Eu Sem Você - Kelly Rimmer

DSCN3769

Skoob – Avaliação:  3/5

Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco.
Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah.
Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la.
Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer.
Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida.
Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

Lilah - 7 de setembro
Há uma coisa – e somente uma – que preciso lembrar: a maneira como me sinto esta noite. Caí de paraquedas nessa relação com Callum. Tenho me deixado levar, permitindo que a química entre nós nos guie, pensando que podemos fazer bem um ao outro. Quando nos encontramos por acaso na George Street, pensei que se eu acreditasse em “é para ser”, então era isso que era para ser. Eu me imaginei contando à minha mãe sobre como eu tinha tentado fazer a coisa certa e poupá-lo das complexidades da minha vida e que, então, ele simplesmente apareceu do nada bem na minha frente, logo no dia seguinte. Ela faria aquela cara de velha sábia que gosta de exibir para seus alunos e alegaria que o Universo estava tentando me dizer alguma coisa. Eu riria dela, mas, secretamente, adoraria, porque era naquilo que eu queria acreditar também.
Mas, apesar dos protestos de Callum de que era um solteiro convicto, tudo o que eu via quando olhava para ele era alguém que queria amar e ser amado. Estamos nos apaixonando. A relação ainda está engatinhando, mas toda vez que nos vemos as palavras fluem e os sentimentos as seguem. Cada dia que eu prolongo isso apenas torna tudo mais difícil.

arqueiro

Bom, como a sinopse do livro conta praticamente tudo que acontece no livro, então vou me ater somente a minha opinião sobre a obra.

Comecei a ler Eu sem você achando que seria um livro de drama, que iria chorar horrores ou no mínimo me emocionar com as cenas mais sensíveis do livro, pois não havia lido a sinopse e só esperei o que o gênero geralmente propõe, mas para minha surpresa me decepcionei bastante com essa história.

Lilah é uma ambientalista, vegana e todos os outros rótulos que você pode colocar em uma pessoa para dizer que se pudesse, ela viveria em uma tribo só usufruindo o que a terra lhe proporciona, e defendendo com unhas e dentes quem se aproximasse do local. Ela é uma advogada que luta contra mineradoras por áreas com animais em extinção, luta contra empresários que querem derrubar árvores só para ter uma vista mais bela, e isso é bacana nela, pois se ouvessem mais pessoas assim no mundo, com certeza não haveria tanta poluição e destruição como temos hoje, mas é seu lado extremista que literalmente é um pé no saco. Tudo que ela come é natural, e ai de alguém em um restaurante que não a avise que a comida pode ter alguma coisa industrializada, ela arma o maior barraco, esses pitis dela por pouca coisa irritam bastante, e me fez desgostar dela a maioria do livro.

Callum por outro lado é o cara do marketing que trabalha dia e noite, que é acomodado e não termina seus projetos por ser muito indeciso. Quando ele encontra Lilah e eles começam a se envolver mais é lindo ver a parte dele da história, pois mesmo não querendo nomear o que eles possuem, ele sabe que ela é uma pessoa boa, e que vale a pena investir em um relacionamento com ela, mesmo que eles sejam tão diferentes. É bonito ver ele insistindo, tentando se aproximar mais dela, mesmo ela levantando cada vez mais barreiras para os dois ficarem juntos. Ele dá espaço quando ela precisa, se aproxima quando ela necessita, faz as loucuras que ela deseja, mas em certo ponto do livro eu cansei sabe. Cansei de ver ele quase implorando pra ficar com ela e ela só inventando desculpas para que eles fiquem juntos, cansei de ver ele correr feito um louco para fazer tudo que ela quer, e ela NUNCA fazer nada do jeito que ele quer.

E quanto a parte do drama, quando começou eu novamente não consegui me envolver. Achei Lilah uma protagonista super egoísta. É claro que entendi seus motivos, entendi sobre o que estava passando e as consequências de prolongar mais aquilo, e sobre ela querer viver mais intensamente por causa do que iria acontecer a ela, mas no final, a decisão que ela tomou me incomodou muito, e novamente não consegui me comover.

O livro tem partes bonitas? Sim. O amor que ela tem para salvar a natureza, o fato de ela dar uma motivação para Callum agir sua vida ao invés de trabalhar loucamente e nunca fazer nada de interessante, a vida louca que ela viveu com seus pais por serem espíritos livres… Mas infelizmente o romance e o drama em geral não conseguiram me cativar.

O livro é intercalado entre os pontos de vista do casal, mas o interessante é que a narração de Callum é feita de maneira a contar a história, narrando o que está acontecendo com eles e o que ele está sentindo em relação a ela, e a de Lilah é feita em forma de diário, onde ela conta o que sente, o porquê de afastar Callum e também alguns segredos do seu passado, que são a razão para ela agir como age.

Eu sem você é um romance bonito, não concordo em compararem as histórias de Nicholas Sparks, pois o autor tem uma carga dramática bem maior, mas ainda assim é um livro bonito, que conta muito sobre as oportunidades que lhe são dadas e tiradas, e como você pode aproveitar ao máximo a sua vida quando tem um prazo de validade estampado na sua cara. Para quem gosta de um romance com certa carga dramática talvez goste do livro e o consiga aproveitar mais que eu.

DSCN3770

Eu  nunca  havia  entendido  como  era  ficar  tão encantado com alguém a ponto de não conseguir tirar os olhos  dessa  pessoa.  Tenho  certeza  de  que  sou  um péssimo  ouvinte  –  costumo  ser  egocêntrico,  uma característica  que  muitas  das  minhas  ex-namoradas confirmariam.  Mas,  com  Lilah,  eu  não  queria  perder nenhuma palavra.

Esse  é  o problema  com  o  amor  de  conto  de  fadas...  E  aí  está  a sua  bruxa  má.  Amor  verdadeiro  nada  mais  é  do  que sinônimo de dependência desesperada.

Eu  gostaria  de  também  poder  acreditar  que  os anos  seriam  generosos,  que  há  tempo  para  desperdiçar, esperando  que  a  vida  venha  até  mim.  Gostaria  de  ter tempo para flertes e casos de amor bobos com homens que usam pomada no cabelo. Ah, se eu pudesse dedicar algumas noites ou semanas a isso e ver no que as coisas iriam  dar...  Não  precisava  ser  “felizes  para  sempre”  – felizes por enquanto serviria.

Eu te amo, eu sussurraria, e ela sussurraria a mesma coisa para mim e daríamos um beijo com gosto de bafo matinal.  Haveria  uma  beleza  extraordinária  na intimidade ordinária da nossa vida juntos e eu nunca me sentiria desconectado de novo.

quando  ele  está  comigo,  me  dedico  totalmente  àquele momento.  A  enxurrada  de  pensamentos  se  acalma  e  eu esqueço todos os bons motivos pelos quais não podemos ter  um  futuro,  porque  o  presente  é  importante  demais para eu me distrair.

Então  me  ocorreu  que,  quando  parei  de  buscar coisas  novas  na  minha  vida,  eu  tinha  efetivamente contornado  o  risco  e  o  medo.  E  agora  que  uma  nova possibilidade  surgira  bem  diante  dos  meus  olhos  e  eu estava  ficando  viciado  no  meu  relacionamento  com Lilah, me sentia exposto e vulnerável.

Acho  que  éramos  solitários  à  nossa  maneira,  e  a companhia  e  a  intimidade  emocional  que compartilhávamos  havia  se  tornado  viciante.  Ninguém decide que os ímãs vão se atrair; é o que eles fazem.

 

avaliação cupcake - Cópia

28 comentários:

  1. Oi Sabrina,
    Uma pena que você tenha se decepcionado com o enredo, é horrível mesmo quando estamos esperando outra coisa do livro. Enfim, a sinopse entrega bastante coisa mesmo, mas não sei se há muita profundidade sobre os personagens para haver o envolvimento por parte dos leitores. Esse livro até me interessa, mas acredito que por agora não é uma leitura que se destaca para mim.

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Eu achei essa toalha tão linda <3
    Eu estou muito curiosa com esse livro, tenho uma amiga que acabou de ler ontem e ela me deu todos os spoilers imagináveis por que eu não estava me aguentando e perguntei. A opinião dela foi bem diferente da sua mas vendo suas impressões e suas explicações eu te entendo. Eu acho que também me incomodaria o fato dela sempre inventar desculpas e ele ficar correndo atrás dela. Falar a verdade teria sido mais apropriado. Eu gosto muito de livros que tem a carga emocional bem forte e façam o coração ficar mais apertado e mesmo querendo muito ler esse, eu tenho lá minhas dúvidas se vou gostar tanto assim.

    ResponderExcluir
  3. A capa do livro é tão simples, e ao mesmo tempo, tão bonita!!! Pena que o romance e o drama do enredo não te envolveram totalmente, mas essa comparação com o Sparks, me deixou curiosa a conhecer esse livro. Adorei sua sinceridade!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Sá,
    Que pena que o livro não te envolveu. Eu me senti recebendo um balde água fria e olha que nem li o livro ainda. Confesso que não gostei nade de saber que a Lilah é uma personagem egoísta, isso me incomoda muito, muito.
    Acho que o Nicholas coloca uma carga dramática muito grande em suas obras e é isso que o torna tão especial.
    Eu Sem você me pareceu um livro interessante, quando não se tem expectativa nenhuma e não se importa com o egoísmo do protagonista. Acho que ainda lerei, mas o farei sem nenhuma expectativa.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Amiga eu solicitei esse livro em parceria com a Arqueiro e espero poder gostar, mas até agora não tinha lido nenhuma resenha sabia? Eu queria ler sem saber de nada, mas eu li as suas impressões para saber o que tu achou e agora estou ainda mais curiosa sabia? Acho que vou gostar por se tratar de um romance. Agora uma coisa que não concordo é que muita gente compara demais as escritas de um autor para outro. Lógico, as vezes tem algumas coisas que é inevitavel, mas cada escritor escreve de uma maneira e sentimos emoçòes diferentes. Eu gosto do Nicolas Sparks, mas os unicos dele que li foram UMA LONGA JORNADA E O MELHOR DE MIM. Espero poder conhecer os outros também rs...Mas mesmo assim eu falo de autores variados no geral que a galera tem mania de comparar. Mas mesmo quero ler esse livro e espero gostar muito =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/06/resenha-guardia-do-tempo.html

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Eu gostei bastante dos quotes e também da personagem principal, pena que eu não me identifico nada com a personalidade dela, sou carnívoro até o fim. Achei a proposta do livro interessante e diferente, gostei da resenha.

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu já tinha visto sobre esse livro mas não tinha lido nenhuma resenha ainda, mas fiquei chateada que você não tenha gostado tanto. Realmente, pela descrição que você fez de Lilah ela é um pé no saco e isso acredito que deve ter irritado muito, e foi uma das coisas que me desanimaram em ler, porque se eu não gosto da protagonista fica muito chata a leitura.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Sabrina, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas acredito que teria a mesma percepção que você. Até consegui entender as motivações pelo modo como a Lilah agiu, os ideais dela e fato dela ter um prazo. A sinopse não conseguiu me prender e depois de ler a sua resenha percebi que não é um livro que realmente me interessa, achei a formula batida e cansativa. A capa está muito bonita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Quando li a sinopse fiquei super empolgada mas a sua resenha me passou uma visão completamente diferente da que a sinopse dá é que não foi muito animadora pra mim, principalmente pela protagonista que me pareceu ser um verdadeiro pé no saco. É difícil engatarmos uma leitura quando os personagens não nos atraem, mas, ao menos nesse caso, me pareceu que o mocinho da trama é cativante o suficiente pra "compensar" a chatice da Lilah. Ainda assim não me pareceu uma história muito animadora.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Sabrina, tudo bem?
    Que pena você não ter gostado tanto assim, eu realmente fico muito chateada quando deposito esperanças de mais em um livro e acabo me deparando com uma coisa totalmente diferente do que eu imaginei que seria. Porém, eu acho que gostaria do livro, guardaria um certo rancor de Lilah, por ser chatinha e egoíta, mas eu acho que iria me apegar ao livro. Uma coisa que me chamou a atenção, depois da sinopse e tudo mais, foi a capa, tenho uma mania que eu considero horrível que é escolher livros pela capa, eu sei que nunca devemos julgar um livro pela capa, mas é mais forte que eu, e as vezes acabo me decepcionando, mas um dia eu vou perder essa mania, mas voltando, achei a capa muito linda!
    Adorei sua resenha, super explicadinha e tals, parabéns!

    garotareading.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Sabrina, tudo bem?
    Que pena que você não conseguiu se envolver com a história! Eu achei a premissa bem interessante, gostei da personalidade de Lilah, de querer defender o meio ambiente a qualquer custo, de querer proteger os animais em extinção e ainda se alimentar só de produtos naturais, porque ainda que pareça um pouco extremo, é o tipo de pessoa que a gente não encontra facilmente no nosso cotidiano e acho que conseguiria me envolver bastante com ela. Também gostei de saber que suas perspectivas são narradas em forma de diário, adoro livros assim pois podemos ver os sentimentos e pensamentos transmitidos com mais intensidade. Já Callum parece ser um cara muito fofo, ainda que você diga que ele está sempre correndo atrás de Lilah e ela não facilitar muito as coisas. Enfim, só lendo para saber, né? Mas gostei de ver suas considerações sinceras.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    É uma pena que a sinopse tenha contado tudo sobre o livro. Isso é bem triste. Eu não tive vontade de ler o livro, me lembro muito Nicholas Sparks, então eu acabei nem indo atrás. Eu não gosto de personagens egoístas, uma das coisas que me afastaram desse livro, é justamente o protagonista. Acho que seria bem machista e isso me repeliu. De qualquer forma, parabéns pela sincera resenha!

    beijo! :)

    ResponderExcluir
  13. Oiii Sabrina!!
    Os quotes estão muito fofos, ótimas escolhas, vou ser bem sincera, não gostei muito do livro, realmente não tenho nenhuma vontade de ler ele, odeio personagens egoístas ou que não sabem oque querem e precisam que alguém aponte o caminho... enfim gostei da sua resenha e que pena que o livro não te envolveu tanto...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Quando vi o livro pela primeira vez, não tive muito interesse, algo acendeu em mim quando li um pouco da sinopse, mas nada que me interessasse tanto. Triste saber que sua experiência com o livro não foi das melhores, principalmente com a personagem feminina. Provavelmente eu não leria este livro e foi bom saber da sua sincera opinião. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sabrina!
    Puxa! Eu sou terrível com romances, só leio quando são muito bem recomendados. Aí você me diz que a protagonista é um porre, o mocinho é bacana, mas lento e o romance e o drama não engataram, fica difícil... Queria saber se a capa tem relação com a história, pois não parece muito (especialmente pq dá p notar que a pessoa na capa é uma mulher e que boa parte da história é narrada pelo cara)... Bem, obrigada por compartilhar! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curte aí!

    ResponderExcluir
  16. Esses romances de drama são difíceis, apesar de fã do Nicholas tem uns livros dele q são chatinhos.... Mas a sinopse de Eu sem você me parece tão bonita! Depois da sua resenha me deu ainda mais vontade de ler, nem que seja para esganar a mocinha e colocar o mocinho no colo! kkkkkkkkkkkkkk
    Essa foto foi vc quem tirou?! Ficou linda! (Mas o gatinho podia ter aparecido mais kkkkkkkkkkk)

    http://blogmundodetinta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Oie, nossa que chato quando vamos com uma expectativa para a leitura e acabamos nos decepcionando. Uma das coisas que acho bacana nessa história que nos apresentou é sobre a diferença de personalidade do casal e por isso fiquei um pouco curiosa com o enredo mesmo não gostando do gênero. Mqs por causa das suas considerações fiquei meio com o pé atrás para leitura. Quem sabe futuramente!
    Bj

    ResponderExcluir
  18. Oi Sabrina,
    Já pela capa o livro não havia me cativado. Pois essa me pareceu ser muito clichê.
    E depois de ler a sua resena cheguei a conclusão de que não leria essa obra de forma alguma, mesmo.
    Não gosto de mocinhas que tem o tipo de comportamento que você descreveu e a parte que você dividiu conosco sobre o romance e a beleza do livro, não foram o suficiente pra me cativar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!! :)

    Que pena que nao gostaste assim tanto.. :) Um livro bonitinho mas pronto...

    Bem, nao e assim muito dramatico.. AS vezes, basta nao sermos grandes fas do genero, nao e? Es como eu, entao.. :) Quer dizer, as vezes, ate gosto, mas e mesmo em pequenas doses..!! :) ahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  20. Oii!
    Uma pena que você não tenha gostado do livro, mas pelo que eu li eu admito que também não gostaria tanto assim. Me canso de ver personagens que se desgastam atrás de outros sem conseguir levar a lugar nenhum, principalmente quando as desculpas são esfarrapadas e não correspondentes ao esforço feito. Se tem uma coisa que me irrita em romances, são aqueles que partem de um só lado.
    E, apesar de eu gostar de Nicholas Sparks e um pouquinho de carga dramática, também tenho que dizer que já estou enjoando de ler sempre os mesmos dramas e as mesmas coisas, que parece também ser o caso desse livro.
    Beijos!

    www.beyondbluedoors.com

    ResponderExcluir
  21. Oie!
    Eu te entendo quando diz que o livro não te envolveu, pois aconteceu o mesmo com um livro que estão com um ótimo marketing, mas a história não me convenceu. Eu ainda não li esse livro, mas esperava mais dessa trama, pensei que seria bem mais dramático. Mas já vi que as atitudes da personagem me irritarão.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  22. Oi Sabrina!
    Puxa vida, fico triste em saber que o livro não atendeu suas expectativas. É muito chato quando esse tipo de coisa acontece. Pessoalmente preciso dizer que a história não me chamou muito atenção, apesar de adorar romances, não sou muito fan de enredos mais dramáticos, até leio, mas não gosto muito. Particularmente não ligo muito para spoilers, não é algo que me incomoda muito, apesar de tentar evita-los as vezes. Agora para quem liga, esse livro pode ser realmente um problema.
    Espero que sua próxima leitura seja mais satisfatória.
    bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Sabrina, até achei que ia gostar do livro, mas acho que minha opinião seria parecida com a sua. Gosto bastante de romances, mas quando o drama aparece demais, mesmo não sendo o caso aqui, me cansa um pouco, haha Gostei bastante da divisão da narrativa, fica bastante diferente do beabá dos livros :)

    Bjs, Cass | www.livroseoutrascoisas.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Sabrina, tudo bem?
    Que pena que o livro não te cativou tanto, é muito ruim quando isso acontece. Para ser sincera ele não chamou minha atenção e eu não leria ele no momento, não parece ter o romance que me cativa, sabe? Então eu não leria no momento pelo menos, e ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi Sabrina, tudo bem?
    pena você não ter curtido tanto assim o livro :P
    Eu havia pensando em solicitar para a Arqueiro, mas como ando meio chata para romances, desisti hahahhah
    Mas acho, pela sua resenha, apesar dos pontos negativos que você citou, que eu iria curtir a obra :3
    Achei interessante a personagem principal, acho que iria me identificar com ela :)
    beijooos
    https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Eu não escolhi esse livro entre os lançamentos já pela sinopse morna. Quando vi que ele se relacionava com praia (por conta da toalha) não tinha entendido bem, e agora talvez seja pela opção de vida dela né? Eu adquiro os veganos e quem tem força de vontade par alutar pelas causas, só nesse aspecto não acho que seja mimimi. Mas a parte que vc deixa claro que ela é uma egoísta em relação a ele, peguei antipatia! rsrs
    Não leria esse livro... e até posso imaginar o que vai acontecer... Me pareceu bem sem sal!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  27. Que pena que se decepcionou desse jeito com a história. :/ Eu tinha altas expectativas a respeito esse livro, e acabo de deixá-las de lado. Mas confesso que gostei da Lilah ser vegana (não consegui chegar a esse ponto, mas sou vegetariana), só que acho que consideraria o posicionamento dela muito extremo. Pelo menos o livro tem partes bonitas, mas é difícil realizar uma leitura em que o romance e o drama não conseguem cativar. Não sei se leria.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  28. Nossa, que pena que não gostou do livro. Achei a capa bonita, talvez comprasse só pela capa hahaha #SouDessas mas é horrível ter as expectativas esmagada, eu fico bastante chateada. Entendo sua frustração. Obrigada pela resenha, foi bastante esclarecedora sobre o livro. Lerei só pra comparar as opiniões! Kkkkk beijos

    ResponderExcluir