O amor mora ao lado–Debbie Macomber

O Amor Mora ao Lado

Ano: 2013 / Páginas: 144
Idioma: português
Editora: Novo Conceito

Skoob – Avaliação: 3/5

Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker.
Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes.
Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...

Lacey se divorciou a pouco tempo, e todo o processo foi muito doloroso, principalmente por saber que seu ex-marido estava com uma loira linda há meses, mesmo estando juntos, e agora se casou novamente e já estava a espera de seu primeiro filho, o qual foi completamente relutante em ter com ela.

Sua vida solitária inclui somente Cléo, sua gata abssínia, é ela que lhe espera após o serviço e escuta sua queixas. Porém, seu apartamento não é nada calmo. Seu vizinho mulherengo Jack está sempre discutindo com Sarah, e ela não tem descanso quando eles começam a brigar, deixado-a a par de tudo através das paredes finas.

Sua vida está ‘sob controle’ até Cléo ficar prenha de Cão, o gato sem raça de seu vizinho, em um momento de descuido. Jack terá que arcar com os custos da gravidez inesperada de Cléo, e assim passar mais tempo com ela e sua gata. Será que algo poderá surgir de algo tão improvável como a gravidez de uma gata?

SAM_0045

Resenha

Nunca fui muito fã de gatinhos, mas desde que adotei uma gatinha da rua, senti uma necessidade enorme de ler esse livrinho que estava parado na minha estante, e foi uma leitura muito agradável.

Lacey depois do seu divórcio se isolou muito, com toda a dor que sentiu e que foi obrigada a passar por causa da traição de ser marido, ela se tornou alguém que prefere evitar confrontos, tornou-se uma expectadora na sua própria vida, não tinha coragem nem de pedir um aumento pro seu chefe, que sabia menos da empresa que ela.

Quando Cão, o gato do seu vizinho barulhento engravida Cléo, ela se vê na difícil escolha de deixar seu vizinho Jack acompanhar a gravidez da gata, e assim, frequentar mais sua casa, e sua vida.

- Bem, escuta só, seu Cão tirou a virgindade da Cléo. O que você pretende fazer a respeito?

Ao longo de uma amizade que vai surgindo através das visitas curtas de Jack, ela percebe que muitas das coisas que acreditava sobre ele eram coisas da sua cabeça, principalmente por ela não ter se importado em saber se era verdade ou não o que ‘sabia’, e quando os preceitos dela são derrubados, toda sua visão do ano que morou no prédio muda, e a visão por seu vizinho também.

Conhecer você me ajudou tanto, Jack! Você trouxe minha confiança de volta. Não sei como fez isso, mas desde que nos tornamos... amigos, parece que tudo começou a dar certo pra mim

Em um livro curtinho, com menos de 200 páginas, Debbie vem falar sobre um assunto muito dolorido: a traição, e como é difícil superar isso, principalmente quando a outra parte, seguiu sua vida tão facilmente, e você está ali sofrendo ainda.  Lacey é uma pessoa normal, e você consegue entender suas dores e a dificuldade que ela tem de confrontar alguém, de se sentir desejável, de se sentir amada novamente.

Com a amizade de Jack, e o começo de um relacionamento, suas amarras vão caindo, e ela vai percebendo o quanto é mais fácil aliviar a dor quando você para de se culpar, de culpar somente a pessoa, e percebe que a culpa é dos dois, e que o que aconteceu com ela pode se repetir com qualquer um que ela conheça, e compartilhar os seus aprendizados é a melhor forma de ir superando essa dor.

Não era pra ser assim. O casamento deveria ser para sempre. O amor deveria durar mais que uma só noite. O compromisso deveria durar mais que poucos meses.

A história de Jack e Lacey não é muito aprofundada, não é nada exagerado, carregado de dramas ou explicações, e muito menos erótico, é um romance bem água com açúcar, que tem como objetivo simplesmente mostrar a superação da protagonista, diante da dor que teve que passar.

E a diagramação desse livro é uma fofura a parte! Cheia de gatinhos, de ilustrações fofinhas, folhas amareladas e nenhum erro gritante, o que contribui para tornar a leitura o mais agradável possível.

SAM_0042

Narrado em terceira pessoa, O amor mora ao lado é uma ótima indicação para quem procura um romance leve, com alguns ensinamentos, e principalmente com um casal que ama gatinhos, esse é um prato cheio, e perfeito para ler em um final de tarde ao lado de seu bichano.

Ela queria companhia, e, depois de seu casamento desastroso, não queria mais saber de homens em sua vida. Um gato não mentiria para ela, não a triria nem a faria sofrer.

avaliação cupcake - Cópia

21 comentários:

  1. Ai que lindo!!!!!!
    Eu também nunca fui muito fã de gatos, sempre preferi cachorros, mas achei muito lindinha essa história. Como dois gatinhos podem aproximar duas pessoas. ^.^
    Beijos
    relicariodepapel.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Oieee! Esse livro deve ser fofo! Meu Zeus, a minha lista só aumenta. Rs Ameiiii as fotos! Achei super fofas

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu adoro gatos rsrsrs, mas nunca li um livro onde gatos tivessem tanta participação, a premissa do livro é bem interessante, adorei a resenha, estou super curiosa para ler, espero gostar tanto quanto você.

    Bjs
    http://nosleitoras.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu já li muitos livros assim sobre traição... Essa personagem me chamou bastante atenção pelo fato dela ter voltado a ''viver'' através do seu animal de estimação.. Se não fosse através dele, ela não teria conhecido o seu amor. É difícil mesmo superar uma traição, e ainda mas quando a pessoa é quem sofre mas que a outra. Gostei muito do livro, acho que é um livro que eu posso sim tirar para ler nas ferias. Amei sua resenha!

    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie! Estava lendo sua resenha quando me deparei com isso:- Bem, escuta só, seu Cão tirou a virgindade da Cléo. O que você pretende fazer a respeito?
    Cai na gargalhada
    Adorei a premissa do livro. Ele me pareceu divertido e leve de ler. Apesar de não gostar de romances vou dar uma chance a esse. E os gatinhos estampados na página é uma fofura só.
    Um beijo
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  6. Oiiii, estou encantadaaaaaaa com essas fotos, tive um ataque enorme de fofuras, e este livro? Eu nçao tenho gato aqui em casa, mas com toda certeza leria uma obra assim.
    Beijoss
    segredosliterarios-oficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina,
    Parece um livro tão fofo *---*
    Eu amo gatos e só por eles terem papel de destaque já fiquei com vontade de ler. Não gosto muito de romances principalmente esses água com açúcar mas esse me conquistou.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  8. Eu amo gatinhos :D
    Bom, eu li esse livro, ou tentei, achei muito ruim, chegar na metade da obra foi tortura... A forma como a temática foi tratada, para mim foi mais que desinteressante. :(

    ResponderExcluir
  9. eu sou louca por gatos, e quando vi esse livro, não pensei duas vezes em solicitar pra ler... achei a história bacaninha e só, mas a diagramação dele tá linda *--*
    o bom é que por ser curtinho, foi uma leitura de pouco mais de uma hora ^^

    ResponderExcluir
  10. Li apenas um livro da autora que não me chamou muito atenção, assim como a premissa desse livro não capturou meu interesse.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    "- Bem, escuta só, seu Cão tirou a virgindade da Cléo. O que você pretende fazer a respeito?" Não me imagino chegando pro meu vizinho e falando isso hahahaha!
    Me parece um livro bem gostosinho de ler para curar ressaca literária!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Gatos! Eu amo gatos <3 !
    O da foto é tão fofo!
    Achei o livro interessante e talvez eu o leia quando puder, gostei da resenha.

    ResponderExcluir
  13. Adorei a diagramação do livro, muito cute.
    Não fico louca pra fazer a leitura, não, mas o leria sim.
    Sem muitas expectativas
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? Já conhecia esse livro, mas fazia tempo que não lia uma resenha dele. A premissa me agrada, pois adoro uma romance leve e que também traz ensinamentos, por isso dica mais que anotada.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  15. Oie, tudo bem? Sua resenha ficou ótima (e a foto com o gatinho ficou show). Mas eu vou passar a leitura, primeiro porque não sou muito fã desse tipo de gênero literário. E segundo porque sou alérgico a gatos rsrs
    Beijos
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  16. Oi oiii!
    Eu adoro gatinhos e teria alguns, mas eu tenho alergia :(
    Porém isso não vem ao caso hahaahaha Bom, romances não são minha praia, muito menos os água com açúcar, então, não leria.
    Mas achei legal que mesmo em poucas páginas, e mesmo sem um aprofundamento da história, a autora conseguiu te cativar.
    Ah, e o sua gatinha é um amor ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Eu já li este livro e achei a leitura muito boa, menos pelo final, pois achei corrido e meio que fez a mensagem do livro se contradizer.

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Sabrina! Caramba, você adotou uma gatinha! :) Você já escolheu um nome pra ela? Não esquece de levá-la ao veterinário, porque gatinhos de rua podem ter muitas doenças. Digo isso por experiência própria hahaha

    Eu gostei muito do seu blog. Bem organizado, bonito, e sua resenha, apesar de ter umas falhinhas de revisão (quem não tem, não é mesmo?) está muito boa. Já sobre o livro em si, eu não pretendo ler. Reconheço que ele pode ser divertido e fofo, mas não é o que estou procurando no momento.

    Espero que sua gatinha traga muitas alegrias para a sua vida! E mostre-a mais vezes aqui no blog!
    Beijão,
    Mona

    ResponderExcluir
  19. Oii, tudo bem?
    Awn, que linda a sua gatinha, eu sempre amei gatos, aqui tem quase uma creche de gatos de rua, haha, qual o nome da sua gatinha?
    Necessito ler esse livro, haha, pelo simples fato de ter gatos na história, fiquei curiosa sobre a gravidez da Cléo, quantos gatinhos ela vai ter, e também sobre o relacionamento dos donos deles.

    Beijos
    Brilliant Diamond

    ResponderExcluir
  20. Olá, ah que livro mais fofo! Sou a favor de ler romance tanto dramático quanto água com açúcar, sempre curto os dois tipos e achei diferente o motivo dos dois começarem a conversar e interagir.
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi! Ai que amor sua gatinha! Eu resgatei uma da rua também, mas hoje ela não está mais comigo :'( Estou encantada com esse livro! Com certeza irei ler assim que puder, valeu pela dica! Beijos.

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir