Essência de Lyli - Fabiana Ballete

DSCN3502

Skoob – Avaliação: 4/5

A protagonista desta história é uma jovem que, como tantas, se rendeu à ditadura da beleza sem atentar para o quanto isso é desnecessário e inútil. De dieta em dieta, negando-se a aceitar-se como é e como foram todas as mulheres de sua família, Bárbara acabou por se afastar de possibilidades de realização pessoal e profissional, suprindo sua carência afetiva com muitas guloseimas. Bárbara tem uma vida monótona e relativamente tranquila, não fosse seu mal-estar em relação à sua própria imagem, até o dia em que ela conhece a doce Lyli, sua essência interior. Com sabedoria e muito carinho, Lyli conduz Bárbara por uma jornada através do autoconhecimento e a apresenta à auto estima e ao respeito próprio, o que lhe rende mudanças gradativas e transformadoras em sua vida.

*Livro recebido em parceria com a autora*

Bárbara associava felicidade à aparência e acreditava que se fosse mais esbelta poderia, então, ser completamente feliz.

Bárbara é uma mulher que a muito se rendeu a ditadura da beleza imposta às mulheres gordinhas. Sempre começando uma nova dieta e se frustrando, usando roupas e sapatos que a incomodam e que a deixam cada vez mais infeliz com seu corpo, tanto que há tempos não se olha no espelho por vergonha do que vê.

Mas, em um belo dia, antes de começar mais uma louca dieta, Bárbara tem uma surpresa. Sua essência (seu eu interior) resolve sair do seu corpo e aparecer em sua forma ‘material’ para conversar com Bárbara. Ela é Lyli, sua essência pura, alguém que Bárbara foi antes de ser corrompida pela ânsia de mudar e ser aceita. Com Lyli ao seu lado ela aprenderá a se aceitar sua forma física e principalmente se amar de novo, reestabelecendo a sua autoestima que a muito perdeu por associar beleza à forma física ideal: magra.

No livro também conheceremos Rute, uma jornalista perto dos seus 40 anos que vive amargurada por não trabalhar com o que gosta, e viver para ajudar sua mãe a fritar salgados e enrolar doces o dia todo. Ela se recente também por seu irmão não fazer nada e ganhar lucros como o dela que rala o dia todo, e também por ver que todas as suas antigas amigas postam nas redes sociais suas vidas perfeitas, quando ela não tem nem marido, nem filhos e muito menos um emprego, ou seja, na sua visão possui uma vida medíocre.

Quando sua vida se cruza com a de Bárbara, ela também passará por um período de mudanças e perceberá que a vida ‘dos outros que ela sempre desejou’ não é nada do que ela imaginava, e que se deixar levar por sentimentos amargos só a deixa cada vez mais infeliz.

DSCN3503

Ás vezes tudo que precisamos para ser feliz, é nos julgar menos…

A essência de Lyli foi um livro muito importante pra mim, pois além de trazer uma personagem gordinha, Fabiana conseguiu construir uma história tão verdadeira, que eu me vi diversas vezes no lugar de Bárbara (e muitas também no de Rute) e levei vários tapas durante a leitura, me repreendendo por me tratar tão mal por causa dos padrões impostos de beleza.

Bárbara é doce, inteligente, engraçada, mas tudo que ela acredita é que precisa emagrecer. Já tomou remédios, fez dietas da moda, academia… e nada adiantou. Seu guarda-roupas parece o de viúva, pois roupas pretas deixam a pessoa mais magra. Seus sapatos: saltos desconfortáveis que só a machucam, afinal saltos alongam a perna e deixam a pessoa mais magra. Sua vida é baseada em coisas que lê e acredita ser melhor para ela, afinal são coisas que várias pessoas seguem, mas a sua vontade mesmo é sempre ignorada e escondida.

Quando Lyli aparece, vamos vendo o quanto Bárbara maltratou seu corpo e mente em busca de um padrão que nunca realmente quis ter, e sim que julgaram ser o melhor para ela. É o que nós gordinhas passamos todos os dias: tentar se adaptar a uma sociedade que só julga, e enfia na nossa cabeça que só seremos felizes se estivermos com o mesmo corpo das beldades da TV.

É chegada a hora, minha querida, de deixar esses fantasmas da infância de lado e aprender que acima de tudo suas amizades devem se basear em empatia, companherismo, prazer de estar juntos e não em aparências.

DSCN3505

Lyli devagar vai transformando Bárbara em quem ela costumava ser antes de se julgar tanto, e é notável o quanto a personagem vai se tornando mais feliz, mais livre, e vai se permitindo experimentar coisas que nunca fez, como comprar um biquíni e aproveitar uma piscina pública sem a neura que vão julgar seu corpo e rir dela por causa disso.

As mudanças em Rute também fazem o leitor pensar muito. Ela se preocupa tanto em se sentir infeliz, em se menosprezar que nunca lhe passava pela cabeça que não deveria se julgar tanto. Simples mudanças como ter alguém com quem conversar sobre banalidades, mudar seu quarto, sair para passear mais vezes a mostra que também dá pra ser feliz da maneira que ela vive, e que muitas vezes as pessoas que esbanjam sua vida perfeita nas redes sociais, são as mais infelizes.

A diagramação do livro é perfeita, nunca tinha lido nenhum livro da editora Giostri, mas me encantei com o cuidado e a qualidade de seus livros. As páginas são amareladas de uma gramatura maior, as letras possuem um ótimo tamanho e não achei nenhum erro, pelo contrário, o livro é super bem escrito. Na numeração das páginas possui um espelho igual o da capa, e deixa tudo com um charme a mais.

O livro é realmente incrível, é algo que todos deveriam ler, seja você gord@ ou magr@, homem ou mulher, pois todos os ensinamentos de Lyli servem para todos, pois sempre precisamos de um puxão de orelha quando nos deixamos levar mais pelo que dizem, do que pelo que realmente sentimos. A essência de Lyli é um livro que com certeza recomendarei a todos, e torcerei com todas as minhas forças que a sua Lyli ‘interior’ os faça refletir tanto quanto eu durante a leitura.

Por fim, muito obrigado Fabiana por criar uma história tão incrível e real para nós gordinhas nos aceitarmos melhor com o nosso corpo. Desejo todo sucesso do mundo pra você com seu livro, espero que ele possa alcançar muitas mulheres (e muitos gordofóbicos também), para que talvez um dia não tenhamos que nos adaptar a mundo nenhum, e que sejamos amadas como realmente somos: gordinhas e felizes.

DSCN3495

A autocrueldade é mais comum do que você imagina. As pessoas, principalmente as mulheres, se taxam de feias, gordas, incapazes, e tantos outros adjetivos que ninguém gostaria de ouvir e acabam se magoando de tal forma que, não raras vezes, acabam doentes do corpo e da alma, como resultado da somatização das agressões que continuamente se imputam.

avaliação cupcake - Cópia

2 comentários:

  1. Esse livro é um tapa na cara da sociedade. Vivemos em uma sociedade que julga tudo, se você é gordinha ou magrinha, nada tá certo! Uma pena. Acho que as pessoas devem se sentir bem e viver de acordo com isso. Eu adorei o livro, as críticas e todas as realizações ;)

    ResponderExcluir
  2. Estou lendo o livro e amando tambem!
    Louca para terminar logo ;)
    Otima resenha! Te desejo Sucesso e beijos!!!

    ResponderExcluir