Chamas do Passado–Nash #4 - Jay Crownover

DSCN3954

Skoob – Avaliação: 5/5 Red heart

Nash Donovan tem o corpo quase todo coberto por um enorme dragão. Seu jeito imponente de andar, a intensidade de seus olhos violeta e sua pecaminosa pele dourada garantem ao tatuador um mistério capaz de enlouquecer qualquer mulher. O bad boy não é do tipo que acredita no amor. Porém, por trás de todo o seu ar marrento, existe uma ferida que ainda está aberta.
A enfermeira Saint Ford nunca superou o bullying na adolescência e nem a dor causada por seu primeiro amor. Quando os anos de colégio acabaram, ela se mudou para outra cidade para tentar apagar as lembranças do passado. Agora, a ruiva voltou para Denver e tornou-se uma mulher encantadora e uma excelente profissional. Porém, ela ainda é insegura e não consegue confiar em homem algum.
Uma fatalidade fez com que o caminho deles voltasse a se cruzar. Somente Saint poderá curar as dores de Nash. Mas, para isso, ela deverá permitir que o calor das chamas dele derreta o seu coração. E Nash é o único homem capaz fazê-la se sentir uma mulher desejada de verdade.
Chamas do passado é um romance sobre autoaceitação e desejo. Uma história envolvente temperada com intensas cenas de paixão.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

Confira as resenhas dos outros livros da série Homens Marcados

              Na Sua PeleNotas QuentesArmas da Sedução

Se tem um gif que descreveria meu sentimento quando terminei esse livro seria esse:

Chamas do passado (título traduzido horrível, mas whatever) é o romance onde teremos a história de dois personagens muito diferentes um do outro: Nash Donavan e Saint Ford. Esqueça o clichê, esqueça aquela história de homem pegador e mocinha linda inocente, Jay Crownover quebrou todos esses clichês e me pegou de jeito com esse livro, fazendo com que eu me visse na pele de Saint a maior parde da história, e que trouxe uma mensagem incrível sobre o bullying, auto aceitação e sobre aprender a se amar independente do que as pessoas lhe dizem.

Saint na época do colégio era a menina gorda, com a pele ruim e cabelo armado. Por isso ela sofreu bullying a vida toda, críticas pesadas e maldosas sobre o seu corpo, excluindo-a e humilhando-a sempre que tinham a oportunidade de serem cruéis com a garota. O único que a tratou um pouco melhor foi Nash, antes de partir seu coração e declarar que para alguém ficar com ela teria que ‘colocar um saco na sua cabeça, mas mesmo assim seu corpo ainda não ajudaria’. Foi cruel. E marcou como Saint se via perante as outras garotas para o resto da vida.

Agora Nash reencontra Saint em um hospital, quando seu tio Phip está internado em estado grave por causa do câncer, e ele precisa de ajuda para passar por essa fase difícil, passar por todas essas bombas que foram jogadas no seu colo em um curto espaço de tempo, e que vão mudar sua vida para sempre. O contato com o garoto que arruinou a vida de Saint é quase impossível de evitar, e por ela ser uma pessoa muito boa não nega ajuda quando ele precisa. Mas ficar tão perto assim de seu primeiro amor pode mexer com seus sentimentos, e deixar a sua cabeça mais confusa do que ela imaginava, principalmente com as coisas que sempre sentiu sobre si mesma.

Ouvi dizer repetidas vezes todos os dias da minha infância, os nomes, as provocações, o escárnio por simplesmente estar vivo. Então é assim que eu sei. Com certeza, o meu não veio de colegas, mas isso faz diferença? Ações detestáveis sugam, não importa quem está entregando a eles.

Como eu disse, esqueçam o clichê nesse livro. Jay conseguiu criar um romance tão pesado, tão carregado de dramas REAIS que depois que terminei essa história, fiquei o resto do dia deprimida e pensando na minha vida, que foi 90% do relatado na vida de Saint nessa história. A autora conseguiu mostrar nesse livro como é difícil ouvir uma critica sobre o seu corpo, principalmente quando você é mulher e quando essa critica vem de alguém que você gosta. É algo que marca você para sempre, marca o modo que você se olha no espelho, que se enxerga na frente de outras pessoas, e principalmente como isso fica impregnado em você mesmo que a pessoa mais importante de sua vida lhe diga que lhe acha linda e que lhe ama. A dor de sofrer bullying é real, e é muito difícil de ser esquecida.

O romance de Nahs e Saint é lindo, mas é difícil por causa de como ela se vê. Em todos os seus relacionamentos ela sentia vergonha de tirar a roupa na frente de outra pessoa, sentia vergonha quando alguém lhe dizia que era linda e sentia medo de se relacionar por causa do que aconteceu com seus pais, o desastre por causa da traição deles. Aqui vemos como é difícil você ‘aceitar seu corpo’, por mais que você diga que se acha linda e tals, uma crítica e seu emocional vai pra junto da Samara – pro fundo do poço – e você custa se reerguer novamente. Durante todos os capítulos de Saint conseguimos ver todas esses sentimentos muito claros, e se você já sofreu algum tipo de preconceito com certeza irá se identificar com a história dessa garota, porque como disse a autora tornou muito real tudo aqui.

Ao mesmo tempo o drama da vida de Nash também não é nada mole, e mais uma vez a autora trás um ensinamento a nós leitores. Ele vivia correndo atrás de sua mãe, tentando ser o filho perfeito, tentando ser melhor para que ela reparasse nele, até quando ele percebeu que nesses casos o errado não é ele, e sim a outra pessoa, e quando paramos de correr atrás de outra pessoa na busca por ser alguém que ela deseja – e não nós mesmos, nossa vida fica muito mais simples e feliz. Se não nos agrega, também não faz falta.

Eu não estava com medo da mudança, um olhar para o meu corpo e qualquer um podia ver que... O que eu tinha pavor era ter que olhar para trás e ver que a minha mãe desistiu de mim... deixou-me ir, não tinha nada a ver com um coração partido por ser abandonado por um pai caloteiro, mas tudo a ver comigo e com o fato de que eu não era o que ela queria. Tinha a ver com o fato de que eu não era bom o suficiente e, mesmo que eu tivesse há muito tempo feito as pazes em nunca iria alcançar seus padrões, isso ainda deixou uma marca.

E é claro, como nos outros livros temos os outros personagens da homens marcados sempre aparecendo aqui e ali, dando mais finais felizes a  Rule e Shaw e Rome e Cora, e nos é apresentados o casal do próximo livro também, que tenho certeza que será babado.

Enfim, acho que não posso dizer mais do que disse, mas só queria que todos pudessem ter a oportunidade de ler esse livro, principalmente aqueles que já sofreram algum tipo de crítica ao seu corpo, pele, cor, cabelo… criticas que marcaram sua alma e até hoje você trabalha nisso em seu psicológico. A história de Saint e Nash é real, é sensível, é difícil, mas é plena, e nos mostra que não devemos dar tanto peso assim nas criticas das pessoas, sei que é complicado deixar não se afetar, mas que quanto mais nos amamos e temos apoio daqueles que nos amam, mais felizes somos, e podemos viver mais plenamente.

Se pudesse ser favoritado mais de uma vez, com certeza esse livro seria.

…Quando eu olhei para os belos olhos de Saint e vi sua empatia e compaixão, eu sabia que ela seria para mim. Ela era tudo que eu sempre quis, sempre precisei. Quando ela olhou pra mim assim, qualquer dúvida que eu poderia ter tido sobre amá-la, saiu pela janela. Era mais: Como eu poderia não amá-la? Era impossível não cair de amor por ela.

avaliação cupcake - Cópia

24 comentários:

  1. Olá
    amo esse estilo envolvendo o romance e muitos dramas pelo caminho. Já fiquei curiosa sobre as características dos personagens e suas diferenças. Críticas são sempre muito complicadas mesmo. Sua resenha está tão empolgada que fiquei muito motivada a ler também.

    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Nossa, eu nem sabia que o livro 3 já tinha sido lançado por aqui, aí você já bem com a resenha do próximo! Achei o título traduzido legal rsrs. Não acompanha o série por não gostar muito de livros nessa pegada, mas não devo nem comentar que você amou de mais né? Eu não daria chance pra ler a série, mas conheço outra pessoa que amou o livro 1 e o 2 (não sei se ela leu o 3°) Mas adorei as suas opiniões, bem legais! Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Quando li a sinopse, pensei: mais um bad boy e mais uma semi virgem? NÃÃÃÃÃÃÃOOOO. Mas aí você falou pra esquecer o clichê e eu obedeci e, a sua resenha me encantou porque agora PRECISO ler o livro imediatamente. Os quotes que você compartilhou me fizeram ter a ideia certa da narrativa e quero muito ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Sá,
    Esse livro foge mesmo do padrão clichê que temos encontrado por aí e achei a premissa muito interessante. Já sofri muito na escola por conta da forma como o meu corpo é e hoje sei que não deveria ligar para isso, pois eu preciso me achar bonita. Achei a história muito legal e gostei de saber que o livro é carregado de dramas reais, isso me agradou.
    Claro que anotei a dica de leitura.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Não conhecia a obra mas gostei bastante do enredo. Embora a premissa seja um pouco clichê, me interessei e com certeza eu leria. Gosto muito quando os livros tratam do bullying e por isso essa obra deve carregar uma boa reflexão a respeito disso. Futuramente darei uma chance e obrigada pela dica.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  6. Ola Sabrina lindona menina amei a premissa desse livro, ainda mais sobre esquecer os clichês e sim mergulhar na alma e dores de nossos protagonistas. Já quero ler, gostei demais de sua resenha apontando a forma como a autora conduziu a história bem próximo da realidade sem o famoso bad boy e a mocinha. Com certeza irei ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu sou louca para começar essa série, principalmente por envolver tatuagens (coisa que adoro)!
    A premissa do livro me chama bastante atenção, ainda mais por ser carregado de dramas reais. Eu acredito que vá me identificar com a personagem, já que fui gorda a adolescência inteira, ouvi muita besteira, emagreci, mas ainda me vejo "distorcida" no espelho. Esse tipo de coisa mexe tanto com o emocional da gente que é foda de tentar se ver de outra forma depois.
    Gostei de saber que esse não é um romance clichê e que traz boas reflexões para os leitores.
    Ótima resenha e espero ler em breve os livros!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu nem acredito que achei exatamente o tipo de livro que gostaria de ler!
    "Bullying, auto aceitação e sobre aprender a se amar independente do que as pessoas lhe dizem." Me identifiquei com todos esses aspectos, sofria e ainda sofro por causa da minha aparência, e talvez esse livro possa me ajudar! Amei o fato de que o livro trata de coisas reais, e não só um romance clichê!
    Eu realmente PRECISO ler esse livro, e sei que todos temos que entender que a vida não é só feita de aparências, o que está por dentro também importa!
    Obrigada pela indicação, sei que vai me auxiliar muito!

    Beijinhos...
    Desencaixados

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Sinceramente o enredo desse livro me pareceu o mais do mesmo que vemos ao monte nos mercados ; já enjoei de ver história com o típico bad boy que não acredita no amor e tem traumas que o deixaram assim.
    Vou deixar a dica passar!
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Achei que esse livro seria bem cheio de clichês mas pude ver que estou totalmente errada. Esse tema que ele trata é muito importante e realmente, essas palavras vindo de alguém que amamos machuca demais, posso ver que ele praticamente destruiu a vida amorosa dela com esse comentário infeliz.
    Beijos.
    https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Olá amore,
    Amooo histórias de Bad-Boy´s ... já anotei a dica... só por isso rs
    Mais algo que também me chamou muito a atenção foram os personagens... curiosa já!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Sabrina,
    Menina que resenha foi essa que me fez ficar afim de ler não só esse livro, mas a série toda? Adorei a premissa e fiquei super curiosa pela história e a carga dramática que você mencionou. Deu pra perceber o quanto você gostou dessa leitura e isso instiga mais ainda pra fazer a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Hey!
    Nossa, é tão bom quando a gente acha um livro que realmente mexe com a gente, não é? Principalmente um que não envolve muitos clichês. E a forma que você falou da história na resenha me fez ficar super curiosa e com vontade de conhecer a série. Adoro esse tipo de livro que me faz pensar sobre a minha vida e refletir um pouco sobre o mundo, e pelo jeito é o que esse livro traz. Espero ter a oportunidade de ler logo.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. sei bem como a personagem deve ter se sentido porque passei por experiência parecida... =T confesso que nunca tinha ouvido falar desse livro antes, e não sei se ler algo do tipo hoje iria me trazer boas recordações... enfim...
    mas acho importante ver essa questão do bullying e aparência sendo abordadas... mas como se trata de um romance, gênero que não aprecio muito, prefiro evitar, ao menos no momento...
    bjs...

    ResponderExcluir
  15. Oi Sabrina, não conhecia o livro, na verdade, não conhecia a série mesmo, e apesar de não ter gostado da capa achei o enredo interessante, ainda mais por que gosto de romances e este ainda tem o chamariz da carga dramática, outra coisa que curto. Obrigada pela dica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Nossa, pela emoção que você colocou na sua resenha realmente o livro te acertou em cheio. E é bom que tenha livros assim que nos façam medir as emoções porque é isso que nos faz pensar em ser melhores ou piores com as pessoas. É vivenciar as experiências e saber que realmente machuca. Foi bastante emocional e sei como é passar esta fase de bullying.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.blogandolivros.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e confesso que no inicio não estava animada, não sou fã dessa coisa de bad boy e a premissa estava meio clichê. Mas lendo sua resenha fui ficando curiosa, justamente porque você disse que essa história foge dos clichês. Alem disso, os temas abordados são bem bacanas, realmente é complicado sermos criticados por causa da nossa aparência, mais ainda por alguém que gostamos e creio que pras mulheres é mesmo mais difícil ainda, ja que a cobrança é maior pra sermos perfeitas. Enfim, parece ser uma leitura muito bacana que traz boas mensagens, por isso vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Oie!
    Eu ainda não li nenhum livro dessa série, e só tenho os três primeiros livros físicos para a leitura. Como é romance, já estão na minha lista para futura leitura. Com certeza vou gostar da narrativa e de cada um dos volumes.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  19. Olá.

    Eu conheço esse livro e tenho os três primeiros da série. Pelo jeito o livro é bom mesmo, hein? Eu acho lindo um livro carregado e intenso. Não vejo a hora de conferir a leitura! Estou muito curiosa com a leitura e espero gostar também. Fico feliz que vc tenha gostado da leitura e espero conferir em breve. Amei a dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem? :)
    Meu Deus, olhei para essa capa e de caras já pensei "eu quero" (o livro, e o homem ahahaha). Depois de ler a resenha ainda fiquei com mais vontade de ler e fiquei ainda mais empolgada ao saber que se trata de uma série, toda com homens maravilhosos. ahaha
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    É o que dizem né? Nunca julgue o livro pela capa!
    Somente por ela eu não imaginaria o quão profunda é a história do livro, e já fiquei com vontade de ler, e olha o Nash que falou besteira deveria apanhar, rs.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oiii, tudo bom??
    O que dizer?? Depois dos Irmãos Madox eu simplesmente fiquei apaixonada por bad boys, essa capa apesar de ser bem clichê é linda demais. Não conhecia o livro e nem quem o escreveu e fiquei muito curiosa, esse tipo de história me prende muito, ainda mais por ser uma serie ao qual eu amo sempre.
    Obrigada pela dica, beijos. Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  23. Olá! Tudo bem?
    Esse livro está na minha lista de leitura, mas não tive tempo de ler ainda, tinha até esquecido dele. Amei sua resenha e percebi que já passou da hora de eu ler esse livro! Vou coloca-lo na lista de próximos próximos rsrsrs! Bj

    ResponderExcluir
  24. Oi Sabrina, tudo bem?
    Nossa é impossível passar despercebida por esse livro, sério, eu não conhecia a série ainda e devo admitir que chamou minha atenção de cara. Com toda certeza tentarei ler o quanto antes para conhecer o casal. ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir