Filha das Trevas (Deuses e Monstros # 1) - Kelly Keaton



Skoob – Avaliação: 4/5

Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas.

Filha das trevas, é o primeiro volume da serie Deuses e Monstros, sendo que a mesma já tem 4 volumes publicados lá fora e agora está sendo lançado pelo selo Galera Record, com uma capa maravilhosa. Assim que vi sobre este lançamento confesso que fiquei eufórica para lê-lo, afinal vocês sabem que eu sou toda louca em fantasias mais puxadas pra realidade né, então quando iniciei a leitura não pude ficar mais contente com o que encontrei naquelas páginas, e mais desesperada para que a editora continuasse a série.

Mas antes que eu coloque TODAS as minhas opiniões aqui vamos entender um pouco mais da história. .

Ari é uma garota de 17anos órfã, mas que tem pais adotivos incríveis. Com o apoio deles ela parte para tentar entender um pouco mais sobre seu passado, como era a sua mãe e porque foi abandonada, o que ela não imaginava é que ao chegar no hospício que a mesma passou os últimos dias, iria receber a notícia que ela se suicidou, e que iria sair de lá com uma caixinha que mudaria sua vida.

Dentro daquela pequena caixa há uma carta pra ela, de quando sua mãe ainda era viva. Ela aconselha Ari a nunca entrar em Nova 2, pois corre perigo naquele lugar, e acima de tudo pede desculpas pela maldição que atinge as mulheres de sua família quando completam 21 anos.

Quando esta deixando o hotel percebe que esta sendo seguida, um homem tenta mata-la e para seu espanto,  armas de fogo não fazem nem cócegas nele. Ela só consegue exterminá-lo com a própria espada que ele carrega, e misteriosamente o homem some no ar feito fumaça após cair morto em sua frente, a deixando apavorada e determinada a ir para Nova 2 pra descobrir o porque de estar sendo seguida, quem foi seu pai e principalmente: que papo é esse de maldição e porque ela é tão ‘diferente’ de todos.

Com a ajuda de Crank, uma garotinha de 13 anos que trabalha no caminhão dos correios, ela entra na cidade e consegue abrigo em sua casa, um lar misterioso repleto dos jovens mais desajustados daquela cidade, e que podem trazer as respostas que ela sempre buscou. Com os contatos de Sebastian, o garoto mais velho daquele lugar ela parte em uma jornada para entender mais dos mistérios que a cercam, e as respostas podem mostrar um mundo inimaginável, onde vampiros, bruxos, magia vodu e deuses antigos podem ser realidade, e que mais entrelaçados em sua vida do que ela imaginava.

Deuses e monstros é um livro único, uma fantasia que realmente te surpreende a cada pagina, fugindo dos padrões do gênero que lemos cada dia mais por aí. A jornada de Ari não é muito cheia de detalhes ou muito extensa, a autora soube dosar bem os elementos que precisava colocar na historia, deixando o leitor bem curioso com tanto a mistérios, que todo mundo parece saber a resposta menos a protagonista e você (e em alguns momentos menos você, ja que Ari esconde algumas coisas que descobre também) e como é a narradora, acaba escondendo do leitor.

Durante toda essa jornada eu me via extasiada com tantos elementos mágicos em um livro, sem que ele ficasse chato demais ou confuso, pois as vezes pode acontecer de o autor se perder na historia quando é colocado muitos elementos fantásticos como vampiros, deuses, vodu, bruxos, trolls…. Mas aqui tudo é tão certinho, tudo é tão bem encaixado e custuradinho na trama, que você acredita realmente que aquelas coisas existem, principalmente por ser em um local conhecido (antiga Nova Orleans) e pelos pais de Ari viverem em uma realidade normal, como eu, você e o coleguinha ali do lado.

Os personagens secundários aqui chamam muita atenção, principalmente Sebastian, que é de uma linhagem de vampiros bem antiga, e diferente dos mesmos, tanto por suas atitudes quanto pelas suas origens mestiças, o que da um ar de fodão nesse personagem. Os órfãos do casebre que acolhem Ari também são encantadores, cada um tem sua historia, cada um tem um motivo para estar lá e para não querer Ari naquela casa, mas ainda assim a lealdade deles é inquebrável,  se arriscando mais do que preciso quando ela esta em perigo.

Mas a historia do livro da uma guinada incrível depois do meio da história mais ou menos, quando alguns segredos são revelados e você começa a entender o que é Ari e porque ela é tão importante, porque ao mesmo tempo que querem ela como aliada temem o seu poder (que nem está completo ainda por causa de sua idade). Uma nova personagem é introduzida e você fica com os pelos do corpo arrepiados, admirando a complexidade da historia criada pela autora e ao mesmo tempo a leveza da sua escrita, que não te deixa cansado em momento algum e muito menos lotada de informações para processar.

Enfim, Filha das trevas é o primeiro livro de uma serie que promete deixar o leitor desesperado pelas continuações. Com uma história que revela o essencial, o leitor fica preso nas páginas e só espera o melhor dos próximos volumes, que pelo jeito terão ainda mais mistérios sendo revelados e mais tretas cabulosas. Depois de lê-lo você com certeza vai colocar Kelly Keaton como suas autoras queridinhas, e Ari na lista de personagens fodonas que você torce pra que consiga ter um final feliz (e que lute muito para que isso aconteça, porque quanto mais difícil melhor é o resultado).



15 comentários:

  1. Oi Sabrina, quando vi esse lançamento logo me interessei por sua capa (tá linda) e por sua sinopse, também gosto de fantasias, mas como já estou acompanhando umas trilogias resolvi adiar um pouco a leitura deste que eu pensei ser uma trilogia, mas é uma série né?! Tenho acompanhado as resenhas que surgem desse livro e gostado muito do que tenho lindo, é realmente uma mistura de lendas (vampiros, deuses, vodu, bruxos, trolls...) e gostei de saber que isso não atrapalha o desenvolvimento da história e que a autora soube envolver o leitor ;)

    ResponderExcluir
  2. Sabrina,também sou fascinada por histórias de fantasia. E esse livro parece fazer bem o seu papel, não é?!
    Gostei de saber também que a autora não fica embromando demais nos pequenos detalhes ,o que muitas vezes torna a leitura maçante.
    Só o que me deixou um pouco desanimada,é por se tratar de uma série.
    Quando o livro termina e ainda faltam mil mistérios para ainda serem desvendados me deixa frustrada.
    Afinal,sou muito curiosa!

    ResponderExcluir
  3. Sabrina também sou a louca em fantasias mais puxadas pra realidade kkkkkkkkkk
    Fiquei super curiosa para ler esse livro e adorei que a Ari também "esconde" coisas da gente na leitura. Isso torna o livro muito mais instigante e misterioso. Já vejo que Sebastian será um papel de destaque também. Adorei a resenha e fiquei super empolgada para ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina, tudo bem?
    Que foto mais linda *--------*
    Também adoro fantasias puxadas para a realidade, e terminei de ler sua resenha com gostinho de quero mais ou seja, o livro pulou lá para o topo da lista kk
    Incrível quando os autores colocam vários elementos fantásticos e não se perdem, e ainda conseguem deixar o leitor grudado no livro do começo ao fim, a autora já ganhou pontos comigo háhá.
    Pela sua resenha percebi que a protagonista é bem determinada e não é aquelas que tem medo de tudo e fica de mimimi né? Mais pontos háhá.
    Enfim, vou procurar ler o quanto antes, arrasou na resenha!
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
  5. Já quero ler, amo mistério e neste livro tem bastante pelo que vi na sua resenha. Só fico triste, pois gosto de ler a série quando está completa ou pelo menos mais livros lançados. Vou anotar, pois gostei.
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Olá,também adoro histórias que se encontram no meio da realidade e da ficção e estou super ansioso para ler este livro.
    P.S: Adorei que agora a Galera que publica os livros pois a capas são impecáveis. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei muito dessa historia, ela parece ser bem misteriosa e gostei muito de saber que logo nesse primeiro livro temos os segredos revelados, fiquei curiosa para saber mais sobre a historia da personagem e achei interessante como a autora consegue colocar tantos seres fantásticos, adorei a capa e se tiver oportunidade com certeza irei ler essa historia !!

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha está muito boa!
    Eu não conhecia este livro, mas lendo a sinopse e sua resenha fiquei bem curiosa em relação a história e interessada em ler o livro, pretendo ler Filha das Trevas futuramente.

    ResponderExcluir
  9. OI Sabrina.
    Eu estou muito curiosa para ler esse livro, desde que vi o lançamento.
    Amo livros que foge dos padrões do gênero, já estou maravilhada para descobre todos os segredos e mistérios e criaturas, enfim tudo.
    A capa é maravilhosa e história me conquistou desde a sinopse, então esse vai ficar na minha listinha com certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sabrina...
    Adoro livros de fantasias que puxam um pouco pra realidade... Ainda não conhecia essa obra, mas fiquei bastante curiosa para ler essa série... Parece ser uma série que foge um pouco do clichê, o que me deixa ainda mais ansiosa para lê-la... Cheia de mistérios, promete me ganhar desde o primeiro livro... Parabéns pela resenha...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  11. Confesso que esse tema de fantasia não me atrai,o meu negócio é romance e no máximo romance c/ aventura rsrs não É do meu constume ler,o único que eu li e tipo foi Uaaa, a série "The Nocte Trilogy",fiquei mega encantada por esse mundo pois me deu nó na cabeça e o final foi tipo U-A-U mesmo!! Até aí estava até pegando gosto por livros de fantasia,mas os próximos livros da série teve tanta,mas tanta informação,que quando chegou no último ficou 300 pontas soltas,e a história virou um rolo.... Mas enfim,o que eu quero dizer com isso é que livros de fantasia,se não forem bem conduzidos,com uma trama bem amarrada,e pensada,que no final seja possível ir fechando as pontas e deixar o leitor de boca a berta,se torna bastante frustante :/

    Masss pelo que você escreve esse livro é totalmente contrário á trilogia enrolada que eu li kkkk,e que ótimo que a autora está conseguindo criar uma trama consistente,com surpresas,e espero de verdade que o final seja bem amarrado e sem pontas soltas pq ninguém merece ficar na expectativa p/ saber os mistérios e no fim,cadê??!!! rsrs

    Outra coisa que me chamou muito a atenção foi o fato da protagonista se destacar bastante,tipo de ser uma personagem legal e que você passa a amar no decorrer do livro...agora só fiquei curiosa,tipo rola um romance aí entre o vampirão e a protagonista? kkk

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Puxa, infelizmente não é meu tipo de leitura, mesmo sendo um livro interessante, não tenho o habito de ler livros assim.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sabrina!
    Achei essa descrição da Ari bem parecida com a Celaena de Trono de Vidro (<3), mas com o decorrer da resenha percebi que elas não têm nada a ver uma com a outra. Achei bem diferente isso de ela por ser a narradora esconder algumas coisas de quem está lendo, dá um ritmo bem diferente pra história. Fora que é muito bacana que a autora tenha conseguido engatar tantos elementos mágicos de forma que o resultado não tenha ficado confuso, sinal de que ela é mesmo muito boa.

    ResponderExcluir
  14. A primeira coisa que tenho que falar é sobre a protagonista. Ela me parece ser uma personagem super poderosa. Que nessa descoberta de onde veio vai acabar enfrentando grandes perigos e quem sabe um amor (pela resenha não da pra saber se ela tem um romance e tal, acho que não pois não é o foco desse primeiro livro né?). E em por último, a trama parece ser muito bem escrita menina, ainda mais com essa reviravolta no meio e as partes que nós leitores não sabemos. Acredito que muita coisa ficará sem respostas, deixando na gente aquele gosto de querer mais, logo. Enfim, acho que o livro é uma boa leitura e espero ler ainda esse ano.

    Beijos

    ResponderExcluir