Resenha: The Five Stages of Falling in Love - Rachel Higginson

DSCN5250

Skoob – Avaliação: 4/5

Elisabeth está vivendo no inferno – também conhecido como luto. Seu marido de oito anos, o pai das suas quatro crianças e amor da sua vida, morreu de câncer. O prognóstico de Grady foi negativo desde o início, mas Lily nunca perdeu a esperança de que ele sobreviveria. Como ela poderia, se ele era tudo para ela?
Seis meses depois, ela está tentando juntar os pedaços da sua vida e levar as crianças à escola no horário. Tudo parece impossível durante esses dias.
Quando Ben Taylor se muda para a porta ao lado, ela está afogada em mágoa e dor, suas crianças estão descontroladas e a casa desmoronando. Ela não tem tempo para novos amigos curiosos ou ajuda não solicitada, mas Ben oferece os dois. E ele não quer ajudá-la com o jardim ou limpeza de encanamento. Ben quer mais da Liz. Mais do que ela é capaz de dar algum dia de novo.
Conforme Liz lamenta a morte do marido e passa pelas cinco fases do luto, ela descobre que há mais no seu coração para dar do que ela pensou que teria. À medida que um novo amor se estabelece, ela se afasta da culpa e mágoa e vê que há mais na vida do que a morte.

*E-book de acervo pessoal da blogueira, resenha por Raquel Costa *

 

"Nem toda história tem um final feliz. Algumas só têm um começo feliz."

Sabe aquele livro que parece que já começa do jeito errado, é exatamente esse livro. Pode até parecer loucura mas quantas histórias lemos que já inicia com a mulher ficando viúva do amor de sua vida e pai dos seus 4 filhos? Pouquíssimos livros abordam isso e a autora de uma forma brilhante nos apresentou as 5 fases do luto de Elizabeth, que acabou de perder seu marido Grady para o câncer, vou contar um pouquinho pra vocês sobre essa história fantástica.

"Esta história não é sobre me apaixonar. Esta história é sobre aprender a viver novamente depois que o amor deixou a minha vida."

Elizabeth é mãe de quatro filhos e agora ela é viúva e está vendo seu mundo dar uma volta de 180°. Ela sempre teve Grady para ajudá-la em tudo, mas com o falecimento dele ela se encontra perdida tendo que superar essa perda e ainda cuidar de 4 filhos, os ajudando também a superar perda do pai, e é nesse percurso de descobertas que ela conhece seu novo vizinho Ben.

17857560_1437796106263153_2098954608_n

"Eu odeio que meu pensamento não vá permanecer fiel ao meu marido."

A autora dividiu o livro em cinco partes e cada uma dessas partes é uma fase do luto negação, raiva, negociação, depressão, aceitação. Durante a leitura não vemos somente a Elizabeth e seu sofrimento, mas acompanhamos também o sofrimento de seus filhos e de toda família, as datas comemorativas e os pesadelos de cada um, a forma que as crianças mudaram pra se adaptar umas lutando contra isso e outra crescendo pra ajudar a mãe, em nenhum momento que vi essas crianças sofrendo foi fácil muito pelo contrário era sempre o pedaço do meu coração que se partia por cada uma delas.

"Houve momentos escuros ao longo do último ano, mas não foi tudo escuridão. Houve dias que eu achei que não sobreviveria e momentos em que estive convencida que seriam nosso fim."

E é ainda no começo do livro que Ben aparece, ele é o novo vizinho de Elizabeth, e eles acabam criando uma amizade, porém dessa amizade surge uma paixão a qual Elizabeth vai fazer de tudo pra não aceitar, pois ela ainda não superou a morte do marido e considerava isso uma traição com ele.
Ben é aquele homem que não desiste, ele sabia que sentia algo por Elizabeth desde o começo, mas ele em nenhum momento forçou a barra e nunca quis ocupar o lugar do seu marido falecido, ele soube esperar e ajudar ela por diversas vezes e foi esse carinho e paciência que ele tinha com ela e com as crianças que me fez apaixonar por ele em cada página.

"-Eu espero que nós levemos um dia de cada vez. Eu espero que você seja difícil e, que eu seja paciente e compreensivo e muito, muito calmo.

Em todos os momentos do livro que a Elizabeth surtou e chorou (e não foram poucos) eu acabava entendendo, a forma como a autora escreveu não deixava a gente com raiva da personagem e muito menos achando ela mimimizenta, víamos o desespero dela em querer fazer tudo pelos filhos e ainda assim não se sentia suficiente pra isso, sentimos o conflito dela em relação seus sentimentos com Ben e, ao mesmo tempo que eu queria que eles ficassem juntos logo, queria que primeiro ela se recuperasse do luto pra não fazer Ben sofrer.

O livro além de ser divididos em 5 partes, é também escrito todo em primeiro pessoa e pelo ponto de vista de Elisabeth. Outra coisa que amei durante a leitura são os personagens secundários, todos tiveram uma participação maravilhosa, e em nenhum momento eu tive um personagem que gostei menos muito pelo contrário adorei todos eles. O livro só não ganhou cinco estrelas porque no final a autora deu uma bela corrida na história e senti a falta de um epílogo.

"O luto não fica mais fácil. Foi algo que aprendi ao longo deste processo. Não ficava mais fácil, mas diminuía em intensidade."

Um livro sobre perda, sofrimento e superação, uma história de família e novas chances, novos recomeços e novos amores, aquele livro que faz a gente repensar cada segundo que vivemos e nos mostra o quanto a vida é importante e o quando devemos dar valor a ela. Um livro que mostra o quanto é difícil recomeçar e ser forte após a perda de quem amamos, um livro que vai tocar sua alma e seu coração.

The Five Stages of Falling in Love

 

ISBN: B00P7XAQ22
Ano: 2015 / Páginas: 286
Idioma: inglês
Editora: Reckless Siren Publishing

 

avaliação cupcake - Cópiachili-1357924_960_720

 

Resenha por:

image

12 comentários:

  1. Oi Raquel!
    Que bom ter ver por aqui <3
    Adorei a premissa desse livro e achei super interessante a separação em 5 fases. Realmente deve ter sido um grande desafio para Elizabeth ficar viúva com 4 filhos e ainda de quebra se apaixonar por alguém (com certeza deve bater uma certa culpa sim)
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não sei se aguentaria ler esse livro vou chorar na primeira pagina senhorr, mas uma pena eu não consegui ler em inglês, a historia é bacana triste ma mostra que devemos seguir em frente e sr feliz.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  3. Já li tantos livros de protogonistas que perdem seus "amados" e depois conquistam um outro alguém, que já fico com um pé atrás pra ler histórias assim.
    Mas confesso que me bateu uma curiosidade em relação a esse tanto de filhos e como eles vão superar essa perda. Fora também como será o desfecho para esse novo casal.
    Não conhecia essa obra ainda. Vou colocar na minha listinha :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Pelo jeito é um drama que se torna romance, a descoberta de Elizabeth -um novo amor. E a passagem pelo luto, pela dor, pela perda.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Raquel!!
    Uma história bem complicada, por tantas perdas, perder a pessoa que mais amamos, é sim complicado...
    Ainda não conhecia esse livro, nem a autora, mas pude perceber, que, ela põe de tudo em sua história, e consegue juntar tudo isso e transformar em uma história de uma pessoa que sofre em sua vida, e ficou perfeito.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Raquel!
    Não conhecia o livro, mas é realmente interessante e diferente até esse começo com a personagem perdendo o marido e precisando recomeçar com quatro filhos. Situação tensa e delicada mesmo, então bom saber que a autora consegue retratar tudo com coerência e firmeza, apesar da dor presente na protagonista, mas com um renascer pelo novo amor que está por conquistá-la. E, mesmo sem ter lido, já simpatizei com o Ben só pela paciência e dedicação para com a Elizabeth durante seu recomeço, lindo da parte dele, e ainda que tenha corrido o final, parece ser mesmo uma ótima leitura. Valeu a dica!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  7. O livro é interessante. Tem uma carga emocional bem intensa e eu gostei bastante de todos os quotes, apesar de estar distante dos livros do gênero neste momento. Aliás, eu não leio inglês (preciso mudar isso, haha). Você bem que podia fazer um post com uma lista de livros para leitores iniciantes do idioma <3

    ResponderExcluir
  8. Raquel!
    Bom ver um romance que aborda as fases do luto e o drama da família para superá-lo, porque realmente é um tema quase não abordado.
    E que lindo ver o vizinho apoiando-a, dando suporte e com paciência de esperar o momento certo para ficar com ela.
    Deve ser um livro lindo e sofrido.
    “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente não leio em ingles, nem leio livros que nao são fisicos! Vou esperar, quem sabe sai fisico em algum editora, torcendo para que sim! Historias que os personagens tem que recomeçar, são lindas!

    ResponderExcluir
  11. Esse livro me lembra O Ar que ele respira. Pela resenha me parece um livro que tem uma carga emocional grande.

    ResponderExcluir
  12. Nem consigo imaginar o sofrimento da Elizabethe seus 4 filhos, percebi que é uma história emocionante, de superação, de uma mulher que dá a volta por cima e segue a vida apesar dos pesares.
    Quero ler, vou procurar o e-book.
    É só em inglês ?

    ResponderExcluir