Resenha: A casa: André Vianco

DSCN1215
"A Casa" é uma viagem ao fundo do coração humano. Impossível o leitor não se emocionar com o drama vivido pelos atormentados protagonistas da obra. Impossível não desejar estar lá, conhecer a casa, atravessar a porta.
Uma casa que limpa o coração de qualquer pessoa!
O que você faria, se pudesse voltar atrás em um momento que, uma escolha errada destruiu sua vida toda pela frente? Essa é a proposta da Casa, trazer tranquilidade para os corações aflitos…
Rosana vive de medicamentos para aliviar suas crises de pânico, que começaram logo depois que traiu seu marido, e em decorrência disso, ele nunca mais pode ver suas filhas. Ela carrega essa culpa há anos, e tenta se manter sã para não ser internada em uma clínica novamente, pois suas meninas não teriam ninguém com quem ficar.
alívio era tudo que precisava. Alívio das lembranças do passado que só existiam para atormentar. Tinha medo de lembrar de certas coisas. Tinha medo de ficar sozinha. pavor. somente com os remédios e com os antidepressivos pesados que ingeria diariamente é que podia continuar andando, continuar parecendo normal.
Hélio sempre foi o melhor em tudo na sua vida. Dono do carro mais bonito, da esposa mais bonita, do sapato mais bonito…Até que sua mulher deu a luz a sua primeira filha, uma garotinha frágil, miúda e com problema no coração, e já no leito da maternidade, ele a rejeita como filha, e passa a curta vida da garota reforçando que ela não é sua filha. Tudo muda quando ela parte, e ele acha uma carta em seu diário, dizendo que daria tudo para ser amada pelo pai, a partir daí, Hélio se entrega a bebidas e cigarros, para aliviar essa tão grande dor.
hélio era um homem infeliz, dono de um coração machucado, vítima de uma mente estragada e traiçoeira que lhe botara traves nos olhos, impedindo-o de enxergar e aproveitar o tesouro mais lindo que a vida pode dar a um home… o amor incondicional que uma filha dá a um pai.
Ismael é um empresário que não tem um momento de descanso, todos temem seu temperamento explosivo e sua ambição de sempre querer trabalhar mais, e ganhar mais dinheiro. O que poucos sabem, é que ele foi um garoto muito pobre, e que seu pai sempre desacreditou que ele conseguiria abrir seu próprio negócio e ter sucesso, pois isso não era para pessoas do nível deles.
ismael tinha 18 anos. Batia boca com o pai por tudo. O pai sempre queria interferir em seus projetos. sempre ia contra suas ideias. E ismael começara a reclamar da vida que levaram naquela casa. cheia de privações. cheia de adiamentos…nunca sobrava dinheiro para roupas novas. cobrava do pai uma melhora de vida. se era não bom para discordar de seus planos, de seus projetos empreendedores, por que não moravam numa mansão luxuosa de quatro quartos e piscina para que ele não se preocupasse com aquelas coisas? Jogara tudo na cara do pai. dissera que nem que precisasse trabalhar dia e noite sem parar nunca ia levar uma vida medíocre como aquela, andando pra cima e para baixo em corcel e fusca velho. que iria ser um rei. um homem de sucesso.
Leon se droga o tempo todo, para entrar em um mundo de fantasia, onde não era julgada, onde não havia essa vida dura que não aceitava falhas, na qual era uma lésbica fracassada na música que foi expulsa de casa pelo pai, e não teve coragem de vê-lo nem mesmo em seu enterro, nem para consolar sua mãe.
Leon estava a vontade. desde que deixara a casa, deixara pra trás as frescuras também. homossexuais sozinhas não podiam se dar a muitos luxos para se virar… a vida praticamente impunha um estilo “largado” aos que ‘se viravam’. mas, a bem da verdade ela sempre fora despojada… leon não tinha mais vontade de se preocupar nem com sigo própria. desapontada com a vida. deprimida. queria apenas submergir. fugir daquele para um outro plano. as drogas faziam isso.
DSCN1217
A casa trás essa promessa aos quatro, de curar seus corações aflitos, de lhes dar paz e alívio.
Olhou novamente para o cartão. simplório. com o endereço na parte inferior. uma única frase centralizada. sem nome de ninguém. sem pedido, sem identificação. mas a frase é que apertava o peito. no meio do cartãozinho, com letras finas e impressão preta, lia-se: O alívio para o coração atormentado está aqui.
Quando ganhei esse livro, soube na hora que iria gostar, pois o autor sempre trás a tona temas profundos e reflexivos, como é o caso deste.
Pouco a pouco e nos apresenta os personagens, e nos conta o porque de deles sofrerem tanto, mostrando como uma palavra ou ação dita em uma hora errada, um momento de ira e pouca reflexão, pode trazer dores para o resto de sua vida, sem podermos voltar atrás. E mesmo com essa oportunidade de alívio, eles não pulam nela direto, pois não acreditam que essa dor possa ser curada, e que não há saída se não a morte.
Quando em fim entram na casa, percebem que terão essa chance de consertar os erros com os entes queridos, muitas dúvidas surgem, e muitas reflexões sobre ‘pensar antes de agir’ são tragas a tona, e mesmo que o passado não possa ser 100% consertado, eles poderão se redimir com quem tanto magoaram.
André Vianco mais uma vez consegue fazer o leitor refletir, e junto com os personagens aprender o peso das palavras, e do perdão.
class

Ano: 2002 / Páginas: 232
Idioma: português
Editora:
Novo Século

8 comentários:

  1. Nossa tenho muita vontade de ler esse livro!
    Agora com essa resenha, fiquei mais ainda...hehehe
    Amei!
    Beijinhos :*
    Www.estiloaqualquercusto.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa tenho muita vontade de ler esse livro!
    Agora com essa resenha, fiquei mais ainda...hehehe
    Amei!
    Beijinhos :*
    Www.estiloaqualquercusto.com

    ResponderExcluir
  3. Oi gatona tudo bem? Adorei a resenha, gosto muito de livros nesse estilo, e se o autor consegue fazer o autor refletir bastante melhor ainda, porque aí vira um livro que dá mesmo vontade de indicar! Vou procurar pra comprar :)
    Umbeijogrande
    https://vaibemcomtudo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Tinha me falado que este livro é bom
    Me deu vontade de ler

    Parabéns

    www.fazerefacil.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que livro interessante. Não conhecia o livro nem o autor, ótima dica. Fiquei bem interessada em saber toda a história <3 você fez uma ótima resenha, parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha, o modo como escreveu, deu pra ter uma ótima ideia do que se trata o livro, parece que já dá pra saber que vou gostar, sabe?
    Eu gosto muito do André Vianco, já li Os Sete e Sétimo e achei bem legais. Fiquei curiosa pra ler esse *-*
    Adorei teu blog e o modo como tu escreve!
    Beijos :*

    http://www.alternativaleatoria.com/

    ResponderExcluir
  7. Ameeeei a resenha! Quero muito ler esse livro e depois de ler seu post quero ainda mais hahahah
    Adoro livros e to sempre buscando coisas novas.
    ps: Seu blog é lindo heeein!

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha. Achei o livro interessante, vou procurar. Beijos!!

    ResponderExcluir