A Feiticeira do Inverno - Paula Brackston

A feiticeira do inverno

Skoob – Avaliação: 5/5

Um encantador realismo mágico à la irmãs Brontë
Na cidade galesa do início do século XIX, não há ninguém como Morgana. Embora seu raciocínio seja afiado, ela não fala desde que era menina. Seu silêncio é um mistério, assim como seus dons mágicos e a má sorte que bate à porta dos que lhe fazem mal.
Preocupada com a segurança da filha, sua mãe não vê a hora de casar Morgana, e o tropeiro Cai Jenkins, parece a melhor escolha. Após o casamento, ela logo se apaixona pela fazenda de Cai e as montanhas selvagens que a rodeiam. Suas estranhas habilidades começam a ser notadas na aldeia. Uma força maligna está agindo no local — uma pessoa que não sossegará até fazer com que todos se virem contra Morgana, mesmo à custa daqueles mais próximos a ela.
Forçada a proteger sua casa, seu homem e a si de todo o mal que se possa imaginar, Morgana deve aprender a controlar o próprio poder... ou acabará perdendo tudo.

*Livro recebido em parceria com a editora Galera Record*

Até nesses tempos modernos, muitos são acusados de praticar feitiçaria. Na melhor das hipóteses, são arrancados de casa  e expulsos da paróquia. Na pior, uma multidão é algo apavorante. Alguns pagam por seus dons com a própria vida.

Morgana é uma garota incomum que vive com a mãe em uma cidadezinha do país de Gales, sua mãe já muito doente teme deixar a filha sozinha após morrer, pois ninguém daquele lugar gosta muito da garota e vivem murmurando sobre a má sorte que acompanha aqueles que a fazem mal. Quando pequena ela parou de falar após seu pai ir embora, e nunca conseguiu se relacionar muito bem com as pessoas, que encaram a sua falta de voz como algo sinistro.

Cai Jenkins é um homem a procura de uma esposa. Há alguns anos ele perdeu sua amada e por isso não pode mais ocupar o cargo de Condutor de Rebanhos Líder, porthmon, o qual deveria ser seu por direito após a morte de seu pai. Quando ele conhece Morgana logo se encanta pela garota, e combina o casamento com sua mãe. Ele sabe que é duro separá-la de alguém que está tão doente, mas sabe também que ela se encantará pela fazenda de Ffynnon Las e toda a beleza que cerca o lugar.

Quando Morgana conhece o lugar que agora é sua casa fica encantada com a perspectiva de morar em um local com tamanha beleza, repleto da natureza e de animais lindos, uma grande esperança começa a surgir em seu coração, principalmente ao conviver mais com Cai e perceber que ele é um homem muito bom e honesto. Mas são os vizinhos que começam a tirar a pobre garota do rumo.

A sua falta de voz logo é espalhada para todos na cidade, e ela não é completamente bem aceita, tendo olhares estranhos dirigidos a ela o tempo todo. Como se não bastasse isso algumas das pessoas mais influentes naquela cidade começam a voltar sua ira para ela, deixando-a completamente perdida sobre o que fazer, principalmente quando citam a temida palavra que nem ela ousa nomear-se: feiticeira. Ela sabe que seu sangue mágico causa problemas pode onde passa, e mesmo tentando reprimi-lo sabe que precisará aceitá-lo se quer viver naquele belo lugar com seu marido Cai, já que o mal está a rodeando cada vez mais e atrapalhando qualquer coisa que ela coloque suas mãos.

Seria Morgana capaz de controlar seu sangue mágico para lutar pelo seu amor por Cai e por Ffynnon Las? O que mais estará em jogo caso a garota não consiga dominar aquilo que temeu por 18 anos e nunca teve uma instrução de como usar?

Eles se convenceram disso, bach. Tanto que deram um nome para ela… Chamam Morgana de a Feiticeira do Inverno.

Resenha A feiticeira do inverno

A leitura de A Feiticeira do Inverno é completamente envolvente desde a primeira página. Confesso que a primeiro momento eu achei que seria difícil ler um livro sobre uma feiticeira que não fala, com medo que seus capítulos ficassem um pouco maçante por ser somente os pensamentos da protagonista, mas quanto mais eu lia mais ficava presa a história de Morgana e Cai.

Por ser narrado em terceira pessoa conhecemos os personagens muito mais a fundo, Cai é o retrato de um homem encantador, por mais que tenha muitos problemas jogados em seu colo durante toda a história ele não perde a fé em Morgana e tem a maior paciência para tentar entendê-la e principalmente para deixar com que ela se adapte a sua nova dia.

A forma com que a autora descreve as Montanhas é surpreendente, eu me via em cada cenário que Morgana e Cai estavam, sentia todas as emoções do casal ao estar tão junto à Natureza, seja nos momentos de contemplação da beleza e também nos momentos de caos extremo que surgiram através de uma magia maligna.

A forma com que a Magia foi abordada também me instigou muito, ver o lado do bem e do mal, as lendas se misturando com o presente, os poderes de Morgana e também do ser maligno me deixaram com os pelos arrepiados. Fazia tempo que eu não lia um livro onde o vilão está disposto a tudo para conseguir o que quer, deixando o leitor curioso com o que ele fará a seguir para tirar a protagonista de ser caminho e também como ele irá se disfarçar perante os outros para que ninguém desconfie dele.

A Feiticeira do Inverno com certeza é uma fantasia épica. Paula Brackston consegue misturar lendas antigas, realidade mágica com um romance de tirar o fôlego. Você vai torcer para que Morgana consiga defender sua nova vida e que ninguém saia ferido nesse conflito além do vilão da história, é claro. Com pouco mais de 300 páginas e intercalando entre o ponto de vista do casal protagonista dentro do capítulo, esse é um livro para ser lido em poucas horas e que vai deixar você com vontade de reler assim que terminá-lo. Agora com certeza quero conhecer a outra série da autora: A filha da feiticeira.

Resenha A feiticeira do inverno

Como pode uma coisa que se encaixa tão bem aos seus arredores, à sua existência, não merecer nossa admiração? Como pode uma forma tão elegante, tão precisa, tão brilhante não ter a sua beleza reconhecida? Tudo tem que ser belo para ser adorado?

 

Resenha A feiticeira do inverno

 

ISBN-13: 9788528620719
ISBN-10: 8528620719
Ano: 2016 / Páginas: 322
Idioma: português
Editora: Bertrand Brasil

Compre: Amazon | Americanas | Saraiva | E-book

 

avaliação cupcake - Cópia

13 comentários:

  1. Justamente o que me atraiu foi a feiticeira não falara, achei bem diferente e curiosa. Ser de epoca me atrapalha um pouco, mas leria pela magia no livro, e a resenha me animou

    ResponderExcluir
  2. Por mais interessante que a história pareça ser, não me interessou. Não me despertou aquela curiosidade que eu preciso ter pra ler um livro. Quem sabe um dia eu venha a lê-lo, mas não é algo pra agora. Apesar de tudo, imagino que seja um bom livro, e que muitas pessoas irão gostar.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Sabrina!
    Gosto de fantasia e de época ou épica deve ser uma leitura bem interessante, além do romance, claro.
    Fiquei bem intrigada por Morgana ser muda, por ter medo de seus poderes e quero saber porque o tal vilão por fim da força quer acabar com ela e com os que ama.
    Desejo uma semana alegre e feliz!
    “Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa.” (Guimarães Rosa)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Também achei sinistro ela perder a fala depois que seu pai foi embora, e só isso já me faria ficar super curiosa para ler e desvendar o mistério. Adoro fantasias de época, e quero conhecer a maneira que a autora fez para o livro não ser arrastado mesmo com poucas falas. A escrita da autora parece ser maravilhosa, a ponto de nos fazer imaginar cada cenário. Fiquei bem curiosa.

    ResponderExcluir
  5. Oiiii! Que bom que gostou tanto do livro, é a primeira vez que ouço falar dele, e apesar de não gostar muito de livros que se passem em seculos passados, pelo fato de ser um romance me interessou bastante, e fiquei super interessada em saber mais da história, e em como a autora fez para que o livro não ficasse maçante por ter poucas falas, também quero saber como começa esse relacionamento dela com Cai, e espero me sentir envolvida pela história dos dois, assim como você. acho que vou gostar do livro, assim espero!

    ResponderExcluir
  6. Olá Sabrina,
    O que dizer desse livro? UAU!
    Fiquei encantada com a história, e aposto que será cheia de mistérios. Amo livros que nos transportam para o local onde acontecem, isso torna a história ainda mais cativante e especial.
    Já quero ler
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Foi uma grata surpresa para mim,saber da existência desse livro.
    Ele possui uma misturinha de tudo que gosto em um livro: Fantasia,drama, um romance de época, e com um cenário exuberante.
    Bem,espero que tudo dê certo para a Morgana. Pois fiquei com pena de todo preconceito que ela vai sofrer.

    ResponderExcluir
  8. Oi Sabrina!
    Fazia tempo que a resenha de um livo de fantasia não me instigava tanto! Parece ser mesmo uma narrativa super envolvente, e é tão bom quando uma leitura consegue nos transportar e nos faz sentir o local onde os personagens estão. Fiquei bem curiosa para ler essa história, além disso a capa é muito linda!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante que a protagonista não fale, me deixou bem curiosa como seria narrada a história e vi que foi em terceira pessoa e que bom que ficou ótimo. Gostei muito do enredo e fiquei super curiosa para descobrir se ela conseguirá ir contra sua natureza. E um vilão destes deixa a trama ainda melhor. Amei sua resenha e fiquei super curiosa para conferir. Adorei essa capa, é muito linda.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  10. Incrível! Muito interessante esse livro. Gosto um pouco dessas coisas de fantasia, mas não me aprofundo muito. Gostei da resenha e da capa, é linda.
    Abraço !

    ResponderExcluir
  11. Adoro esses livros que historia acontece em seculo diferente, ou em década diferente. Acho que algo clássico e moderno ao mesmo tempo quando a gente imagina cada cena. E também curto bastante quando possui bastante detalhes, exemplo, "a porcelana sobre a mesa deixava um toque de elegância no local. Enquanto as cortinas transparentes feitas a mão permitia que a luz faze-se parte da sala de jantar", pois faz gente imaginar o local, aquilo estilo antigo. Enfim, achei interessante coloca a Morgana como uma pessoa que não fala, pois da aquele ar de mistério, principalmente ser for em terceira pessoa o livro.

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bom?
    Gostei da resenha, amo livros de fantasia, e tenho certeza de que A feiticeira do inverno vai me encantar, achei bem diferente quando li que nossa protagonista não fala, fiquei meio receosa, mas pretendo me aventurar e saber um pouco mais da Morgana.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sabrina!!
    Que livro mais interessante!! Fiquei bem curiosa para saber mais sobre esse livro como adoro livros de fantasia sem dúvida esse que fala também sobre feiticeiras chamar muito minha atenção!! Adorei a indicação!!
    Beijoss

    ResponderExcluir