A Rainha Vermelha–Victoria Aveyard

DSCN2884

Skoob – Avaliação: 5/5 Red heart

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

* Livro recebido em parceria com Editora *

DSCN2881

O sangue deles é uma ameaça, um aviso, uma promessa. Não somos iguais, e jamais seremos.

Mare é uma vermelha. Em seu mundo, tudo é classificado pelo sangue (literalmente). Se você nasce com sangue prata, parabéns! Está destinado a uma vida de luxo e riqueza, agora se nasce vermelho… boa sorte! Vivera na miséria, praticamente escravizado, e se não conseguir em emprego até seus 18 anos, será enviado para a guerra, sabendo ou não segurar uma arma.

Ela sente nojo dos pratas, por se acharem deuses, por viverem na riqueza enquanto os vermelhos passam fome e lutam em guerras que nem entendem o motivo de estarem acontecendo. E, como se não bastasse isso, todo anos eles abrem as arenas e lutam entre si para demonstrarem sua soberania perante os vermelhos, exibindo sua força, inteligência e poderes.

Sim, poderes. Os prateados além de toda vida boa em que vivem, ainda tem poderes, centenas de tipos de dons que controlam tudo que você imaginar… água, fogo, ar, gelo, mente, explosões, animais, a relva… Absolutamente tudo!  Não há como um vermelho derrotar um prateado em uma luta justa.

Mas, os vermelhos estão se preparando para lutar, uma guerrilha chamada Guarda escarlate, que precisa de cada vez mais apoio para mostrar aos prateados que podem ser derrotados sim, e que devem temer aqueles que sempre foram subjulgados.

Mare na tentativa de arrumar mais emprego pra sua família rouba tudo que encontra pela frente, e é sempre criticada por seus pais por não arrumar um emprego de verdade como sua irmã. Mas tudo muda quando um ‘aldeão’ arruma um emprego pra ela na corte real, justo no dia em que as futuras princesas estão sendo escolhidas, em uma demonstração de seus poderes. Em um acidente Mare acaba caindo no campo elétrico e descobre possuir poderes também, a eletricidade, mas como pode uma vermelha ter esse dom?

Na tentativa desesperada de esconder isso, e vigiar Mare de perto, a rainha Elara a transforma em Lady Titanos, uma prateada que teve seus pais mortos na guerra, e foi resgatada e criada por um vermelho. Ela terá que viver e aprender tudo aquilo que sempre desprezou, e ainda por cima se casar com Maven, o príncipe caçula, que viveu na sombra de seu irmão Cal a vida toda.

Os agentes são prateados, e os prateados não têm nada a temer de nós, vermelhos. Todo mundo sabe disso. Não somos iguais, embora talvez não dê para perceber só de olhar. A única coisa que nos diferencia é que os prateados andam eretos. Já as nossas costas são curvadas pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão com nosso fardo da vida.

DSCN2893

A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.

Mare é o tipo de personagem forte que eu gosto, em todo o livro ela mantém a mesma convicção: os pratas são desprezíveis. Mas ela aproveita todo o tempo que está lá para aprender mais sobre eles para ter uma carta na manga quando a cosia ficar feia. Ela é teimosa e não se deixa enganar por todo aquele luxo. Quando ela percebe que eles são piores e mais perigosos que ela imaginava, se aliar a Guarda Escarlate e fazer um jogo duplo é tudo que mais faz sentido, principalmente com os aliados certos.

Maven, o príncipe caçula sempre cresceu a sombra do seu irmão Cal. Ele é articulado com as palavras e é extremamente simpático. Logo percebemos que é o único que Mare vai poder confiar, pois ambos se parecem muito e tem os mesmos objetivos.

Já Cal, ele fez uma confusão com meus sentimentos. Ele é o filho herdeiro, de outra mãe, o adorado pelo pai, o soldado que deseja ir para a guerra e lutar ao lado dos vermelhos… Mas, ele não pretende revolucionar, pois sabe que a guerra não compensa, haveria perdas de mais para mudar toda essa questão de vermelhos e prateados. Você começa a história achando que ele será o príncipe do cavalo branco, mas será que é mesmo? Ou será que ele não é o que só quer a discórdia e vai acabar estragando tudo…

E a rainha, meu Deus, que vilã! A autora é fã de Game of Thrones, e o tempo todo fiquei pensando se ela não se inspirou em Cercei para criar Elara, a mãe de maven. Ela é uma murmuradora, ela pode entrar na mente de pessoas (isso, mais de uma) ver todos seus pensamentos, descobrir seus segredos mais escondidos, e principalmente forçar você a fazer qualquer coisa que ela queira, não há como resistir. A mulher é uma víbora da pior espécie, e arma as coisas tão bem que engana a todos, as pessoas não conseguem ver o perigo REAL que ela representa. Ao mesmo tempo o rei Tiberias parece muito com Robert, e também não consegue enxergar como a esposa é uma víbora.

Há muito tempo ele nos chamou de formigas, formigas vermelhas ardendo sob a luz de um sol prateado. Destruídas pela grandeza dos outros, quase derrotadas na batalha pelo nosso direito de existir, porque não somos especiais. Não evoluímos como eles, que têm poderes e forças além da nossa imaginação limitada. Permanecemos os mesmos, presos em nossos corpos. O mundo mudou ao nosso redor e permanecemos os mesmos.

DSCN2886DSCN2889

Algo no escudo me transformou. Ou talvez tenha libertado alguma coisa, revelado uma parte de mim que por muito tempo mantive sepultada.

A história segue um rítmo eletrizante, o grupo rebelde mostrando sua inteligência, Mare descobrindo que os pratas são muito mais perigosos e podres que ela imaginava, e o leitor temendo cada passado que é dado por ambos jogadores nesse tabuleiro, e ansioso para saber quem é que vencerá.

E o final, minha cara ficou tipo assim:

Mesmo eu sendo a adivinhadora suprema de mutretas dos livros, não imaginei nenhuma linha do que aconteceu no final. O jogo vira de um jeito que você só vai ficando cada vez mais sem reação, é um show de víboras se revelando, tretas surgindo, máscaras caíndo, mais mortes que Game of Thrones, e principalmente: muito tiro, porrada e bomba!

A diagramação do livro é outro show a parte. A capa toda prateada, a coroa bem parecida com a qual é descrito que os Calore usam, o sangue vermelho… Por dentro todo um ar de clássico. O trabalho da editora ficou perfeito, e também não achei nenhum erro de revisão.

DSCN2890

Este mundo é tão perigoso quanto belo. Quem não é útil, quem comete erros, pode ser descartado. Você pode ser descartada.

E fora essa diagramação linda, o livro ainda vem com o marcador no verso, COPIEM EDITORAS! Isso é ótimo pois quem faz coleção (EU!) pode comprar o livro e ter a certeza que vai ter o marcador lindo para colecionar, sem precisar se matar para trocar em grupos.

DSCN2887

Por fim (finalmente né, acho que escrevi demais) A rainha Vermelha é realmente tudo (de bom) que dizem. É épico, é brilhante, é bem escrito e é diferente de qualquer outra distopia. Você vai grudar os olhos naquelas páginas e não vai senti-las mudando, e quando chegar ao final vai ficar desesperado para pegar o segundo livro para saber o que acontecerá com os personagens.

Talvez o que ele tanto esconde seja isto… seu próprio coração.

DSCN2912

A aurora chegará para todos vocês.

avaliação cupcake - Cópia

tc abril mini

34 comentários:

  1. Também amei o livro, daria também nota máxima a ele, enredo impressionante, narrativa que prende E MUITOO, personagens fortes e determinados, amei essa série de livros, gostei da criatividade da autora para essa história, tive grandes expectativas e as superou com certeza, indico muito também

    ResponderExcluir
  2. Eu fiquei curiosa com esse livro desde quando a editora anunciou que publicaria o título no Brasil. Achei a capa maravilhosa, fiquei extremamente interessada pela sinopse e resenha. Foi bom saber que apesar de carregar a essência das distopias, a obra tem o seu diferencial. Algo que também achei curioso foi o fato de o romance não ser predominante, dando um toque mais cru a realidade vivenciada pela protagonista. Enfim, amei tudo! A Rainha Vermelha já está em minha lista de leituras e mal vejo a hora de começar a embarcar nesta mais nova aventura.
    Bjs, Sabrina!

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    OMG (também com a carinha do Sebastian... rsrsrs) .... Que resenha!!!! Como tenho lido comentários e resenhas positivas a respeito dessa série... A capa é perfeita e também acho que todos os livros deveriam vir com seus respectivos marcadores. Mare realmente parece ser uma personagem forte e decidida e com certeza quero conhecer mais dela e descobrir que dom essa vermelha pode ter... E Elara, pelo pouco que vi aqui... Que vilã sensacional... Parece ser mais uma personagem marcante e que vai realmente fazer muitas maldades podendo entrar na cabeça das pessoas... Já tive vontade de ler o livro, mas nunca como tanta vontade que senti hoje após ler essa resenha... Preciso desse livro o quanto antes...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Essa capa prateada é muito, e caramba, as fotos que você postou da arte gráfica interna é de babar... Me apaixonei pelo físico, mas acho que me encantaria ainda mais pelo conteúdo. faz um tempão que não leio uma distopia e na verdade, estou um pouco cansada das que estão em alta. Gostei da vilã e acho que vou curtir todo este universo.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu amo as capas dessa série. Por enquanto só li esse e estou com os outros dois na minha cabeceira (Coroa cruel e Espada de vidro). Confesso que no começo demorei a me acostumar com a ambientação, mas quando compreendi mais os personagens achei tudo muito incrível, assim como o final me surpreendeu bastante, e claro: confiança é uma coisa que não existe nesse livro né rs. Adorei suas fotos e, claro, a resenha também. O livro é mesmo diferente de qualquer distopia e, com certeza, é tudo de bom!
    Beijos, Fer ♥

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita vontade de ler essa distopia, acho a premissa bem interessante e criativa, e pelo que pude entender, toda essa questão de poder e riqueza dos prateados não deixa de ser uma crítica a nossa sociedade. Gostei muito da resenha e estou mais animada pra ler esse livro, e fiquei super curiosa pra saber o final, já que adoro livros com finais surpreendentes e cheios de reviravoltas, com certeza vou tentar adiantar nas leituras! E a diagramação parece incrível mesmo, e o que dizer do livro que já vem com marcador? Muito amor por essa editora ♥ Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Menina, que resenha!!!! eu já vi algumas opiniões sobre esse livro mas a sua resenha foi a que mais me deixou curiosa. Eu também fico tentando adivinhas as tretas dos livros e adoro quando o autor me surpreende. Acho essa história de cor do sangue muito louca e mega instigante para uma leitura. Não vejo a hora de ler.

    ResponderExcluir
  8. Olá Sabrina,
    Me diga: Como, depois de uma resenha dessa, não pirar e ir atrás do livro para ler JÁ? Menina, como você falou bem desse livro, meu Deus!
    Já li algumas resenhas que foram negativas e ficado receosa de ler, mas sua resenha me fez apagar todos esses pensamentos. Como essa rainha é malvada, meu Deus. A Mare parece ser uma protagonista incrível.
    Espero, do fundo do coração, embarcar nessa história e me apaixonar.
    Parabéns pela incrível resenha.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Sabrina, tudo bem?
    Distopia é um dos meus gêneros favoritos, então tenho muito interesse em A Rainha Vermelha!
    Achei a premissa do livro incrível e sua resenha só me deixou ainda mais curiosa para ler esse livro.
    Gostei de saber que Mare é forte e se mantém firme em suas convicções!
    Adoro livros eletrizantes e cheios de ação! Espero ler esse em breve e gostar muito assim como você!

    Beijos :*
    http://livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi, você não tem noção de o quanto eu quero ler esse livro!!!
    Por ser uma distopia (genero que amo) eu já me interessei e achei a Mare uma personagem forte e destemida e só vejo elogios para esse livro e quero muito ler. Amei a resenha e mostra o quanto você amou o livro, só instigando a minha curiosidade.
    bjus

    ResponderExcluir
  11. Jesus! que livro incrivel!! quero ler agora! amo esse genero! achei a premissa do livro incrivel e sua resenha vai me deixar mais pobre de dinheiro porque vou correr pra comprar essa obra! amei, amei, amei <3

    ResponderExcluir
  12. Já li esse livro porque ouvi falar muito bem dele e a premissa é ótima. Na metade dele fiquei "méh, nada de extraordinário aqui", mas aí cheguei no final... que reviravolta!!!! Senti as mesmas coisas que você, e agora que você falou, a autora deve ter se inspirado mesmo na Cersei! Necessito urgentemente da continuação, falta só o dinheiro, haha. Ótima resenha!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  13. Oi Sabrina, Eu quero muito ler esse livro.

    Desde que lançou achei a premissa dele muito boa. Sua resenha me deixou mais ainda louca por fazer essa leitura o quanto antes. Só agora com suas fotos vi mais detalhes dessa diagramação e achei incrível, muito linda mesmo.

    Começando a me arrepender por não ter comprado esse livro logo.,

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  14. Oiie, Sabrina, tudo bem?

    Estou com mega vontade de ler esse livro só vejo elogios, e até parece que já o li rs E a sua resenha, tipo me deixou com queixo caído :O e com muita vontade de ler. Por ser um gênero - distopia - que estou começando a ler agora eu acho que é baita de uma pedida de começar ter ele nas mãos. Achei a Mare uma personagem forte e bem destemida, gosto muito disso.

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Essa série tem todo um hype que acho merecedor, mesmo esse livro sendo uma salada mista de referência a outras obras (GOT, X-Men, A Seleção...) tem muita coisa de inovadora e legal, a Mare não me cativou tanto quanto devia, mas que amor que é o Cal quando não está perdido! Outra coisa que eu gosto é esse ódio contido pelos prateados, que são fodões mas não santos, pena que a vilão não mostrou seus horrores a toda glória mais vezes :/

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Estta ansiosa pra ler sua resenha da Rainha Vermelha e tenho que dizer que nao esperava menos.
    Mare é um personagem forte que vale a pena acompanhar ate o fim . Mas confesso que quando li e vi a capa nao esperava o teor do livro ser assim com personagens com poderes e que uma vilã tao malvada. Pensei que vc ia dar algums spoielr, estava esperando rsrs. A capa é linda faz tempo que namoro ela, pra mim é simples e linda. Querendo muit ler e depois dessa resenha ficou o gostinho do suspense.

    ResponderExcluir
  17. Oie Sabrina, tudo bom??
    Peguei esse livro com altas expectativas devido a tudo de bom que li sobre ele, mas a verdade é que o livro me decepcionou demais. Mare não é uma personagem muito cativante. A gente se compadece por ela pela situação em si, mas não achei que a autora soube criar uma protagonista muito especial. Talvez isso melhore no próximo livro, o que eu espero.

    =)

    ResponderExcluir
  18. Olá. Tudo bem?
    Eu preciso dizer que essa foi a melhor resenha desse livro que li até hoje. PARABÉNS de verdade.
    Super bem explicada, bem estruturada e bem escrita. Merece meus aplausos ♥
    Se antes eu já era curiosa para ler o livro, imagina agora.
    Fiquei bem curiosa para saber mais sobre essa rainha víbora kkkkkkkk Não posso dizer que sua comparação com a Elara me ajudou a visualizar o quão má ela é pois não assisto a série kkkk, mas acho que deve ser tipo muito má.
    A personagem principal já me agradou muito e estou louca para saber mais sobre a história
    O livro tem uma ótima premissa e acho que vai entrar para minha lista de melhores distopias.

    ResponderExcluir
  19. Oi *--*

    Adoro ver resenhas desse livro pois dividem bastante as opiniões. Eu por exemplo odiei e achei uma baita salada de frutas de série que já li. No entanto fiquei bem presa nesse final ao ponto de ler a Espada de vidro e devo confessar que é bem mais legal que o primeiro. Ainda me irrito com a Mare mas melhorou muito. E concordo com vc a rainha é bem vibora está mais pra satanás aquela mulher hahahah

    Bjos
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!! :)

    Realmente, nunca li o livro, mas ja ando ha algum tempo a atentar faze-lo!! :)

    Ainda bem que o livro te prendeu assim e que, quando chegaste ao final, sentiste a necessidade de saber oq ue iria acontecer com as personagens no proximo livro!! :) Isso e muito bom sinal, claro! ;)

    Bem, eu adoro distopias e acho ainda que, por causa do que disse anteriormente, vou deixar a leitura mais para a frente... É que aqui em Portugal ainda so foi publicado o primeiro volume... E eu nao quero ficar em agonia!!! :) ahah :'(

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  21. Olá

    Assim como você adorei esse livro. tenho uma amiga que leu na mesma epoca e ela odiou, percebi co isso que a série é bem 8 ou 80. O final me deixou maluco e li espada de vidro que é tão bom quanto esse, o final é ainda mais surpreendente.

    Bjos
    Everton equipe Rillismo
    http://rillismo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Essa autora é completamente nova para mim. Achei a capa maravilhosa, fiquei extremamente interessado pela sinopse e adorei o gênero da história. Os personagens são únicos e cativantes, cada um a sua maneira, o mundo onde a historia foi construída que lembra got e os superpoderes, tive a oportunidade de lê-lo ainda em ingles e Mare a a rainha foram as que mais me chamaram a atenção e o final fiquei com a mesma cara do Sebastião! Otima resenha.

    ResponderExcluir
  23. Sabrina, sua linda, que resenha magnífica!
    Adorei vê-la por aqui, pois pude refrescar minha memória para Espada de Vidro.
    Amo essa série. Sinceramente foi uma das melhores distopias que li ultimamente.
    Que bom que você gostou tanto também.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  24. Oiii
    Esse livro me surpreendeu muito,ele e maravilhoso ate a capa e linda.
    E um livro que sempre te deixa querendo mais e os finais são sempre surpreendentes.
    O final do espada de vidro deixa qualquer um maluca pela continuação.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Oiii...não li ainda esse livro, mas acho super bacana a idéia proposta pela autora...deu vontade de ler todo...bjs

    ResponderExcluir
  26. Eu já queria ler quando vi a capa. Depois da sua resenha, então... A vontade triplicou! Me lembra Divergente, mas (eu espero) numa escrita mais madura e menos crua, por assim dizer.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Essa livro foi a minha primeira leitura deste ano e eu não pude escolher livro melhor que este para começar bem o ano. Eu simplismente amei a história, como fã de uma boa distopia sou suspeita a falar, mas eu gostei muito mesmo do livro. Fico triste quando vejo resenhas negativas sobre o livro e ainda mais quando dizem que o livro é uma cópia de vários outros, tudo bem que tenha uma coisa ou outra parecida com outros livros mas eu achei que tudo isso junto em A rainha vermelha deu certo. Que bom que você também gostou. Fico feliz quando vejo isso, porque esse livro merece. Já comprei a continuação Espada de vidro e to louca p saber como essa história vai se desenrolar. Ah, e no final do livro eu fiquei com a mesma cara que você kkkkk

    ResponderExcluir
  29. Eu sou louca para ler esse livro, a resenha é maravilhora!!

    ResponderExcluir
  30. Sou doida pra ler esse livro e já sairam vários dele.. Acho um capricho a edição. A primeira coisa que me chamou atenção nesse livro foi a capa! Já quis comprar vários livros pela capa e com esse não foi diferente, além da história dele que parece ser muito foda! Acho curioso o fato de que a autora é fã de got e realmente faz sentido pois foi a primeira associação que fiz quando vi a sinopse dele.

    ResponderExcluir
  31. Esse livro me persegue rs
    Toda vez que procuro uma resenha no google, me aparece esse livro, acho que vou ter que ler! Ainda mais quando ouço dizer que o livro é tudo bom.
    Bjs

    ResponderExcluir
  32. Ahh que fofo quando o livro vira favorito fica um cupcakezinho diferente haha gostei! assim que vi a sinopse do livro fiquei doidaa pra ler, ate mostrei pra minha mae e ela adorou o enredo tbm. To com muita vontade deler todos da serie logo, alem de que as capas sao lindas!

    ResponderExcluir
  33. Oi!
    Assim que li uma resenha sobre esse livro sabia que iria adorar a historia por isso adiei a leitura para esperar lançar os outros livros da serie e assim que li A Rainha Vermelha essa historia me conquistou, gostei muito do mundo criado pela a autora que é incrível a escrita dela que chega até ser poética, achei interessante a critica que ela faz ao longo da historia, a Mare também foi uma personagem que gostei muito ela e forte, determinada e teimosa achei bem interessante como ela reflete ao longo da historia sobre esse sistema !!

    ResponderExcluir
  34. Oi.

    Que interessante essa premissa, esse livro me lembrou muito mais muito Fúria vermelha, que eu particularmente amo.
    Voltando ao que interessa, achei essa capa um charme, amo de paixão distopia.
    Essa rainha é terrível, como assim ler a mente das pessoas?
    Amei, irei ler com toda certeza.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir