Convincing Constance–Blow Hole Boys #3–Tabatha Vargo

 

a3c59082bbe94ff1b307b4d8cb040dba

 

Como o único sobrevivente de um acidente trágico, Tony Russell, também conhecido como Tiny, está mental e fisicamente marcado pelo resto da vida. Anos mais tarde, ele encontra-se viciado em academia e medicamentos prescritos. Relacionamentos e sexo são a coisa mais distante de sua mente, mas quando uma guitarrista substituta entra em cena para sua banda Blow Hole, Tony não pode evitar sua reação física a ela. Ela é uma roqueira picante com mechas rosa e uma atitude escaldante, e ela é exatamente o que ele precisa... independentemente do quanto ele se recusa a acreditar.
Constance McClaire sabe tudo sobre o vício. Depois de crescer com uma viciada como mãe, ela se recusa a ter qualquer coisa a ver com essa vida... até que ela conhece o quieto, gigante baixista da Blow Hole. Ele não liga pra sua merda, tem tatuagens sexy, e as mãos muito grandes, — mas ele é claramente um viciado e precisa desesperadamente de ajuda. Chegar perto de Tony, sem se permitir tornar-se emocionalmente ligada, é mais difícil do que ela pensava que seria. Vício é vício, não importa o que está nadando em suas veias, e Constance encontra-se viciada em Tony, pois ela não pode ter o suficiente dele

Avaliação: 4/5 – Skoob – Romance / New Adult / Literatura Estrangeira

Esse livro é o terceiro da série Blow Hole Boys, para conferir a resenha dos anteriores, cliquem nas imagens abaixo.

                          patiencepatience 1.5faith

Apesar de ser uma série, os livros são bem independentes, então você não pegará grandes spoilers dos volumes anteriores, pois cada livro é de um integrante da banda.

Tony, ou Tiny (pequeno) como é chamado pelos amigos, não tem nada do seu apelido (pequeno). Sempre ele foi um grandalhão, mesmo sendo o mais novo da turma. Ele conhece Finn desde sua primeira banda, a qual era integrante, mas um acidente matou todos os seus amigos, e por pouco ele poderia ter morrido também.

Seu corpo é cheio de cicatrizes, exteriores e na alma, não há como permanecer lúcido lembrando daquela noite, não há como esquecer as dores que ela deixou. Por isso, desde o acidente Tony se droga com pílulas para dor, bebidas e mais pílulas, para esquecer de tudo.

Cicatrizes. Elas nunca realmente curam. O corpo tenta se restaurar naturalmente, mas a mente nunca esquece. Você está marcado para sempre com as memórias, e não importa o quanto você tente, você não pode esquecer o que foi que te deixou tão quebrado e mudado.

Constance é filha da lenda do rock Clarke  McClaire, porém, ela detesta de gabar disso, pois a fama do seu pai foi que trouxe todos os problemas para a sua vida. Quando pequena ela não teve uma família normal, seus pais viviam drogados e bêbados, e o maior trauma que ocorreu na sua adolescência, foi provocado por um dos integrantes da banda.

Quando Zeke machuca a mão, a banda Blow Hole precisa de um novo integrante e Constance entra em cena. Apesar de todos acharem uma piada a agência ter mandado uma garota, quando ela toca todos ficam de queixo caído, ela tem muito talento e nem notarão diferença entre ela e Zeke na turnê. Com seu estilo bad girl, roqueira cheia de tatuagens, roupas descoladas, e linguajar igual o dos garotos, ela se dará muito bem no ônibus com eles, se tornando uma grande amiga.

Tony e Constance se sentem atraídos logo de cara, mas nada acontece, pois ela não se envolve com viciados sob hipótese alguma. Será que vivendo sobre o mesmo teto durante semanas eles vão conseguir se manter distantes?

Resenha

Tony e Constance são muito parecidos, eles tem muitas marcas do passado, e um consegue enxergar no outro sua verdadeira aparência, por trás daquela máscara que usam para disfarçar as dores. Porém, Tony se vê muito vulnerável quando está sob o olhar dela, e acaba se drogando mais, bebendo mais, e machucando ela propositalmente, para que não tentem ficar juntos.

Eu  era  dela.  Ela  era  minha.  Ela  só  não  sabia  disso  ainda.

Mas a atração dos dois é obvia e explosiva, não conseguem ficar distantes por muito tempo, ainda mais morando sobre o mesmo teto. O romance dos dois, diferente dos outros volumes da série, é menos sentimental, de ambas as partes, já que Constance não faz o estilo menininha inocente como Patience ou Faith, ela sabe o que quer, e não fica em cima do muro sobre seus sentimentos por Tony, a única coisa que atrapalha ela de se entregar completamente, é o vício.

Ela consegue derrubar todas as barreiras impostas por ele, como o fato de verem suas cicatrizes, saber de seu passado, toca-lo e principalmente de fazer ele se entregar no ato, já que ele sempre dava prazer, mas nunca deixava ninguém fazer isso por ele.

"Porque  quando eu estou  te  tocando,  toda a  dor vai embora.  Porque  quando  eu  estou  com  você,  todas  as memórias  desaparecem  e  eu  só  consigo  pensar  no  quanto você faz com que eu me sinta bem".

O livro é dividido em duas partes, nessa época que ela está na turnê da Blow Hole, e quatro anos depois, quando eles estão separados e ela já montou uma banda só de garotas. Mas uma vez ela terá que fazer uma turnê perto dos garotos, e conviver com um Tiny mais descarado, e mais drogado do que na época que se conheceram, ela terá que se manter firme na sua decisão de se afastar, já que ele não consegue largar seu vício.

Convincing Constance é um dos melhores livros da série. A escrita de Tabatha continua carregada de dramas passados, e de sensualidade, porém, nesse volume ela trás um tema muito importante: o vício, mostrando que o viciado, sem uma ajuda médica e principalmente uma motivação muito forte, não consegue parar, nem mesmo se tiver que perder o amor da sua vida.

"Se me tocar te deixa bem, imagina o que meu toque  faria você sentir.

Os protagonistas desse livro são fortes, Constance com certeza me ganhou por sua personalidade decidida, que não precisa de ninguém para salva-la, que faz o possível e impossível para não depender de ninguém, e não quebrar os seus princípios. E em Tony, vemos uma pessoa que sofreu muito, e ainda sofre por causa do acidente, mas que mesmo drogado, não faz muitas burradas ou se envolve com gente errada.

Mas uma vez me apaixonei por um garoto da Blow Hole, não é nada comparado ao meu amor pelo Zeke, mas é uma afinidade muito grande, daquelas que a gente torce o tempo todo pra que dê certo entre o casal. Agora é esperar o lançamento do quarto volume traduzido, que traz Chet, o baterista pegador da turma, e Hope, uma das integrantes da banda da Constance, que possui uma personalidade muito parecida com Chet.

Minha vida tem sido uma merda e eu costumava pensar que estava no inferno. Então eu te conheci e percebi que o inferno não era um lugar. Era um momento. Eu estou no inferno toda vez que você me toca… toda vez que você olha para mim… porque eu sei o que você quer quando olha para mim, e sei que não posso te dar o que não existe.

Ano: 2014 / Páginas: 345

Idioma: inglês
Editora: Kindle Edition

33 comentários:

  1. Não conhecia essa série, acho que é porque não foi publicado no Brasil ainda.
    Mesmo assim, achei bem legal esse casal. Diferente dos gênero que estamos acostumados.
    Curti!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Lembro de ter lido outra resenha dessa série aqui no seu Blog, e lembro tb que fiquei interessada pelo livro, que a história era algo pesado. Legal saber que s livros são "meio" independentes. Fiquei interessada por esse tb, será que ela vai ficar com ele ou não? Só lendo, eu sei. hehehe. Essa série é a cara da May (minha parceira de Blog), ela ama séries assim.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  3. Oi, flor!
    Adoro séries com essa característica: nas quais cada livro é sobre um casal. Eu adorei esse enredo, em especial. Mais do que o livro anterior, sobre o qual também li sua resenha. Infelizmente, ainda não leio em inglês, mas pretendo fazê-lo (estou cursando o idioma) e vou anotar a dica dessa leitura e série.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Não conheci essa série, mas os livros parecem ser legais! Principalmente por envolver o mundo da música na história.
    Bem bacana o fato da protagonista ser uma pessoa decidida e forte, pois protagonistas muito frágeis as vezes é bem irritante.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Amo personagens femininas que de fracas nem o fio do cabelo. Esse cenário de banda, backstage é um dos meus cenários favoritos. Obrigada por me apresentar a série.
    Beijos
    www.estudiodecriacaoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. eu confesso que gostaria de ler ele só por causa da personagem kkk adoro mulheres fortes em livros <3

    ResponderExcluir
  7. Olá; gosto muito de livros do tipo, se começar a ler essa série, só vou parar quando chegar na última página. Gostei da resenha, gostei da protagonista, mas não sei como me sentiria em relação ao protagonista.

    ResponderExcluir
  8. Oi Sabrina!

    Menina, que resenha! E que livro! Eu quero muito ler essa série e para ser sincera estou rezando para ser publicada aqui no Brasil. Pena que não leio em Inglês e acabou perdendo livros maravilhosos como esse.

    Bjão

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, e por mais que esteja tentando me distanciar um pouco desse gênero (me cansando já...haha' andei encontrando algumas histórias parecidas *-*), fiquei bastante curiosa para ler a série. Espero que ela seja publicada no Brasil logo! Espero também me apaixonar pelos rapazes...haha'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Sabrina, eu não fazia ideia da existência desses livros, mas confesso que fiquei muito curiosa. Parece ter uma trama de tirar o fôlego, não vejo a hora de ter a oportunidade de lê-los!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  11. Olha eu nunca tinha visto esse livro sendo resenhado por ai e sinceramente tenho que confessar que ele não me chamou tanta atenção para ler no momento, mas mesmo assim gostei da trama e também do seu ponto de vista sobre ele. Espero poder ter a oportunidade de fazer a leitura assim que puder, porque me parece ser muito bom. Parabéns =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/09/resenha-dez-coisas-que-aprendi-sobre-o.html

    ResponderExcluir
  12. a ideia do livro não me cativou. Sem contar que achei a capa medonha. sua apresentação da obra ficou ótima, me deu certeza que não sou o público alvo.

    ResponderExcluir
  13. Vou ser sincero: Detesto livros com esse enredo. Mas cada um com seu gosto não é? Acho ele mais voltado para mulheres mesmo.

    www.saotantas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha e fiquei curiosos em relação a leitura, espero que alguma editora traga logo esses livros para. brasil, pois já vejo sucesso no ar! Adorei!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Nossa, eu tenho conhecido muitos livros que eu nem sonhava que existiam. Não é meu gênero favorito e tô fugindo de séries. haha. Gosto de personagens fortes e apaixonantes e gostei que pelo menos os desse livro me parecem bem assim mesmo. :D

    ResponderExcluir
  16. Sabrina, amei essa pegada da série já me tornei fã.
    Muito bacana e os personagens realmente parecem ser bem fortes.
    Mas só fiquei assim por ser inglês, espero que lance em português.
    Vou procurar informações.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  17. Oi Sabrina, também prefiro em português. Ainda mais quando o livro é interessante como esse!
    Mila-Scraplivros

    ResponderExcluir
  18. Oieee!
    Não conhecia a serie, mas amei as capas. O único problema é a história. Não é do tipo que me prenda e me faça querer ler. Não sei... Mesmo com esse alerta sobre os vicios, acho que Tiny vai ficar pra depois.
    Beijos

    Lumartinho.Blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Não conhecia o livro mas não gostei nada da premissa. Definitivamente não é meu tipo de livro.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Eu não conhecia esse livro e normalmente eu não me interesso por livros desse tipo, mas é uma leitura que me interessou bastante,

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Sabrina!
    Não leio esse gênero literário, ou ao menos não li nada até agora, mas esse pareceu ser uma história bem forte e realmente chamou a atenção...

    Bjo
    escrevasuavida.com

    ResponderExcluir
  22. Adorei a série ser com cada integrante da banda. *-* A história parece maravilhosa, só me diz que alguma editora vai trazer ela! Quero muito ler, mas com meu inglês não rola nada. :(
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  23. Ola Sabrina amei essa série menina, adoro livros com bandas e principalmente com protagonistas fortes e com cicatrizes impostas pelas dores . Não conhecia a série espero poder ler em breve. Tomara que alguma editora nos presenteie com a edição. Fico na torcida. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  24. Oi.
    É muito difícil um new adult chamar minha atenção e com esse não foi diferente, não encontrei através da resenha nenhum diferencial, parece mais do mesmo, portanto mesmo com a resenha positiva, essa dica eu passo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  25. Oi! Bem eu ando enjoada de new-adult, sempre pego os mesmos enredos e fica cansativo ler sempre a mesma coisa, não sei se leria esse, mas para quem gosta parece uma boa pedida.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  26. Oi Sabrina, sua linda, tudo bem
    Por mais que meu coração romântico queira um final feliz, queira a redenção, um salvando o outro, eu gostei muito da decisão da autora, pois na vida real é assim. As pessoas que possuem esse vício, não conseguem largar, precisam de ajuda. E as vezes, nem por amor elas pedem ajuda, pois deixam o vício as vencerem. Parece ser uma história muito densa, que vai mexer com a gente. Novamente falo, que só posso aguardar alguma editora publicar por aqui, enquanto isso fico só na vontade, risos... Sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro e confesso que o mesmo não chamou a minha atenção, não gostei da capa e nem da premissa, por isso dispenso a leitura, mas fico feliz em ver que você gostou da leitura.

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. O livro parece muito bom, e vou acrescentar o livro na minha lista, mas vou esperar chegar em português... bateu uma preguiça em inglês agora rsrsrsrs
    Gosto de livro com personagens fortes, me encanta a superação dos personagens, mas está ficando um pouco batido

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Eu nunca tinha ouvido falar sobre o livro, mas fiquei interessada. Gostei da premissa e adoro o gênero, acho que será uma ótima leitura.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Não conhecia o livros, na verdade não conhecia a série, mas CARAMBA que premissa é essa?
    Eu já me apaixonei com a sinopse, as capas são são bonitas, mas a história é incrível.
    Adoro personagens com cicatrizes tantos exteriores quantos as da alma, e traumas aaaamo.
    Adoro sofrer com os personagens, e também amo personagens integrantes de bandas, enfim, como eu não conheci esse livro antes????
    Amei sua resenha

    ResponderExcluir
  31. Olá

    Eu já li um livro dessa autora e não gostei muito, talvez essa seja, apesar da premissa não ter chamado muito minha atenção, vou dar uma olhada depois.

    Bjss

    ResponderExcluir
  32. Olá!
    Eu não conhecia esse livro e fiquei fascinada pela história. Amo personagens fortes e sendo feminina amei mais ainda.
    Pena que não sei ler em inglês.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. alguien lo tiene en español?
    Que me lo envie a mi correo: aliciaamolinz12@gmai.com

    ResponderExcluir