Contos de sábado: Levanta, Princesa, a abóbora virou carruagem–Josy Stoque

Levanta, Princesa, a abóbora virou carruagem

 

Está de saco cheio de sua vida pacata e com vontade de chutar o pau da barraca? O que você faria se tivesse a oportunidade de esquecer as responsabilidades por um dia e se deixar levar? Às vezes, uma escolha precipitada te proporciona uma experiência inesquecível.
O grito de libertação da mulher moderna sobre sua individualidade, seus sonhos e seu corpo.


Saiba mais sobre Puro Êxtase, o romance na mesma pegada erótica: http://www.josystoque.com.br/p/e-contos.html

  • Número de páginas: 11 páginas

 


Skoob – Avaliação: 4/5 - Contos / Erótico

Oi pessoal, tudo bem?

Hoje trouxe um conto da nossa autora parceira Josy Stoque, que ganhei ao me cadastrar no site da autora, então, para quem quiser esse conto GRÁTIS, é só se cadastrar aqui, e esperar o e-mail com o arquivo no formato .mobi (kindle) e .pdf.

Nesse conto, a autora nos apresenta uma protagonista sem nome, que nos conta como é sua vida, e como está desgostosa com isso. O seu marido a faz de empregada, seu trabalho é um desgosto, seu chefe irritante, seus filhos não lhe dão carinho e só a procuram quando querem algo, não pode ouvir as músicas que gosta no seu carro, nem mesmo ver o que deseja na sua televisão.

Todo dia a mesma rota, os mesmos problemas, as mesmas caras de bosta. Os filhos pedindo, o chefe exigindo e o marido reclamando. Estou de saco cheio! Onde estão as aventuras dos romances? O frio na barriga? A paixão pelo meu trabalho?

Então um dia, ela decide chutar o pau da barraca, e tirar o dia só pra ela, dormindo até mais tarde, tomando café ignorando todos os sons a sua volta, saindo no carro com as músicas que gosta, e indo a academia, onde encontra um personal trainer lindo que está na dela, e é lógico que ela não desperdiçará a oportunidade.

A primeira coisa que devo falar sobre esse conto é: abra sua mente! Ele é bem erótico mesmo, e tem uma temática polêmica: traição, então só leia se você tiver a mente aberta e entender os motivos da protagonista, e principalmente o conceito de sexo casual.

Esse conto é bem curtinho, 11 páginas[aproximadamente], e a protagonista conversa com o leitor, contando como é a sua vida, e de como está de saco cheio dela, e confesso que quando ela teve sua oportunidade com o personal trainer, a única coisa que pensei foi: se joga miga! Pois pela maneira que ela contou da sua vida, eu fiquei realmente com ‘dó’ dela por aguentar tudo isso sem reclamar, e nesse dia aproveitar ao máximo todas as oportunidades que lhe são dadas.

What? Again! Várias transas em uma? Planeta Terra chamando, planeta Terra chamando! Ok, parei, mas se você tivesse um marido como o meu, ia ficar muito feliz por ter conseguido chegar lá uma mísera vez.

Josy nos apresenta cenas quentes, de forma aberta, carnal e sim bem explicitas, afinal, esse conto não é pra ser romântico, e sim ser diferente de tudo que ela vive com o marido em casa, novas experiências, algo que ela irá lembrar, e que talvez a mude, já que foi a sua primeira experiência com sexo casual.

O conto não tem um término, uma conclusão, e sim deixa em aberto na nossa imaginação o que pode ter acontecido com ela depois dessa experiência com o personal, será que ela conseguirá voltar pra sua vida medíocre depois de tudo que viveu, será que ela fará isso mais vezes, será que vai mudar de vida… Acho que preciso me acostumar aos contos ainda, pois sempre fico com aquela sensação de quero mais, de querer mais páginas, mas mesmo assim ainda adorei esse conto, e do modo que terminou.

Pois bem, eu gostei muito do conto, é claro que sendo uma obra de ficção, a autora não está ali nos falando para quando estivermos estressadas com a casa e marido, sair dando pro primeiro que aparecer na sua frente, mas a conclusão que cheguei sobre ele é de nunca se deixar chegar a um ponto que você não aguente mais a sua vida, deixando de se cuidar, deixando o marido e filhos a tratar como uma empregada, e seu chefe como uma escrava, e esse amante que a protagonista encontrou, pode ser o que você tem em casa mesmo colega, é só se desligar um pouco do seu mundo de problemas, e pensar mais em você um pouquinho!

Promo-Levanta-Princesa

 

 

 

Esse é um dia de princesa, uma princesa bem safada, mas me sinto digna como nunca.

.

.

.

 

 

Ano: 2013 / Páginas: 11
Idioma: português
Editora: Independente

9 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Não sou muito adepta de uma pega extremamente hot, mas achei que o conto pode ser legal. Sua resenha ficou muito bacana. Fiquei rindo aqui com a sua consideração final e pensando na loucura que seria se a mulherada levasse a história ao pé da letra. rs Bem, como disse, não sou muito adepta dessa pegada hot, então, guardei o link do cadastro para o conto aqui e vou sugerir para uma das minhas colaboradoras que sei que adora. XD

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  2. não é meu estilo de leitura, mas a ideia é legal, se na vida a gente não tiver coragem de sair da mesmice que ao menos na leitura façamos esse teste, acho que eu leria esse conto, a ideia é válida. bjos

    ResponderExcluir
  3. Que legal! Não costumo ler muitos contos, mas esse parece ser bom. Beijoos

    www.nosdivaas.com

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha ficou ótimo não curto contos eróticos, mas esse livro me pareceu ótimo, amei o blog.
    Beijoos linda!
    http://carolinapaivaa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa escritora ainda, gostei do conto mesmo não sendo um dos meus temas favoritos!

    Bolicho da Guria | Fan Page | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi gatonaaaa, tudo bem com você?
    Huuuuu, nunca li livros nesse estilo!
    Umbeijogrande :)
    https://vaibemcomtudo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esse conto ainda, nossa 11 páginas só? Eu ia ler em menos de meia hora hahahaha
    Achei bem legal sua resenha, mas por ser um conto que não tem um término, e sim deixa em aberto na nossa imaginação eu fico meio assim pois isso me deixa MUITO curiosa sabe? hahahaha
    Beijos linda

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Confesso que eu não me senti atraída para ler a obra. Por mais que seja um conto curto de onze páginas, eu não fiquei com vontade de ler.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Bravo a sua mente aberta, Sabrina! kkkkkkkkkkkkkkkk Você pegou a essência! Pode parecer egoísmo, mas a maioria das mulheres ainda se anulam em prol da felicidade dos outros e a felicidade delas, não conta? É um texto para reflexão, com uma pitada de sexo para distrair, porque nós merecemos rsrsrsrsrsrs Muito obrigada, amei a resenha. Beijos

    ResponderExcluir