A Senhora do Caos - A Viajante e o Dragão - W.F.Endlich

DSCN4381

Skoob – Avaliação: 3/5

E se você adormecesse na grama, numa tarde ensolarada e acordasse no pior pesadelo de sua vida? E se tudo que mais ama fosse tirado de você? Até onde iria para conseguir retornar pra casa? Qual preço você pagaria pra ter sua vida de volta?
Joice era apenas uma adolescente normal do interior paulista, quando é misteriosamente transportada para um mundo medieval com três sóis, onde magia existe e é a força motriz da sociedade.
Aliando-se com Kilayra, uma princesa rebelde inconformada com injustiças, envolve-se numa trama onde enfrentará seus piores medos em busca de salvar o que realmente importa: o amor, a amizade e a família.
A verdade foi oculta de você também. Descubra com ela que nosso mundo já foi território de dragões, fadas, magos e outros seres extraordinários. Viaje para o mundo que nos disseram que era apenas fantasia. Embarque nessa jornada e desvende antigos mistérios da humanidade.
Num ambiente contemporâneo mesclado com o medieval, as situações se entrelaçam de forma que fugir de seus destinos torna-se impossível. Só haverá uma opção, continuar.
A Viajante e o Dragão é o primeiro livro da série "A Senhora do Caos", repleto de magia, mistérios e seres fantásticos em um novo e extraordinário mundo.

*Livro recebido em parceria com a autora*

A Senhora do caos é o primeiro livro da saga A viajante e o Dragão, publicado de forma independente pela autora W.F.Endlich e cedido para resenha aqui no blog.

Nesse primeiro livro vamos conhecer uma historia que no mínimo deixa o leitor curioso com as primeiras páginas, afinal o pai de Joice desapareceu do nada e ninguém conseguiu achar alguma pista de onde ele pode estar, para piorar ela se envolve em um incêndio na escola e coisas sem explicação acontecem ali, como ela apagar o fogo com uma espécie de gelo que ela materializou, e sua mãe parece saber algo sobre isso pois desconversa sempre que ela tentar conversar.

Mas um dia Joice é levada para outro reino, alias outro mundo, e acolhida por ninguém menos que seu tio, um irmão gêmeo do seu pai. Ao que tudo indica ele possui dicas de onde seu irmão pode estar, mas para salvá-lo ele precisa de Joice que esta destinada há algo muito maior do que imagina.

Em um mundo onde a mágica é tratada como moeda de troca, dragões são seres místicos malignos e o reino esta esperando um casamento para a princesa Kilayra, uma historia fantástica ira se desenvolver, e levar o leitor a ficar muito atento a qualquer detalhe, afinal nunca se sabe quem é o vilão e quem é o mocinho.

Apesar de ser em linguagem de dragão, ela entendia perfeitamente que aquele monstro viera para buscar sua criança, que só então descobriu, era uma menina.

Bom, falar de Senhora do Caos sem soltar spoilers é meio difícil, porque acontece tanta coisa nesse livro, tantos núcleos isolados que depois se unem e começam uma nova história que um mínimo detalhe pode acabar estragando a leitura pra vocês.

Todos aqui já estão cansados de saber que eu amo o gênero fantasia, principalmente quando as protagonistas são mulheres e não são de mimimi, deixando os homens do livro em segundo plano e colocando moral na história toda. Inicialmente eu pensei que este livro seria assim, mas a cada página que eu lia eu ficava mais desmotivada, tanto que levei mais de um mês para finalizar a leitura, sempre começando e parando, começando e parando, e quando dava uma guinada a história, em poucas páginas acabava ficando parado de novo e eu ia perdendo o interesse na história.

Joice pra mim hora era dramática demais e hora era sem reação demais pro meu gosto. Há uma notícia que ela recebe logo que vai pro seu planeta natal que era pra abalar a guria, deixar ela chorosa ou no mínimo com muita raiva, mas ela fica tipo: ok, me ensina magia ai então pra eu te ajudar. Kilayra no início me pareceu brilhante, com todo o seu papo de não querer se casar por obrigação ou provar para seu pai que mesmo sendo mulher pode governar o reino, mas nossa, em alguns momentos eu só queria bater nela e pedir para parar de drama, decidir logo a sua vida, felizmente ela foi a personagem que mais gostei de seu desenvolvimento até o final do livro (ainda que aquele final na igreja tenha ido conta tudo que ela pregou o livro todo).

A ambientação do livro é muito bem escrita, a autora manipula detalhes nos reinos, locais e criaturas mágicas que são apresentadas no decorrer da história, deixando o livro bem mais rico. Adorei o modo com que ela recriou os dragões, sereias, magos e outros seres, acrescentando detalhes em suas historias que os tornavam únicos e mil vezes mais interessantes.

Mas o ponto que realmente me cansou na leitura foi a quantidade de elementos usados pela autora neste livro, uma vastidão de personagens, seres mágicos, missões mágicas, encantamentos, profecias.... Essa extensão de histórias e personagens se misturando a narrativa me deixou um pouco confusa. Cada hora surgia um personagem diferente, com uma nova história que ia se amarrar lá na frente com uma extensa explicação, acredito que se este primeiro livro tivesse sido um pouco mais enxuto ou dividido em dois teria sido melhor, pois assim eu poderia me concentrar nas histórias principais e ficar animada com a continuação, para saber o que iria acontecer e desvendar vários mistérios em um segundo volume ao invés de ter tudo ali em um livro só, com milhares de informações sendo jogadas no final da história (ainda que bem amarradas).

A edição como foi feita de maneira independente possui alguns erros de revisão (com páginas duplicadas e faltando, parágrafos do tamanho da página) mas são coisas que com certeza serão arrumadas em uma segunda impressão ou quando for publicado por alguma editora.

No geral senhora do caos é um bom livro para quem gosta de fantasias, não posso negar que a historia criada pela autora é muito rica em detalhes e bem estruturada, e mesmo com os pontos negativos que citei acima o livro vale a pena ser lido e principalmente desejar o segundo volume, afinal temos um gancho imenso no final da história e não tem como não ficar imaginando o que acontecerá com os tantos personagens dessa saga inovadora.

O bem e o mal são escolhas que fazemos todos os dias. Quando opta por causar dor, ela ficará impressa em sua essência. Caso escolha fazer o bem, seu coração será tomado igualmente por esse sentimento. Lembre-se que o bem realizado anula o mal, mas não o elimina. Uma vez que passou a fazer parte de você, não há como voltar atrás. Eles coexistirão em sua formação mágica, a questão é em qual proporção estarão.

avaliação cupcake - Cópia_thumb[6]

A Senhora do Caos

 

ISBN-13: 9788592116507
ISBN-10: 8592116503
Ano: 2016 / Páginas: 440
Idioma: português
Editora: Independente

10 comentários:

  1. Oi Sabrina, como é uma produção independente, começo dizendo que desejo sorte a autora e espero que ela trilhe um caminho de sucesso e que leia as criticas visando melhorar cada vez mais sua escrita. A ideia do livro é bem legal assim como a criação desse outro universo com dragões, contudo os pontos a ser trabalhados que você citou merecem atenção, pois vc tem razão quando diz que muitos elementos podem deixar o leitor confuso e ele acaba perdendo o interesse na conclusão. ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá Sabrina!!!
    Não sou fã de livros do gênero mais desejo toda sorte do mundo para a autora a capa é linda e acredito que não vai demorar para achar uma ótima editora.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu fiquei apaixonada pelo livro, é uma história muito completa, a narrativa muito boa, com muito toque de ironia e sarcasmo que deixa tudo mais leve kkkk. E ainda o toque de romance que eu amo. So não gosto muito de livros narrado em terceira pessoa

    ResponderExcluir
  4. Eu curti muito a sinopse pq sou fã de fantasia mas a resenha me desanimou um pouco kkk
    Não gosto de personagens dramáticas e indecisas e a protagonista me pareceu assim. Fiquei bem curiosa com os seres mágicos e como foram recriados pela autora

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sabrina!!
    Também sou fã de fantasia e adorei conhecer esse livro!! É uma pena que o livro tenha alguns erros. Mas mesmo assim fiquei bem curiosa para ler esse livro.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Oi Sabrina,
    Apesar das suas obervações fiquei bem interessada no livro. Adoro quando a fantasia envolve muitos detalhes. Acho que talvez não seja um problema pra mim.
    Quanto a atitude da personagem as vezes é bom a gente se "indignar" com ela porque nem sempre eles fazem o que queremos e isso torna a história bem interessante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina e pessoal aqui do blog! Eu gostaria de agradecer imensamente a sua resenha e garanto que respeito cada ponto em sua opinião. É claro que cada uma das coisas que falou, eu poderia explicar com algum outro ponto de vista, muito embora adorei saber que não gostou algumas atitudes da Joice e não concordou com outras que a Kilayra tomou. Lembrando que as personagens tem muito o que crescer e tomei todo o cuidado para não parecerem maduras demais para a idade delas. Eu também tomaria atitudes diferentes em algumas situações que as duas passaram (rsrsrs), mas creio que devemos dar um voto de confiança de que elas crescerão com o tempo. Bom, quanto aos elementos do livro, acredite, se acha que tudo se fechou no final, espere pelo livro 2!
    Infelizmente, numa pequena parte da primeira tiragem, existiu esse problema com a gráfica que deixou esse defeito nas páginas. Fico triste que um deles terminou com você, mas garanto que esse isso já foi corrigido nas demais cópias. Obrigada pela parceria e espero por você no segundo volume da série. Abraços, W. F. Endlich

    ResponderExcluir
  8. Sabrina achei que você super descreveu meu sentimento com alguns livros: tem elementos demais, coisas demais acontecendo, personagens demais e a gente fica com a sensação de cansaço e de leitura morna. Mas fiquei super feliz de perceber que a história tem um final (pelo menos por enquanto) que consegue amarrar as pontas e dar cabo para mais linhas dos próximos, no início eu não estava muito interessada, mas ao longo da resenha fui ficando mais e mais curiosa!

    ResponderExcluir
  9. o livro parece ser bom, não é um gênero que eu leio muito, mas essa coisa de ela acordar em um outro mundo me lembrou um pouquinho de Alice no pais das maravilhas kkk, que pena que tem bastantes errinhos na edição, mas gostaria de conhecer bastante o livro..

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    A capa está linda demais, ainda mais pq eu também amo fantasia, né ahahaha

    Eu não vou dizer q pretendo ler o livro, nem q não pretendo, pq eu acho completamente irritante cpersonagens mulheres q são assim como vc descreveu, sabe? Eu até suportaria esse excesso de elementos (q sempre parecem pra mim desespero pra prender a atenção do leitor), mas essas mocinhas aí eu não sei se eu sei lidar não.

    bjbj

    ResponderExcluir