, Illana Casoy vem mais uma vez nos dar detalhes de crimes bárbaros, coisas que apareceram ou não na televisão, arquivos exclusivos do caso, transcrições do julgamento, provas científicas da acusação e defesa, argumentos utilizados pelos advogados de ambas as partes… a verdade acima de tudo.

DSCN5364

Crimes da família não são como crimes comuns, do cotidiano, da vida mundana, da maldade caricata. Crimes de família são feito sacrilégios – rompem a última barreira, tornando-se insuportáveis, intoleráveis, incompreensíveis, impensáveis.

DSCN5366

Apesar de pertencerem ao mesmo livro os dois casos são apresentados de maneira muito distinta, afinal no primeiro Ilana participou ativamente desde o primeiro dia de investigação policial na casa dos Richthofen (quando a filha ainda era considerada uma vítima) e no segundo a autora foi chamada para participar do julgamento, estudando o caso já quando ele estava em andamento, sem antes saber muita coisa a respeito.

Arquivos Richthofen como a autora acompanhou desde o primeiro momento com a chegada da polícia temos mais o lado investigativo da história, como os testemunhos foram sendo desmentidos e assim chegaram a conclusão que a filha Suzana junto com o namorado e cunhado assassinaram o casal Von Richthofen. Durante toda a explicação dessa investigação eu fiquei de cara o quanto eles armaram um crime falho desde o início, com depoimentos cheio de furos de horário, de localização, de álibis que poderiam ser facilmente desmentidos, as ações posteriores deles sem a dor da perda daquelas pessoas… Enfim, é perceptível que eles deram um tiro no pé desde o começo, e o trabalho da polícia ainda assim não foi fácil.

Foi bem interessante acompanhar como acontecem as investigações aqui no Brasil, pois poucos são os livros que retratam fielmente as coisas no nosso país, a maioria das descrições são a lá CSI e Criminal Minds e a gente nunca sabe realmente até onde a perícia é capas de chegar realmente, e aqui deu pra perceber o quanto temos profissionais capacitados e dedicados, mesmo sem muito apoio do governo para tal função.

Meu único problema com esse caso foi a transcrição COMPLETA do julgamento deles, fita por fita, palavra por palavra, e isso deixou toda essa parte maçante e cansativa, principalmente quando os advogados, juízes e companhia limitada iam dar suas saudações imensas e mudavam de assunto toda hora. Sinceramente acredito que por se tratar de um livro que é mais vendido para leitores ‘normais’ que muitas vezes não entendem de advocacia ou segmentos semelhantes, essa parte do livro ficou muito desnecessária e poderia ter sido resumida igual foi feita no caso Nardoni.

O livro conta também com fotos da reconstituição a qual os criminosos compareceram para explicar a polícia exatamente como cometeram seu crime. Achei essa parte bem interessante de ser observar, porém ficou aquele sentimento que poderiam ter mais fotos do crime, igual ao livro Serial Killers. No final há o caderno da autora onde rascunhou o julgamento, é mais um item de coleção essa parte pois não acrescenta muita coisa também aos leitores leigos no assunto.

Em um geral, o caso Richthofen pra mim levaria uma nota 3/5, já que tive que pular metade do livro por causa do imenso julgamento transcrito.

 

DSCN5374DSCN5373DSCN5372DSCN5376

Como disse o caso Nardoni é um livro completamente diferente do anterior, parecem até dois autores distintos sinceramente rsrsrs. Aqui vamos acompanhar o julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, mas diferente do caso anterior, aqui é a visão da autora sobre como tudo ocorreu, um resumo cheio de detalhes com uma linguagem de fácil entendimento.

Vamos acompanhar desde o primeiro momento onde a mãe Ana Carolina foi ouvida, todas as testemunhas da defesa e acusação, proficionais que levantaram as provas necessárias sobre o crime, delegados, legistas, especialistas em ‘sangue’, DNA… Tudo de uma forma tão simples e direta que você passa páginas e páginas lendo e mal percebe quanto avançou na leitura, de tão interessante que é tudo que está acontecendo ali.

Sem dúvidas depois de acompanhar essa história não resta dúvidas ao leitor, ao júri, a família de quem foi o verdadeiro assassino daquela criança inocente que não fez absolutamente nada para merecer um fim tão trágico. Mas o melhor mesmo é olhar como a defesa em momento algum conseguiu apresentar provas contundentes que mostrariam alguma inocência de seus clientes, tudo estava contra eles, e até hoje, quase 10 anos após o crime eles ainda tentam alegar a inocência de Alexandre e Jatobá, ainda tentam refutar provas que são obvias e apontam claramente para os dois.

Ilana Casoy foi brilhante nessa história, foi incrível acompanhar tão de perto esse crime que marcou o Brasil e me marcou muito quando aconteceu, pois lembro de acompanhar em revistas direto o que tinha acontecido e desde aquele momento achar tão errado e cruel o que esses pais fizeram a uma criança inocente.

O livro também apresenta fotos da reconstituição (a qual os acusados não participaram), das provas encontradas na casa, da maquete feita para demonstrar melhor tudo que aconteceu naquele apartamento. Também há o caderno no final do livro, mas esse é um pouco mais interessante já que podemos entender o pensamento da autora durante o julgamento e os pontos que ela levanta sobre as falhas do depoimento e afins.

DSCN5378DSCN5377DSCN5379DSCN5380

No geral, Casos de família é um livro bom, mas que não supera expectativas e passa longe dos outros livros da linha Crime Scene da editora. Se você for aquele leitor que acompanhou na TV, revistas e jornais tudo que aconteceu na época, sinceramente não lerá nada de muito novo e inédito, mas ainda assim é interessante acompanhar através dos olhos de uma criminalista como tudo aconteceu. Apesar de o primeiro caso ser bem basicão e ter partes maçantes, o segundo é incrivelmente detalhado e você se sente em uma série Criminal, e pela intensidade da leitura do Caso Nardoni eu recomendo a leitura.

Casos de Família

 

ISBN-13: 9788594540133
ISBN-10: 8594540132
Ano: 2016 / Páginas: 560
Idioma: português
Editora: DarkSide® Books

 

avaliação cupcake - Cópia

21 comentários:

  1. Nossa deve ser uma leitura bem pesada, gosto desses tipo de livro mas tem que esta muito relaxada pra ler né? se não deprime rsrs, beijos

    http://www.ritinhaangel.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Eu nao sabia desse livro, mas fiquei bem curiosa sobre o texto explorado. Imagino que nao deve ser uma leitura fácil, por conta de toda a intensidade exposta e pelo lado criminalista, pontos levantados e afins. A Darkside sempre arrasando nas edições né?!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Confesso que não gosto muito de livros do gênero e nem acompanhei aos casos quando aconteceram.
    Mas tenho que concordar que devemos rever e repensar a relação que a sociedade está criando entre pais e filhos e como tudo acontece dentro de nossas casas. Isso com certeza implicará nas atitudes que tomaremos no futuro.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sabrina!
    Parece um livro bem interessante e difícil de ler. Reviver todos aqueles momentos de angústia deve ser pesado.
    Acredito que as descrições eram necessárias no caso Richthofen, apesar de um pouco massantes pelo seu ponto de vista. Como casa caso foi feito de uma maneira diferente, a autora quis tratá-los de forma mais fiel no livro.
    Um dia ainda quero ler esse livro. ^^
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina!

    Acho essa edição lindíssima! Como foram casos que abalaram o país, tenho bastante interesse em ler, pois a Ilana estava bem próximo de tudo. O que me lembro mais das informações dadas pela TV foi o caso dos Nardoni - e que é até impensável que um pai possa fazer isso com um filho.
    Tenho bastante interesse em ler.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Li o livro SERIAL KILLERS dela e AMEI DEMAIS. Adoro esse tipo de assunto, apesar de quando li, ter que ficar um tempo sem continuar pois os casos eram muito fortes. Acho que vale mais a pena ler o livro SERIAL KILLERS - MADE IN BRAZIL do que esse que conta apenas dois casos, sendo um deles muito massante. Passo a dica, apesar de amar a Srta. Casoy ♥

    ResponderExcluir
  7. Adoro os livros da Darkside. Da Casoy, ainda mais.
    Gosto muito de livros sobre serial Killers, mas esse caso em especifico, fora casos bem cruéis e não tive a coragem de ler.
    Eu sei que estou send bem contraditória, mas é que casos de fora do país "parece" fictício quando eu leio e o caso Nardoni e Richtofen foram muito noticiados e se tornaram cruéis demais e verdadeiros demais pra mim...
    Mesmo assim, sua resenha está muito boa. Deu pra saber mais ou menos o que esperar caso eu crie coragem e leia.. rs
    Beijinhos!

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Gente... Que pesado!!
    Eu nem sabia da existência desse livro, meu Deus... Acho que não conseguiria ler por serem casos reais, mas concordo que a transcrição possa ter sido cansativa em certos momentos.
    Gostei do fato de que podemos acompanhar uma investigação a la Brasil, e não a la Hollywood.
    A edição parece estar linda e suas fotos ficaram ótimas. Beijos!!

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  9. OI Sabrina,
    Desde outros lançamentos da autora sobre crimes reais eu já fiquei com vontade de ler! Agora com esse livro com dois casos muito famosos no brasil eu fiquei com mais vontade ainda de conhecer o livro. Achei ruim só a parte de você dizer que eles transcreveram o julgamento. Acho que a autora poderia ter sido mais objetiva né?
    PS: amei as suas fotos!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  10. Oi. :)
    Realmente um livro incrível. Fiquei bem curiosa pra saber mais sobre esses dois crimes bárbaros, que na época acompanhava pela TV e revistas.
    A darkside sempre arrasa nas capas, na diagramação, fora que são capa dura. <3
    Parabéns pela resenha, ficou muito boa. Anotando a dica!
    Obrigada pela visita no Blog As Meninas Que Leem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oi.

    Nunca tinha visto este livro, ou se vi, não prestei muita atenção nele. Apensar de parecer ser bem legal, não sei se seria uma leitura que me agradaria. Vou passar a dica dessa vez.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu já vi esse livro por ai e embora não costumo ler livros desse tipo, eu tenho muita curiosidade com esse, pois esses dois casos são chocantes e imagino que deva ser interessante saber mais sobre o ocorrido e também saber como acontecem as investigações aqui no Brasil. Enfim, apesar de uma parte maçante e cansativa, imagino que eu gostaria da leitura

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  13. Oie :)

    Desde que saiu esse livro eu fiquei bem intrigada para ler! assim como você acompanhei quando aconteceu na época e tbm achei um absurdo ! ambos os casos relacionados a família nosso bem maior. Quero saber mais sobre o que aconteceu, com toda certeza vou querer ler um dia!

    Essa edição está incrível, adorei sua resenha!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Quero muito conferir esse livro, pois como se trata de dois casos reais e muito chocantes, a experiência de ler uma história de investigação policial de ficção, por exemplo, não vai ser a mesma. Imagino que seja bem mais impactante. Deve ser muito interessante conferir as informações precisas sobre os casos e já estou curiosa para conhecê-los melhor, me parece ser um livro bem intrigante.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  15. Oi! Bem legal a ideia de transmitir e informar mais detalhes sobre esses crimes hediondos, pois mesmo que sejam terríveis, é necessário estar a par do que acontece à nossa volta.
    Fico me perguntando o que uma pessoa tem na cabeça, ou com que tamanha frieza é capaz de cometer tais atitudes contra outro ser humano.
    Foi bem interessante saber que no Brasil há profissionais competentes para investigar casos assim.
    E a Darkside como sempre arrasando nas publicações.
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  16. Olá!!
    Ouço muitos comentários positivos sobre os livros da Ilana,apesar de ter muitas informações técnicas que acaba tornando uma parte da leitura um pouco maçante quero muito ler esse livro.
    Apesar desses crimes horríveis ocorridos aqui concordo quando vc diz que não tem muitos livros com essa riqueza de detalhes,com certeza irei anotar essa dica de leitura!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/05/resenha-mentira-perfeita-carina-rissi.html#comment-form

    ResponderExcluir
  17. Oiee Sabrina ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas, como sempre, a Darkside fez uma edição maravilhosa. Não sei se conseguiria ler o livro. Histórias fictícias eu até que consigo aguentar, (histórias de assassinato e coisas do tipo), mas se essas já mexem comigo, as reais fazem muito mais. Não sei se aguento :/ mas quem sabe um dia...
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  18. Olá.estou em um momento delicado de minha vida tentando ficar grávida.entwo no momento não dá pra ler por causa do assassinato de uma criança ..
    Casos reais são muito chocantes
    Eu ganhei a pouco tempo este livro é fiquei encantada com o acabamento

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Acho impossível alguém não ter ouvido desses casos e, apesar de ter muita curiosidade com alguns detalhes, não sei no momento se seria uma leitura que faria no momento. Mas adorei poder conferir a sua resenha, ficou muito boa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oie...
    Adorei sua resenha!!!
    Ainda não conhecia o livro, mas, é claro, conheço muito bem ambos os casos, pois, foi muito noticiado nos telejornais. Acredito ser muito interessante acompanhar esses dois casos, mas, a minha única ressalva e que me deixa com o pé atrás com a leitura é toda essa transcrição do julgamento, assim como você, imagino que deve ser bem cansativo ainda mais com todas essas descrições jurídicas... Futuramente quero ler, mas, não acho que estou no momento certo dessa leitura :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Leitura intensa e muito chocante,não sei se teria coragem de acompanhar esses dois crimes no livro e relembrar toda a comoção e dor que eles despertaram,mas fica a curiosidade de saber um outro ângulo dessas histórias,de conhecer detalhes e saber como essas mentes doentias tramaram tudo. Acho que vai para lista de desejados.

    bjsss

    ResponderExcluir