O ar que ele respira (Elementos # 1) - Brittainy C. Cherry

DSCN4378

Skoob – Avaliação: 5/5 Red heart

O novo romance da autora de Sr. Daniels.
Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

Depois de me apaixonar pela escrita de Britainy em Sr Daniels, eu quis desesperadamente conferir sua outra série - os elementos - O ar que ele respira, principalmente porque essa capa é maravilhosa e pensar em um boy magia com essa aparência ja é um diferencial e me deixa muito animada em começar a ler.

Aqui temos uma historia bem mais profunda que o primeiro livro lido, Tristan Cole é o nosso primeiro narrador, e conhecemos a sua triste historia logo de cara, nos avisando de como este terá uma carga dramática que vai mexer com seu coração. Ele perdeu seu filho e esposa que tanto amava, e sem eles ficou difícil respirar, se isolando em uma cidadezinha onde é visto como um louco por causa da sua aparência e comportamento agressivo com quem tenta se aproximar.

Elizabeth tem uma vida tão sofrida quanto, afinal seu marido morreu recentemente também é ela ficou só com sua filha pequena. Quando foi morar com sua mãe acabou se decepcionando mais ainda pois esta depois que perdeu o marido saia com um homem a cada noite, e sempre foi mal falada pela vizinhança, o que estava atrapalhando Liz criar a filha ali. Quando ela volta a sua casa onde viveu com Steve para recomeçar tudo parece estar diferente, e para começar com o pé direito sua nova vida ela atropela o cachorro de um maluco barbudo super ignorante, que mesmo ela o ajudando com o cão, a trata como um lixo. Seria uma ironia do destino se ambos fossem vizinhos? Se ambos tivessem uma dor tão grande em seu coração que ninguém ao redor conseguisse compreender e isso acabasse os unindo?

Nossa, que livro foi esse?! Juro pra vocês que depois de lê-lo coloquei a autora como minha top 2, atrás somente de Colleen Hoover, porque vocês sabem né, não tem como superar a diva. O ar que ele respira é um livro muito intenso, mas que toca o leitor a cada pagina, a cada dor e alegria de um modo muito real.

Estou bem, dizia a mim mesma, repetidamente. Estou muito bem.

Um dia, isso seria verdade.

Um dia, eu ficaria bem.

DSCN4366

Acompanhar a historia de Elizabeth foi muito intenso, pois é difícil de imaginar uma mulher perder um marido assim que amava tanto e ter que se virar sozinha com uma filha pequena, em uma cidade que todos têm uma opinião pra te dar sobre tudo, e não contar nem mesmo com o apoio de sua mãe. Acompanhando seu dia a dia, vemos o quanto voltar ao local onde você viveu pequenas coisas com aquele que já se foi é complicado, as pequenas lembranças insistindo em voltar e você pensar que nunca mais pode tocar ou mesmo ver aquele que lhe fazia tão feliz é muita dor para processar, e por isso mesmo com suas crises eu considerei ela uma mulher muito forte, pois sinceramente eu não sei como faria tudo que ela fez se tivesse tal perda.

Tristan também mexeu muito comigo, principalmente em seus capítulos onde víamos seu passado, como ele reagiu antes do adeus, antes de enterrar aqueles que amava para sempre. Todos o achavam um louco, assassino, drogado, agressivo, mas ninguém se importava em saber sobre seu passado, sobre perder tudo que mais importava em sua vida e ter que seguir em frente sozinho. A construção desse personagem, o modo em que ele entra na vida de Elizabeth foi algo que me agradou muito, principalmente porque ele foi muito mais direto do que eu imaginava, sentindo tudo com muito mais intensidade que eu estava preparada para ler.

A filha de Elizabeth também é um amor a parte, toda fofa e cheia de personalidade (nada de princesas pra ela, zumbis são mais legais) ela rouba as cenas sempre que aparece, e dá para ver o amor que sente pela mãe e a falta que sente do pai que tão pouco conheceu. Os personagens secundários como Faye a amiga de Liz me cativaram muito também, principalmente por quebrar o clima pesado do livro com piadas ou pensamentos sem filtro, falando sobre coisas inapropriadas para os lugares e as situações e que me fizeram gargalhar de rir.

Por um segundo, vamos fingir que eles estão certos. Vamos fingir que, no fim, não vamos ficar juntos e felizes. Mas, enquanto o ar continuar enchendo meus pulmões, enquanto eu respirar… vou lutar por você. Vou lutar por nós.

DSCN4373

O mistério que vai conduzindo o leitor até o final do livro aparenta não ser grande, afinal logo de cara você já saca o que irá acontecer, mas quando chegamos nos últimos capítulos somos surpreendidos pela autora, com algo muito mais complexo e bem amarrado do que imaginávamos. Adorei o desfecho que ela deu para os protagonistas, para os secundários e posso dizer com clareza que mesmo estando com as expectativa lá em cima, ela me surpreendeu e me fez favoritar o livro por muitos outros motivos que li por aí em resenhas, por conseguir sentir a dor de dois personagens tão machucados de modo tão real durante a leitura, e ler algo completamente fora do clichê.

Por fim, se você ainda tem duvidas se vale a pena ou não ler O ar que ele respira, digo que esse livro é muito mais sobre a jornada do que sobre o final feliz. É sobre a dor do luto, de como é mais fácil estar com alguém que sabe o que você esta sentindo, e que consiga fazer você respirar novamente depois de não ter mais vontade nenhuma de viver. Um romance que não usa de clichês para vender ou agradar o público, você encontrará personagens diferentes e incrivelmente apaixonantes nessa historia, e no fim, sentirá uma saudade de cada um deles por ter terminado a leitura.

No final, não são nas cartas de tarô, nos cristais ou nos chás especiais que reside a magia. A magia está nos pequenos momentos. Nos pequenos gestos, nos sorrisos gentis e nas risadas silenciosas. A magia é viver todos os dias e se permitir respirar e ser feliz. Meu querido, a magia é amar.

10801902_670509523067871_7022632215510294405_n10155183_664000147052142_4817328514769732535_n15037126_1111707548948064_4085565065693258965_n

avaliação cupcake - Cópia

11 comentários:

  1. Que livro mais fofooo, apesar de eu ficar triste pela historia passada de ambos apenas torço para que o final seja um dos melhores, acho que não deve ser nada fácil pra ninguém seja na vida real perder entes queridos e tentar recomeçar a vida novamente e não desistir de viver, achei a historia magnifica não preciso de ler o livro pra saber antes de comprar,maravilhoso!!!!
    Até mais.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo, amo, amo e amo. Tanto que li o segundo em inglês S2 A filha da Liz é linda demais e amei o Pluto rsrs vc sabe do que estou falando rsrs a reviravolta no final me deixou de coração na mão e agoniada. Não chorei, mas vc fica com um aperto no coração durante a leitura e com ele leve quando acaba. Amei os quotes S2

    ResponderExcluir
  3. Primeiro,a capa é mais que um belo e maravilhoso incentivo rsrs Esse homem é lindo,sigo ele no instagram :o <3

    Enfim,acho que já mencionei que li um livro da autora e não curti muito,masss agora tá difícil em não repensar em dar uma oportunidade á outro livro dela (nem que seja só por essa capa kkk brincadeira..),pois adoro mocinhos que se tornam tipo um "hermitão" pelos traumas da vida,pois assim conseguimos visualizar melhor o poder curativo do amor,e a mudança nele...É muito bom ver o fechadão e grosseirão mudando hehe

    Por tudo que você menciona da mocinha ela aparenta ser bem forte mesmo,e com uma personalidade doce,gosto de mocinhas assim! E p/ finalizar,livros c/ crianças ahhh me pegam viu,sou apaixonada por livros assim,pois elas dão um toque todo especial e enchem de fofura (apesar de que,esta enche de zumbis kkk,adorei isso,criança c/ personalidade assim tb não vemos muito em livros..).
    Adorei a resenha,bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina, dizer que esse modelo me "arrasa" é pouco rsrs, mas essa é só uma das muitas alegrias de se ler essa história que emociona e encanta a cada página. "Pluto" é um personagem intenso e nos ensina que não devemos julgar as pessoas pela aparência, todo mundo tem uma história :/ Eu fiz o caminho inverso ao teu, me apaixonei por esse livro e depois fui ler Sr. Daniels e só posso dizer que ainda quero ler muitos livros dessa mulher :)

    ResponderExcluir
  5. Olha, iniciei a leitura da resenha pensando q não pretendia ler o livro, q não fazia meu estilo, mas primeiro: vc tem razão, comoresistir a um boy magia assim? haha
    segundo: a menina cheia de personalidade e os personagens bem construidos me atrairam bastante
    e terceiro: vamo mergulhar no romance né não?: hajajaja

    Realmente me conquistou sua resenha!

    bjbj
    Lá... E de volta outra vez

    ResponderExcluir
  6. Oi Sabrina
    Esse livro é só elogios, não tem como não ficar tentada a ler (ainda mais com essa capa kkkk). Acho que Elizabeth e Tristan vão mexer comigo. Lidar com o luto juntos e quem sabe dar uma chance para o amor curá-lo é algo realmente que me chama a atenção. Esse ta na meta desse ano <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina :D
    Sr. Daniels entrou para os meus favoritos, que livro maravilhoso, socorro :O
    O ar que ele respira é outro livro que estou louca para ler, e saber que passa os sentimentos para o leitor dessa forma, e sem ser clichê me conquistou mesmo.
    Zumbis a princesas, já amo kkkk;
    Essa capa realmente está maravilhosa, lindo demais <3
    Deve ser complicado perder pessoas assim, e perder o sentido da vida, quero saber como os dois vão se ajudar e como vai acontecer esse romance.
    Parabéns pela resenha, ficou incrível.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sabrina!!
    O que posso dizer desse livro que você com essa resenha maravilhosa não disse? Esse livro é simplesmente maravilhoso!! Deste a capa, edição, história.. os personagens são cativantes!! A Elizabeth e Tristan são duas almas perdidas na dor e no sofrimento e que juntos tentam superar um pouco dessa dor, que a morte trás na vida deles. Eu sou completamente apaixonada por esse livro e pela escrita dessa autora.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  9. ameei sua resenha, já tinha visto esse livro, a capa maravilhosa, mas não sabia muito do que se tratava e confesso que fiquei suuuper curiosa pra saber mais do livro, a verdade é que muita gente julga pela aparencia, mas ngm sabe o que se passa dentro de nós, e creio que é assim com Tristan, o livro deve ser otimo pra você colocar a autora somente abaixo da Colleen( porque ela é uma diva mesmo ) eu sinceramente amo livro com crianças porque não importa o quanto o clima esteja tenso ela sempre nos fazem rir( ou chorar ), mas quero muito conhecer a hhistória toda !

    ResponderExcluir
  10. Faz um tempo que estou querendo ler este livro, pois a sinopse me chamou atenção e a capa é um arraso.
    Não vejo a hora de poder comprar e espero não me decepcionar, pois minhas expectativas estão altas.

    ResponderExcluir
  11. Apesar de não ter o costume de ler livros nesse estilo, eu confesso que eu leria. Se seria o melhor livro? Acho que não. Pelo o que eu li, a história não tem nada de UAAAAU (ou estou redondamente enganada?). Adorei saber que a escrita é boa, os personagens são ótimos e a história não é arrastada! Você passou muita emoção nessa resenha e isso conta muito para mim!

    ResponderExcluir