Resenha: A 24ª noite–Julianna Costa

DSCN5505

Skoob – Avaliação: 5/5 Red heart

Alguns anos depois dos eventos do livro 23 Noites de Prazer, Nahia Valar encontra-se mais uma vez em uma encruzilhada de questionamentos pessoais. Um velho amigo retorna para preencher suas noites e ajudá-la a superar mais alguns desafios.
[Conto erótico +18]

*E-book recebido em parceria com autora*

Oi pessoas, tudo bom?

Então, essa semana eu postei aqui no blog que teríamos um conto de Nahia e Kio do livro 23 noites de prazer né, pois então… Eis que hoje recebi o livro pra resenha e em menos de 1h devorei aquelas páginas, com um misto de dor e êxtase que vocês não tem noção, em poucas páginas Julianna me deixou no chão e fez eu repensar várias coisas sobre casamento, sexo e felicidade, tudo pelos olhos de uma das protagonistas que eu nunca esperava que iria passar por essa situação.

Antes de tudo já deixo avisado que você pode ler o conto mesmo sem ter lido o livro, pois como a história se passa anos depois de 23 noites de prazer, e tem uma mensagem única, especial e real, você não vai ficar perdido.

Talvez fosse o tempo de casamento, talvez fosse o meu fatídico aniversário se aproximando, ou talvez fosse a eterna compreensão que nada dura para sempre e a felicidade não pode ser exceção. De qualquer um desses modos, minha reflexão sobre nossa vida conjunta se tornava mais e mais cética.

Em A 24ª noite vamos acompanhar a história pelos olhos de Nahia, que depois de anos estando casada com o boy magia Kio, se vê em uma crise no seu relacionamento: o sexo não é mais louco igual antes, ele negou transar com ela uma vez, e nas muitas vezes que eles transam a noite ela não está tão a fim e o sexo é uma porcaria. Como isso pode ter acontecido já que eles são tão liberais e loucos por sexo?  Estaria ele tendo um caso? Ou ela já não é suficiente para o apetite sexual de Kio? Como foi que eles chegaram a esse ponto onde tudo desandou e nem conversar direito eles conseguem mais?

Você às vezes leu um livro erótico onde o casal transa igual coelhos, sexo intenso, louco, selvagem TODAS AS VEZES  e ficou se perguntando porque com você não é assim todas as vezes também? Você já ficou comparando seu relacionamento com os livros e ficou se perguntando se na vida real aquilo acontece mesmo? Sexo louco todos os dias, um limbo onde o cansaço, as obrigações da casa e trabalho não existem e vocês estão com tesão a todo momento? Será que aqueles casais que transam igual loucos nos livros na vida real não cairiam na rotina em algum momento? Pois é, a dona Julianna veio responder essas suas perguntas (que não adianta negar, eu sei que você tem, todo mundo tem) com um dos casais que mais possuíam uma sincronia sexual da literatura.

Quadrinhos mostram super-heróis que tem o controle sobre a mente dos outros, enquanto vivemos em um mundo onde sequer temos controle sobre nossas próprias mentes. Nossas neuroses, receios e mais íntimas aflições engolem nossa carne enquanto nós sorrimos e fingimos que nunca nos preocupamos com nada daquilo porque sabemos que é absurdo.

Nahia está insegura em seu relacionamento com Kio, os dois estão tendo mais trabalho a cada ano e de um tempo pra cá o sexo deixou de ser aquela coisa intensa e louca igual era no começo. Acabou o sexo incrível? Não, mas ele se tornou bem raro, e na maioria das vezes que eles transam ela não está tão afim e acaba sendo uma porcaria pros dois. As dúvidas começam a permear sua mente, mil e um motivos para que ela não esteja mais segura do nível de relacionamento que eles ainda possuem, e é em um final de semana em um resort sexual que ela tenta entender tudo que está acontecendo com eles.

O livro como não podia deixar de ser é extremamente erótico, as cenas te deixam em estado de êxtase em poucos minutos e você precisa de um ventilador do lado pra apagar todo esse fogo que poucas páginas são capazes de acender, Nahia e Kio nunca decepcionam pois a sincronia eles nesses ambientes abertos é incrível.

Mas são os questionamentos de Nahia que levam esse conto a ser tão incrível. Muitas vezes os casamentos caem na rotina, não há mais sexo – e quando há é ruim, há falta de comunicação, e isso seria falta de amor? Aquele amor louco e intenso que existiu no começo para onde foi? Quem é o responsável por tudo isso?

Minha solução é que você pare de se preocupar com o que deve fazer para que ele, ou qualquer outra pessoa, te ame. Minha solução é que você ame a si mesma, primeiro.

Em poucas páginas a autora consegue mostrar que não é porque o sexo selvagem, louco, avassalador diminuiu que o amor esfriou. Não é porque vocês trocam uma noite de sexo por um filme debaixo das cobertas que o tesão acabou. A rotina é uma filha da mãe, mas nada acaba tanto com uma relação quanto nossas inseguranças, quanto a falta de comunicação, quanto deixar de colocar nossas vontades a frente para fazer algo pelo próximo que nem estamos tão a fim de fazer –e muitas vezes nem sabemos se é aquilo mesmo que esse tal ‘próximo’ quer.

Nahia vai aprender a duras penas nessa história muitas coisas sobre as inseguranças que surgem em nossas mentes quando passamos por essa fase do nosso relacionamento, todo mundo um dia passa por isso, pois como disse mais acima não dá pra viver de sexo 24h por dia, temos obrigações, afazeres que muitas vezes sugam nossas energias, e um sorriso, um abraço na hora de dormir, simples gestos podem revelar muito mais sobre o amor do que ter sexo selvagem a toda hora.

Enfim, acho que essa resenha desse conto ficou bem grande né, rsrsr. Mas podem ter certeza que vale muito a pena ler essa história curtinha, tanto para levarmos esses ensinamentos e discussões sobre sexo e relacionamento para nossa vida, quanto também para matarmos a saudade desse casal nas cenas eróticas, porque já disse né, ventilador…

Ps: Se preparem para esse epílogo, estaria um novo livro vindo por aí com uma versão feminina de Amadeo? Julianna sua atentada! hahahahah

Nenhuma vida é perfeita. A sua também não vai ser. Você vai cometer erros pequenos. Erros grandes. Erros absurdos. Erros idiotas. Erros que, com o passar do tempo, sequer vai acreditar que foi capaz de cometer. Você é a protagonista da sua história achando que precisa agir como uma leitora. Coisas inesperadas vão acontecer. Coisas desagradáveis. Mas nada disso significa que você não mudou. Nada disso significa que você não é capaz de mudar, se quiser.

            avaliação cupcake - Cópiachili-1357924_960_720

21 comentários:

  1. Olá
    Ainda nao li 23 noites de prazer, mas ja li ótimos comentários a respeito, e é muito interessante poder saber que há um conto. Melhor ainda é saber que pode ser lido de forma separada, mas espero poder fazer a leitura do outro livro e depois esse conto. Fiquei ainda mais curiosa, especialmente depois de ler suas impressões.
    Beijos, |F

    ResponderExcluir
  2. Juliana costa arrasa em tudo que ela se propõe a escrever!
    Amo os livros dela
    Ainda não pude ler este conto.mas estão super interessada .quero muito saber o que vai acontecer com as dúvidas e questionamentos de nahia e espero que termine da melhor maneira possível

    ResponderExcluir
  3. Tua resenha ficou incrível .parabéns

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha ficou ótima, mas confesso que não me interessei, já que não curto contos, ainda mais sendo erótico; não faz meu gosto literário.
    Mas adorei saber que tem ótimos ensinamentos, e tenho certeza que pra quem gosta do gênero, é uma leitura bacana!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá adoro livros do gênero, acho que é bom pra relaxar e sair do stress do dia-a-dia, só não pode viciar né rsrs, adorei sua resenha e já anotei pra futura leitura, acho bacana nesses livros que a leitura flui naturalmente isso é importante pro leitor, beijos!

    ResponderExcluir
  6. Romance erótico? Adooooro.
    Eu costumo ler só coisas eróticas na internet mesmo, nunca peguei um livro todinho para ler que fosse do gênero.
    Lembro que no Orkut ainda (aloka) eu lia vários contos kkkk e fanfics eróticas também eu A M O muito.
    Adorei a resenha, bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Então, apesar da sua resenha ser incrível e de você ter gostado, confesso que não chamou minha atenção. Não curto contos e o gênero também não chama a minha atenção. Acredito que seja um prato cheio para quem curte o gênero, então, vou indicar pras minhas amigas que curtem, mas vou passar a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sabrina, tudo bem?
    Não conhecia o conto, mas confesso que não sou muito fã por isso a leitura não me agradaria. Na realidade, nunca li para ter essa opinião, mas tenho essa impressão. Fico feliz que ela tenha valido a pena para você. Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. A rotina realmente é uma filha da mãe e tem o poder de fazer esfriar qualquer coisa! Achei interessante a autora trazer essa abordagem mostrando que até um casal que era louco pela coisa pode ser atingido por ela. Bem legal!

    ResponderExcluir
  10. Embora não conheça a obra da qual esse conto é uma sequência gostei da ideologia que o conto trás. Poucos escritores tratam desse lado, a maioria vejo que trata só da parte boa e picante de se ser um casal. Mesmo não tendo lido ainda nem o livro e nem o conto acabei me interessando por ambos, vai que eu gosto! Apesar que do conto gostei já de cara só pelo fato de tratar de por menores de que quem é casado sabe que existe. Bexitus!

    |amorlivresco.wordpress.com|

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?

    Não conhecia esse e-book, mas adorei a premissa, faz muito meu estilo de leitura. Adorei a resenha, ela despertou meu interesse em ler o livro. vou procurar ele depois para baixar. Espero gostar muito da leitura quando o ler.

    ResponderExcluir
  12. Oii Sabrina, tudo bem? Eu adorei sua resenha! Leio muitas resenhas positivas sobre as obras da Julianna, e apesar de não ser fã do gênero eu até sinto curiosidade em ler algum de seus livros :D Quem sabe começo por 23 Noites? Gostei de conhecer esse conto...

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não conhecia a autora,e ela acabou de entrar para lista de autores que preciso ler. Sua resenha me deixou muito empolgado para conhecer o conto e muito mais para conhecer 23 Noites. Adorei saber que apesar das cenas hot (que nós amamos), a autora trabalha essa questão do sexo intenso e do amor. Super anotei! Espero ler algo da Juliana em breve! Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sabrina!
    Acredita que ainda não li nada da Juliana? Sempre vejo resenhas ótimas sobre seus livros, no entanto. 24 Noites parece ser um conto muito interessante justamente por tratar de um tema tão importante quanto o "cotidiano" dos casais né? Sua resenha me deixou bem curiosa para saber como a personagem lida com essa crise no relacionamento. Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse conto e confesso que não sou muito fã desse gênero, mas gostei de saber que é possível ler o conto sem ter lido o livro. No entanto, esse não é o tipo de história que me deixa animada para conhecer, então vou dispensar a dica mesmo com todos os seus elogios.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia a autora ou o livro!

    A capa não me atraiu muito, acredito que não leria o conto simplesmente por não ser muito meu gosto. Mas gostei de suas reflexões acerca dele. Embora nós mulheres consigamos chegar nessas conclusões, muitas vezes os companheiros não conseguem. Sexo é importante, com certeza... mas não é tudo em uma relação.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Você falou tão bem do conto que fiquei até com vontade de ler o 23 noites hahahaha realmente é uma abordagem diferente, achei muito legal ela trazer isso em formato de conto, deixa até aquela vontade de ler mais né? Espero poder ler o livro e o conto em breve.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  18. Oi!!
    Não conhecia esse conto...
    Não sou muito ligada a literatura erótica. Para falar a verdade, nunca quis ler hahaha. Mas fico feliz que você tenha gostado e que a autora tenha inserido outras questões na obra também, enriquecendo-a :)

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bom?
    Não conhecia o conto mas confesso que fiquei bem curiosa para ler pela dúvida - que todos temos - e que nunca é esclarecida - até agora - que é o que acontece quando esses casais dos livros q fazem sexo igual coelho caem na rotina. Confesso que fiquei bem curiosa para saber o que de fato acontece, como acontece, e como isso é abordado no conto, já que te agradou tanto. Amei sua resenha, por sinal. Sugestão mais que anotada!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  20. Oi, já a algum tempo eu vi uma divulgação acerca dessa obra que eu não sabia ser um conto que é uma continuação de uma obra; mas eu gostei de que pode ser lido mesmo sem ter lido a obra anterior e ainda mais acerca do tema que trata e que é um que não se vê sendo retratado. Geralmente só vemos o casal totalmente apaixonados, loucos por sexo e sendo tudo maravilhoso, e o fato de que aqui retrata acerca do depois... do que acontece com o passar dos anos é ainda melhor! EU sinceramente não conhecia a obra até então e sem sua resenha nem teria me interessado em ler, mas depois da sua resenha fica difícil não querer! Amei <3
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  21. Oie!
    Confesso que eu não li até agora nenhum livro da Juliana, sabia?
    Mas curti muito esse conto, gente... que ideia fenomenal e diferente, parece ser realmente lindo e mostrar o real significado do amor... quero muito!
    Dica mais do que anotada

    beijos

    ResponderExcluir