Ligeiramente Seduzidos–Mary Balogh

DSCN3255

Skoob – Avaliação: 4/5

Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.
Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes - prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de Wulfric Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.
Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.
Em Ligeiramente Seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.

O que Morgan sentia, na realidade, era a respiração acelerada, os joelhos fracos, a impressão de que fora um pouco longe demais para o próprio bem. E a certeza de que, não era medo o sentimento que estava experimentando. De forma alguma.

Era desejo.

- Livro recebido em parceria com Editora -

Ligeiramente Seduzidos é o quarto livro da série Os Bedwyns, onde cada livro relata a história amorosa de um dos irmãos dessa família tão marcante, e apesar de você encontrar os personagens dos outros livros ~passeando~ entre os volumes, ele pode ser lido de forma independente sem spoilers dos anteriores.

Morgan é a irmã caçula de Wulfric Bedwyn, temido por todos com seu olhar cinzento e frio, o Duque de Bewcastle assumiu os irmãos como filhos muito cedo assim como seu título de Duque. Morgan sempre estava sob seu olhar durante todos esses anos, mas uma guerra está se aproximando e Wulf teve que deixa-la em tutela de outra família da alta sociedade, que ficou encarregada de apresentá-la em bailes e toda essa formalidade da época.

Porém ela detesta isso, ser vista como uma ‘coisa’, um item muito valioso para a família, que não deve pensar, mal deve falar e muito menos deve perguntar sobre o que está acontecendo nessa guerra contra Napoleão, assunto o qual a deixa completamente curiosa e fascinada, pois ela sabe que será um grande acontecimento histórico, seja qual for o resultado.

Os casais ligados pelo matrimônio deveriam deixar seus parceiros livres para viverem, aprenderem, encontrarem crescimento pessoal. Eles não são dois lados de uma moeda, duas metades de uma alma. São suas preciosas almas individuais que uniram suas liberdades para fazer de suas vidas algo mais glorioso, mais desafiador.

Mas é no baile de sua apresentação que ela conhece Gervase Ashford, o conde de Rosthorn. Motivado por uma sede de vingança contra Wulf, ele se aproxima da inocente garota a fim de conquistá-la e fazer todo o burburinho dessa inconveniente relação chegar ao ouvido do irmão, mas o que ele não esperava é que ela não é nada inocente e tola como qualquer outra mocinha de sua idade, e nem se quer imaginava que algum sentimento poderia nascer de uma sincera amizade que ambos desenvolvem em um período tão difícil.

Ligeiramente seduzidos foi uma leitura tão gostosa, mas tão love, que a cada página eu me encantava mais pelo casal, e por todo cenário histórico empregado nas páginas. Morgan com certeza é uma ‘mulher a frente do seu tempo’, ela não tem nada de frágil e odeia quando falam que ela ‘não deve preocupar sua linda cabecinha com uma conversa dessas’ quando o assunto é mais importante e é geralmente discutido só por homens, ela quer saber mais da guerra, quer ser útil de alguma forma para a cidade, e possui uma coragem tremenda para desafiar quem entra em seu caminho, afinal ela é uma Bedwyn e sabe impor a ‘arrogância e teimosia’ que sua família é tão famosa em demonstrar.

Quando Gervase a inclui na sua vingança, ele imagina que ela será uma dondoquinha fácil de manipular, mas pouco a pouco ele vai percebendo que ela é completamente diferente de qualquer mulher que ele já conheceu, com sua personalidade forte ela ganha a sua amizade, com seu interesse em saber de assuntos importantes e de não querer encontrar um jovem marido igual às outras ladys de sua idade ele vai se encantando cada vez mais, principalmente quando passam cada vez mais tempo juntos, e vão se descobrindo tão parecidos.

Quando a guerra chega perto de Bruxelas é onde vemos que Morgan é uma mulher incrivelmente forte, com sua pouca idade e posição social era de se esperar que ela fugisse da cidade para se esconder igual à maioria das famílias fizeram, porém ela bate o pé e fica ali, e ainda por cima se junta às mulheres dos soldados para ajudar a cuidar dos feridos de guerra, em meio a caos, sangue, dor e muita morte. Até mesmo a sua criada que era alguém mais –humilde- não aguentou ficar naquele lugar, mas ela perdeu noites sem dormir para ajudar a quem precisava.

O romance do casal é algo que vai surgindo gradativamente, não espere uma paixão avassaladora nas primeiras 10 páginas, isso – graças a Deus- é algo que não acontece em romances de época, a vontade de vingança de Gervase a cada página vai diminuindo e sendo substituída por afeto, por respeito a Morgan, e em um momento difícil que ela passa, esses sentimentos vão se tornando ainda mais fortes.

Outra coisa muito bacana nessa história é todo o passado de Gervase. Ele foi expulso há 9 anos da Inglaterra, e todos os motivos que levaram a isso são mantidos até o finalzinho da trama, deixando o leitor super curioso para saber o porquê de ele ter tanta raiva de Wulf, mas quando é revelado, entendemos um pouco mais sobre tais personagens envolvidos nisso, de como é difícil ser aceito e ter sua decisão levada em consideração naquela época, principalmente quando você é mulher.

Quanto à diagramação não tenho muito a reclamar. Não encontrei nenhum erro de ortografia ou tradução, as letras e espaçamentos são de tamanhos bons, páginas amareladas e uma formatação simples como todos os livros da editora. Meu único –adendo- é que a mocinha da capa não condiz com a personagem, escolheram uma menina muito feia pra representar a Morgan gente kkkkk, mas mesmo assim ainda tem um ~ar da personagem (só um arzinho).

Narrado em terceira pessoa, Ligeiramente Seduzidos é um romance que vai encantar até mesmo os que não se aventuram no gênero. Com uma história densa e cheia de reviravoltas, você verá como uma vingança pode se tornar amor, e como o amor pode ser um sentimento confuso, chegando até mesmo a machucar outros pelo caminho.

Talvez o amor seja mais poderoso e mais duradouro do que todas as emoções negativas com as quais punimos a nós mesmos e as pessoas a quem as dirigimos.

avaliação cupcake - Cópia

top maio

27 comentários:

  1. Eu sou apaixonada pelos Bedwyns. Por mais que os livros sejam independentes, gosto de ler na ordem, assim conhecemos os personagens de acordo a datas e tudo mais.
    Essa é mesmo uma bela historia, adoro quando ele se depara com uma jovem totalmente diferente daquilo quebele esperava e também adoro o jeito incrível dela de ser. Já li, mas tenho vontade de ler de novo. Esses irmãos me deixaram encantada !

    ResponderExcluir
  2. Dentre os livros dessa série lançados até agora, achei essa a capa mais bonita! Comecei esse ano a ler romance de época e estou simplismente amando a experiência, fico catando resenha para adiciona-los a minha lista de desejados kkkk
    Essa série com certeza já está na minha minha lista, quero ler todos! E esse parece que vai ganhar totalmente o meu coração! <3

    ResponderExcluir
  3. Li esse livro recentemente e mais uma vez me apaixonei pela escrita da autora. E preciso concordar com você: a história é tão boa que até quem não curte o gênero vai amar também.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Estou encantada com a série Os Bedwyns, Mary Balogh, cada historia mais linda que a outra, eu amo estes livros.

    josenildalins@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Essa capa está tão linda! Morro de vontade de ler os livros dessa série, parece ser um melhor do que o outro. Eu gostei muito da sua resenha sincera, você falou sobre algumas coisas que eu não sabia ainda e isso me deixou ainda mais interessada em ler logo.

    ResponderExcluir
  6. OI!

    Já li várias resenhas sobre esse livro e sei que ele está bem conceituado no universo dos blogueiros. Estou com vontade de ler a série e o bom é que a mesma é independente, entretanto preciso estar no clima para esse estilo, não é que não goste mais como ele é dedutível eu opto por romances água com açúcar quando leio um livro com tema forte e polêmico, para poder desanuviar os pensamentos. Gostei que você abordou traços importantes e que o livro não é narrado sobre olhares diferentes, mas na terceira pessoa. Preciso ler, mas vamos ver meu tempo. Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada da autora e sou pouca conhecedora de romances de época, embora esteja animada para ler mais do gênero este ano. Pelo que você descreveu do livro, acho que irei me encantar também com esta história, só de ler a resenha, fiquei encantada!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Fiquei feliz de saber que não é um romance avassalador, que acontece rapidamente, pois é algo que eu não gosto.
    Apesar disso, não fiquei curiosa pra ler esse livro, estou tentando fugir de romances, mas se fosse qualquer outra hora, eu leria de bom grado, pois as reviravoltas parece ser ótimas!
    Ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  9. Oi, Sabrina
    O que mais gosto nos livros da MAry é que os romances não começam assim logo nas primeiras páginas e sim vai crescendo aos poucos. Gostei de saber que ela continua fazendo isso. Que bom que amou esse quarto volume...eu estou louca pelo meu logo em minhas mãos haha
    Amo demais essa série, amei a resenha!

    ResponderExcluir
  10. Oiii!!

    Eu particularmente não gosto de rosto nas capas, mas achei essa bonita. Fiquei meio sem reação em saber que a personagem é ainda melhor HAHAHA.
    Adoro o gênero justamente por jsso, o amor vai acontecendo aos poucos e de uma forma conivente ODEEEIO quando acontece algo rápido demais.
    Livros independentes são os melhores ❤ dica anotadinha ;) e parabéns pela resenha

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oiee ^^
    Eu tô doida para ler este livro! Gostei MUITO dos outros três, e imagino que a história da Morgan e do Gervase seja ainda mais apaixonante e envolvente que a dos outros casais. E eu adoro quando algum personagem têm um passado secreto ou coisa do tipo, e a autora vai revelando lentamente, matando a gente do coração...haha' A capa deste livro está linda!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Quero muito ler esse livro, mas não li os outros. Preciso lê-lo logo, porque nossa, mais uma resenha super positiva. Eu ADORO personagens femininas fortes e a frente dos tempos em romances de época. São minhas favoritas, por isso ao saber que nesse a protagonista é assim, fico mais animada ainda <3

    ResponderExcluir
  13. Oi Linda
    Não sou muito fã de romances de época, infelizmente.
    Mas gostei muito das suas impressões. Primeiro, concordo que a capa é a coisa mais linda. Segundo, adorei sua descrição das personagens e também adoro revelações aos pouquinhos.
    E como você disse que vai encantar até mesmo quem não curte, anotei a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    Os romances de época estão me conquistando cada dia mais, antes eu ficava de mimimi sem querer ler, mas depois de ler Belle isso tudo mudou! Gostei de Morgan, por ela ser forte, decidida e não bancar a fragilzinha. Gostei da estória e de como o romance vai acontecendo aos poucos. E não achei a menina da capa tão feia assim, haha.

    ResponderExcluir
  15. Helloo, Sabrina! Tudo numa nice?!
    Eu já li alguns livros de época e me convenci que esse não é um gênero que eu curto. Romances históricos, porém são o meu forte. De todas as resenhas que li sobre os outros livros, essa foi a que teve uma pegada mais diferente. A mocinha apesar de todas as qualidades, para mim, ainda é um pouco previsível e a estória também. Mas o fato de a estória englobar o Napoleão já é ótimo para mim. Como eu disse, amo História Geral. Eu também não curto pessoas na capa, acredito que delimita muito a imaginação do leitor acerca de determinando personagem.
    Mas que bom que você curtiu a leitura. Eu até fiquei tentada a conferir a estória visto que pode se ler de forma independente.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  16. Oi.
    Eu tenho vontade de ler esse livro, já que sou fã do gênero e ainda não conheço a escrita da autora, mas ainda não tive a oportunidade.
    Adoro protagonista de romances histórico que tem uma mente aberta, com pensamentos e atitudes que não combinam com seu tempo, corajosas como Morgan. Só por essa característica o livro já ganhou lugar na lista de leituras desejadas.

    Beijos.
    Leituras da Paty


    ResponderExcluir
  17. Oi Sabrina, tudo bem?
    Pela sua resenha, Morgan parece ser uma personagem incrível, cheia de fibra. Achei legal você ter mencionado que enquanto todos fugiam da guerra, ela ficava para cuidar dos soldados feridos. Tenho que admitir que isso me faz lembrar um pouco da Scarlett O'Hara, outra personagem que considero forte. Antigamente (e até hoje!) a mulher sofria muito preconceito e era sempre deixada de lado no momento de tratar os assuntos mais importantes, e achei legal saber que Morgan não deixa isso barato e mostra que é uma pessoa digna de respeito. Nunca li romances de época, mas adorei a sua resenha e espero um dia ler a série e gostar tanto quanto você.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não tenho muita animação com essas séries enormes de romance de época kkkkkk Mas esse parece ser um livro bacana, gostei de saber que a Morgan tenta virar o jogo do conde e é bom saber também que pode ser lido independente, pois como falei não sou muito fã de séries. Enfim, acredito que é uma leitura bem agradável mesmo e que tem uma história ótima, por isso vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Oi *--*

    Sou doida por livros de época e dessa série li somente Ligeiramente Maliciosos e pretendo muito em breve continuar a ler os livros da série. Acho essa a capa mais linda dessa série publicada aqui no Brasil. Pela sua resenha pude ver que o livro é encantador. Não vejo a hora de ler.

    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, flor.

    Eu comecei a ler recentemente romances de época e me arrependo muito por não conhecer esse gênero antes. Eu tenho os três primeiros livros da série, só me falta Ligeiramente Seduzidos, mas ainda não tive oportunidade de ler nenhum. Gostei bastante da trama do livro e tenho certeza que vou gostar, já que estou curiosa para saber como uma vingança pode se tornar um caso de amor.

    Amei!
    Beijos,
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem??

    Antes de mais nada, preciso dizer que essa capa está linda demais. Tem gente que não gosta de pessoas em capas, mas eu não me importo. Acho que essa cumpriu com louvor seu dever de encantar o leitor.

    Sobre o livro: sua resenha ficou muito contemplativa, trouxe pontos interessantes do livro. Isso despertou minha curiosidade e minha vontade de ler o livro.

    Eu não o conhecia antes e acho que nem autora, não sei ao certo.
    Enfim, a trama me agradou. Será algo que eu gostarei muito de conferir pessoalmente.

    Obrigada pela dica e parabéns pelo trabalho.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  22. Sabe que esta era a personagem que eu temia em ler porque ela é muito novinha e não sei como será a minha reação ao ler a história mesmo você falando que ela não fica para trás. Mas eu não gostei muito dela nos outros livros em que ela apareceu sabe? E eu queria que tivesse um irmão novamente para quebrar só irmãs. Mas vamos ver como vai ser.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Sabrina, fico feliz em ver que você está curtindo a série, eu li apenas um romance de época até hoje e gostei muito, não vejo a hora de conferir essa série e ver se vou gostar, espero que sim! Ótima resenha :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  24. Olá Sabrina
    Sou apaixonada por romance de época, meu gênero literário favorito. Faz tempo que quero ler a série Os Bedwyns, quero muito conhecer a escrita da Mary Balogh, vejo muita gente falando bem dela, que seus livros vão além do romance e tratam assuntos mais sérios, reflexivos e polêmicos, gosto de livros que trazem algo a mais. Pelo que já vi, essa vai ser uma leitura bem prazerosa, especialmente pelo cenário histórico abordado, com certeza uma história bem envolvente. Já fiquei completamente envolvida e cativada com a protagonista Morgan, adoro essas personagens fortes, determinadas e decididas, que não se deixam influenciar pelas regras sociais. Resumindo, pretendo começar a leitura da série o quanto antes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oii, tudo bem?
    Romances de Época, não é um dos meus gêneros favoritos, mas eu acredito que iria gostar desse pois a mocinha não é tão ingenua e o romance é gradativo. Então, espero ter a oportunidade de ler o livro, e gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  26. Oi! Tudo bem? Adoro romances de época, mexem com a imaginação de uma forma diferente, porque precisamos nos aproximar da realidade em que a história tem seu desenvolvimento. Gosto muito. Não conhecia esse livro e nem os anteriores, mas já adicionei a minha lista imensa de desejados. Obrigada. Abraços.

    ResponderExcluir
  27. Oi, nunca li nada dessa autora e de romance de época só li Perdida da Carina Rissi que nem é tão de época assim. Gostei do enredo apesar de cliché, uma pessoa que quer vingança e acaba se apaixonando pelo "objeto" de vingança... Apesar disso fiquei interessada em ler e também quero ler os da Lisa Kleypas que são comparados com a Mary Baloch. Só lendo para saber! kk
    Bjs

    ResponderExcluir