A Sombra do Passado – Noites em Florença – Livro 02 – Sylvain Reynard


Skoob - 5/5

Nesta sequência de A transformação de Raven, Sylvain Reynard combina suspense e sensualidade em uma das cidades mais belas do mundo, levando o leitor para um universo de fantasia e romance habitado por criaturas centenárias e poderosas. A jovem e doce Raven Wood está em Florença trabalhando na restauração de O nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Certa noite, ao tentar evitar que um sem-teto seja agredido, ela mesma fica em perigo, mas é salva a tempo pelo belo e poderoso William York. Depois desse encontro, eles se envolvem numa improvável e avassaladora paixão. O príncipe vampiro jura seu amor por Raven e promete se vingar de todos os que um dia a feriram. Contudo, ela prefere não ceder à violência e, para surpresa de William, busca nele algum traço de humanidade sob a aparente frieza – alguma bondade que lhe permita entregar-se a ele sem receios. Mas um perigo terrível pode pôr fim à felicidade do casal. Uma sombra se espalha por Florença, colocando em risco a paz que há séculos existe entre seres humanos e sobrenaturais. Enquanto tenta proteger Raven, o príncipe precisa descobrir quem o traiu e evitar uma guerra entre poderes há muito adormecidos.

*Livro recebido em parceria com a Editora Arqueiro*


A Sombra do Passado é o segundo livro da série Noites em Florença do autor Sylvain Reynard. A narrativa dá continuidade a história do vampiro William York, o Príncipe de Florença, e sua amada mortal Raven Wood.
Eu nunca deixei você. Eu era a sombra na sua parede. E mesmo se você tivesse me mandado embora, eu permaneceria como sua sombra.
A narrativa é simplesmente fantástica. A combinação perfeita de história com ficção é realizada com maestria, tornando o leitor cativo às imagens históricas enquanto os personagens se projetam tendo como pano de fundo a bela cidade de Florença.


Neste livro tão esperado o autor torna público uma leve brecha do passado de William além de acrescentar uma apreensão constante na linda história de amor dos protagonistas. O romance entre William e Raven é enternecedor. Fiquei completamente cativa pela protagonista ter seus defeitos e ser tão completamente desejada por um “ser” perfeito em suas imperfeições.
Ele era dela. Mesmo agora, nua, com uma miríade de falhas que poucos homens negligenciariam, ele a aceitava. Ele aceitava suas imperfeições. Ele a amava.
William está cada vez mais seguro em ter Raven para si e tenta ajudá-la a exorcizar seus antigos demônios. O seu método não é nada ortodoxo, porém temos que pensar que ele é o Príncipe dos Vampiros e sua lei é transgressora, porém muito eficiente. Ele não pensa como um mortal e para ele importa apenas fazer justiça e livrar Raven do fardo de seu passado.
Algumas dores são tão grandes que não podem ser sentidas.
Espere muita ação nesse livro, pois unido a esse conflito “familiar” os dois pombinhos também devem lidar com as instabilidades políticas externas, já que agressões se tornaram uma constante contra William e seus protegidos florentinos, mostrando que um traidor está entre eles e almeja o declínio do William no poder.


Intermináveis problemas surgem: a Cúria, antes latente, começa a ter um súbito interesse por Florença e mais precisamente em Raven.  Enquanto isso o inspetor Batelli ainda desconfia do envolvimento dela no roubo de arte da obra do Professor Gabriel (isso mesmo, da trilogia do Inferno de Gabriel) na Galeria degli Uffizi. Na ocasião Raven fazia um trabalho de restauração nas obras de arte antigas e o inspetor ainda acredita que exista uma conexão.


Um livro obrigatório para fãs de um romance extremamente singular. Meu único, porém vai para Raven, que mesmo tão apaixonada por William não enxerga um entendimento entre sua mortalidade e sua vontade de ficar com ele, já que ela não deseja ser imortal tendo em vista que não saberia o que fazer com seus “dias”... (Hello! Acorda para vida mulher! O Príncipe dos Vampiros caído de amores e a senhora toda mimizenta).
Inferno é conhecer o seu destino e saber que não há nada a fazer.

A capa, fonte e diagramação estão irretocáveis. Adorei cada pedacinho desse livro e mal posso esperar até que o próximo seja lançado.




7 comentários:

  1. Bom dia!
    Estou querendo ler A transformação de Raven. Adoro livros sobre criaturas místicas e poderes. Adorei a resenha e me interessei ainda mais pela série. Ps: Amei esse marcadores de princesas sereias!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você curtiu Aichha! Tb sou apaixonada por seres místicos! Grande beijo!

      Excluir
  2. Essa capa está muito linda!
    Comecei a ler o primeiro livro em ebook,mas meu tablet deu problemas e não consegui prosseguir com a leitura .
    Mas o pouco que consegui ler me cativou.
    E esse segundo livro parece estar ainda mais interessante.

    Espero terminar em breve o primeiro, para partir para o segundo. ;)

    ResponderExcluir
  3. Espero que você leia em breve Janaina! Sou completamente apaixonada pela série!

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Não acompanho essa série, mas a sinopse é bem cativante. E por tudo que você comentou, a respeito desse segundo livro, fiquei curiosa para saber mais dos personagens e história.
    Dica anotada. Ótima resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Nádya,
    Amei a trilogia O Inferno de Gabriel, e tudo indica que vou ficar apaixonada por esse essa nova trilogia do Sylvain Reynard. Gostei da escrita desse autor, que mescla a arte na trama; para uma leiga até que gostei de conhecer um pouco mais desse assunto.
    Um romance cheio de mistérios, suspense, reviravoltas e com seres sobrenaturais? É claro que vou ler. Já estou ansiosa para embarcar nessa história cheia de detalhes e conhecer a Florença e algumas obras de artes através da leitura. Anotei como leitura obrigatória para o próximo ano, pois não vai rolar em 2016.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nádya!
    Não conheço o primeiro livro ou a série, então não sei bem como são os personagens. Já conhecia a trilogia do Gabriel e não me chama muita atenção livros nesse estilo, acho que se eu lesse esse livro ficaria mais entusiasmada com as descrições de Florença do que com a história dos personagens.

    ResponderExcluir