Redenção de um cafajeste - Nana Pauvolih #1

Redencao-de-um-cafajeste2
Pioneira da autopublicação no segmento erótico nacional, com mais de um milhão de visualizações de suas histórias na plataforma online Wattpadd e sucessivos primeiros lugares na lista dos e-books mais vendidos da Amazon, Nana Pauvolih estreia na Rocco com a trilogia Redenção, um de seus maiores sucessos. Lançamento da coleção Violeta, do selo Fábrica231, Redenção de um cafajeste, o primeiro volume da série, conta a história de uma garota simples, que sonha terminar a faculdade e ser professora, e se envolve com um empresário sem escrúpulos. Uma história que mistura doses certeiras de paixão, romantismo e erotismo, tendo o Rio de Janeiro como cenário.
Arthur Albuquerque é um homem rico e poderoso, aos 32 anos é dono de um dos maiores ramos editoriais do país, e seu carro chefe, é a revista MACHO (uma revista de mulheres nuas para o público masculino), e com essa bagagem, era cercado por pessoas fúteis, que só estavam ali porque queriam algo dele.
Os homens e mulheres ali pareciam querer lamber meus pés, me agradarem de todas as formas possíveis. O que o poder e o dinheiro não faziam com as pessoas. Eram simpáticos em demasia, divertidos e sorridentes… Falsos. Seria melhor descrevê-los assim.
O público que mais o cercava é claro, eram as mulheres, todas jovens e lindíssimas, que só estavam ali para conseguir contatos influentes, e até quem sabe ser a capa da revista MACHO, e como bom cafajeste que é Arthur se aproveita de todas, dormindo com uma, duas, até quatro mulheres de uma vez, mas sempre a dispensando quando começavam a ficar grudentas ou ele enjoava, já que nenhuma conseguir fazê-lo sentir algo.
Já tinham me dito que eu parecia uma máquina de sexo e talvez fosse verdade. Ainda não tinha nascido a mulher capaz de me controlar ou de me fazer perder a cabeça. Como tudo em minha vida, eu reinava absoluto, acima de qualquer descontrole. Frio e focado.
Maiana é uma jovem de 21 anos que trabalha em uma empresa de advocacia como secretária, e faz faculdade de história a noite. Apesar de ser linda, nunca cogitou usar a sua beleza para subir na vida, pois despreza isso, já que sua mãe a influenciava desde a infância para usar a aparência para ‘pegar um homem rico’, somente sua irmã mais nova, Juliana, caiu nas lábias de sua mãe, e vive saindo com homens ricos, mais velhos, casados, a fim de conseguir dinheiro fácil, e fisgar um deles pra nunca precisar passar aperto e muito menos trabalhar.

Sorte grande para ela era conseguir um marido rico. Em torno disso girava a sua vida. Com esse objetivo, criava as filhas…. Eu me lembrava de ouvir sempre a mãe me aconselhar a usar minha beleza para me dar bem na vida. Isso marcara minha infância e adolescência. Era como uma lavagem cerebral, que ela sempre fizera. E que fora um fracasso comigo…
-Juliane tem 18 anos! E não é boba! … Aliás, é bem mais esperta do que você! Antes dos vinte anos estará rica, casada, com o mundo aos pés dela! E você? Vai ser uma pobre professora contando cada tostão, casada com um motorista de ônibus ou com um Zé Mané qualquer! Meu Deus, e pensar nas oportunidades que você jogou fora! Com sua aparência, podia ser uma rainha!
E além de ser uma pessoa boa, trabalhar para pagar os luxos de sua irmã e de sua mãe, que vive deitada no sofá vendo TV e comendo chocolate, ela acredita em amor verdadeiro, e em se entregar somente para o homem que ama.

Duas pessoa são diferentes, nunca poderiam se encontrar, certo? Errado, pois Juliane, em sua vida de ‘caçar um homem rico’ acaba saindo com Arthur, mas quando ele vê a sua irmã Maiana em uma visita, acaba se encantando por ela, e tornando-se determinado em conseguir aquela mulher, custe o que custar. Juliane também fica encantada por ele, mas como sua irmã chegou a sair com o homem, ela não iria se envolver de jeito nenhum.
E quando fechava os olhos, era a imagem daquele moreno de olhos penetrantes que me invadia, sem controle. Como se tivesse sido gravada em minha mente. E nem toda minha força de vontade foi o bastante para impedir isso.
Maiana seria minha. Faria de tudo com ela, mostraria um prazer que nunca tinha imaginado.
Com sua ‘pompa’ de rei, Arthur investe em Maiana, mas percebe que não será nada fácil como ele imaginou, já que ela quer um relacionamento sério, e não somente sexo, mas como ele estava obcecado por ela logo topo, acreditando que tiraria sua virgindade logo, enjoaria e a mandaria embora, procurando outra mulher e continuando com sua vida.
Era impressionante como aquela mulher mexia comigo, como um beijo me deixava com mais tesão do que ter qualquer outra nua em meus braços… Fiquei dominado pelo êxtase, por sensações diferentes e narcotizantes, enquanto continuava demoradamente, me deixando levar pelo delírio do momento, esquecendo do mundo por um momento.
Maiana nos braços dele, se descobre com mulher, a casa dia mais apaixonada, e mais envolvida, porém ainda tinha receios de quando seria a hora de dar o próximo passo, de se entregar completamente.
O tesão fluía denso entre nós, acendendo uma luxúria que eu nem sabia que possuía até conhecer Arthur. Agora, eu me sentia outra; viva, pulsante, um mulher em sua essência, despertada pelos instintos mais básicos e sentimentos mais profundos.
…Foi só eu vê-lo para que uma alegria embriagante se espalhasse dentro de mim. Sentimentos intensos, rodopiantes e nunca antes sentidos me envolveram como um manto e por um momento me dei conta do que eram. Paixão, felicidade, atração, tesão e mais. Amor. Admitir aquilo, tão de repente, não me assustou. Pois me dei conta que era algo que sempre quis e que vinha agora sem nenhum esforço, extravasando de dentro de mim. Eu o amava. Amava com todas as minhas forças.
Arthur cada dia mais obcecado por Maiana, e aquele desejo que ele achava que logo iria passar só aumentou, o que deixou sua avó (e mãe de criação) preocupada com que ele repetisse a história de seu pai, que se apaixonou por uma mulher pobre, que tirou tudo dele, incluindo a vida.
Sentimos a conexão única, mais do que química e lascívia, aquele algo muito maior que esteve presente o tempo todo entre nós. Eu a f* e queria, desejava e precisava. Nunca me tornei tão refém de uma mulher, tão desesperado para lutar contra e continuar mesmo assim querendo mais. A verdade, que me enfurecia, é que eu estava ficando cada vez mais doido por Maiana.
O livro segue nessa trama de pessoas tão diferentes tentando se entender, é claro que Arthur continua sendo um cafajeste, e essas eram as partes que eu mais odiava do livro, pois ela é uma protagonista muito simples e boa, daquelas que a gente se identifica logo de cara, alguém que quer crescer por seu próprio esforço, e ao amar, o seu coração é do outro sem nenhum receio.
Também há a dúvida de que se Maiana é realmente uma pessoa boa e honesta, ou se é só mais uma falsa que está atrás dele querendo enlouquece-lo para subir na vida, afinal sua mãe a ensinou a ser assim.

O livro é intenso, as cenas são pra lá de quentes, você quase se sente em um filme pornô (sim colegas, as cenas são muito bem descritas e realistas), hiperventilando o livro inteiro. E ver aquele amor crescendo pra ambos é muito bonito, pois mostra algo impossível, se tornar real.
E além de intenso, o livro é engraçadíssimo, já que para namorara Maiana, Arthur tem que se ‘enturmar’ com seus amigos, indo em pizzarias e lugares comuns para uma pessoa de classe baixa, o que não era nada do tipo dele.
Cortei um pedaço da pizza de papel e a pus na boca, mastigando. Nada de muito queijo derretido, uma muçarela italiana de primeira qualidade. Nem de uma carne de camarão macia e saborosa. Aquele parecia uma lasca de borracha. Mastiguei, pedindo a Deus para me livrar logo daquela tortura. Não sei como, consegui comer tudo.
O final do livro é arrebatador, os acontecimentos que segue na história são surpreendentes, você fica com muita dó da Maiana quando ela descobre todas as verdades por trás de Arthur, e se vê bombardeada pelas desconfianças dele, mas logo depois você também fica com dó dela, pois este percebe que não é nada sem ela, e que não tem nada, nem mesmo amigos verdadeiros por perto.
Tinha sido uma vida inteira se sentindo superior. Mais rico, mais inteligente, mais bonito. Um rei em meu mundo. Se ninguém podia comigo, para que se rebaixar? E no entanto, era muito mais fraco que do que os outros. Era medroso. Me escondia em meu mundinho seguro onde ninguém se aproximava demais e onde era sempre eu a descartar o que não queria, a usar e ganhar. Agora eu não tinha nada. Nada que realmente me importasse. E o futuro parecia vazio. Oco.
O livro é narrado por Maiana e por Arthur, e com essa dupla visão dos acontecimentos, conseguimos sentir mais o livro, ver o que eles pensam e suas dúvidas, além de conhecer mais sobre a vida que cada um antes e depois de se conhecerem.

A protagonista me encantou, mas não 100%, ela é uma pessoa comum, que vive no Rio e tem que andar de ônibus, trabalhar, alimentar a família, MAS, ela não tem pulso firme –pelo menos antes da reviravolta do livro- alimenta a mãe e irmã que só sabem critica-la, aguenta os ciúmes do Arthur e resolve tudo com sexo, sem tocar mais no assunto, isso me deixou um pouco decepcionada, pois queria que ela surtasse logo e desse um up nessa personalidade, e quando aconteceu, amigos, fiquei de boca aberta, ela foi determinada, focada e não deu o braço a torcer por muito tempo.

Já Arthur, pois bem, é um cafajeste, passei o livro todo odiando ele, mas ele era tão cego com seu medo de ser enganado como seu pai, que ao mesmo tempo que você sentia raiva, sentia um pouco de pena também. E quando ele ‘se conserta’ eu juro que não fiquei com pena dele (hahahah! Sim! Sou má! Me julguem!).

Recomendo o livro pra quem gosta de um romance BEM hot, porque pra ler esse livro aqui, vocês não podem fazer biquinho pras cenas quentes não, porque elas estão no livro inteiro, e não há como escapar.. rsrsr. E tirando as cenas quentes, o livro nos passa uma mensagem de redenção mesmo, onde não importa de que classe social você venha, ou do seu estilo de vida, se o amor lhe pegar, não há como escapar.

Nota 5/5 Coração vermelho Hot
Ano: 2015 / Páginas: 560
Idioma: português
Editora: Rocco Fábrica231

38 comentários:

  1. Oi Sabrina, adoro suas resenhas!
    Minha mãe ia adorar esse livro, talvez eu compre pra ela. Hot não é meu estilo literário hehehehe talvez por ainda não ter experimentado. rs
    beijos
    Bruna
    http://vampleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. sou meio supeita pra falr sobre esse livro eu li e é fantastico !

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da sua resenha, muito bem escrita, mas o livro não me despertou interesse

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina!
    Sua resenha está incrível, mas como não sou muito fã de livros hot, vou deixar a dica passar... Acho que se eu lesse ia me irritar demais com o Arthur, detesto personagens cafajestes demais, sem contar que já não gostei muito da Maiana por não tomar uma atitude quanto a sua mãe e irmã...
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu li esse livro e realmente fiquei com raiva das coisas que o Arthur fazia, mas chegou uma hora que eu fiquei com pena dele, pois a Maiana depois descontou tudo que ela passou e um pouco mais. Eu ficava doida para que eles se entendessem de novo. Amei esse livro. Me prendeu do começo ao fim.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Sabrina, já sei que esse livro não é para mim, primeiramente pq não curto o gênero e de relacionamentos quase destrutivos eu passo longe. Não sei como alguns leitores conseguem achar lindo um romance cheio de traição, com romances que não tem nada para dar certo mas que arranjam uma redenção. Bom, ao menos foi isso o que entendi lendo a resenha.Eu passo!

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina, fiquei super curiosa com esse livro, eu adoro um bom romance Hot e esse parece dos bons! Eu não conhecia o livro ainda, e fiquei bem feliz de saber dele agora, com certeza irei atrás!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Estou fugindo de livros hots, então acho que deixaria esse passar. Fico feliz que os personagens tenham te conquistado, e a narrativa da autora também. Fiquei curiosa para saber o que acontece no final *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Opaaaa cade eu na resenha falando que eu te pertubei pra ler, heim? kkkkkkk
    Sou suspeita pra falar desse livro que amo. Arthur então nem se fala ( suspirios)
    Também fiquei com muita raiva de Maiana no começo mas depois ela se tornou uma das minhas mocinhas favoritas
    Concordo que as cenas hots me senti num filme pornô, diria mais, diria que o filme era 3D kkkkkkkkkk
    Louca pra ler o segundo livro

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto de romances Hots, já vi muita coisa positiva sobre esse livro, estou curiosa para ler, sua resenha só aumentou a minha vontade!!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Estamos com muitos livro do gênero no mercado e não param de chegar mais rs'
    A maioria segue o mesmo estilo, o carinha rico viciado em sexo, mas nunca se envolveu com uma mulher séria, e mulher simples que luta pra alcançar seus objetivos, até que "boom" conhece o cara rico que irá lhe ensinar tudo e lhe dar o mundo rs'
    eu estou um pouco meio que fugindo desses livros, não que não goste, eu gosto, mas é que ta sendo uma história já meio batida e repetitiva! Mas quem sabe quando esse gênero der uma esfriada na minha mente eu volte a ler!

    Beijos,
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sabrina, tudo bem?
    Já li outra resenha positiva sobre esse livro, mas, só pelo nome eu já começo a rir, acho bem ridículo! Haha Esse tipo de livro, com romance erótico e etc, com caras pegadores e etc não é o meu, mesmo! Mas tem gosto pra tudo, né?! rs

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Uuuaaau a autora é badalada hein hahahaha
    Talvez um dia eu leia algo dela, caso escreva algo que eu me interesse, assim como o nosso amigo
    Lucas, não leio romances picantes.

    Bjs Tay do Let It Shine

    ResponderExcluir
  14. Olá, boa noite!

    Não sou muito adepta de livros que giram em maior em torno do hot, por isso, acabei não lendo nenhum livro da Nana, pois é a visão que tenho deles. o.o Adorei a sua resenha, o que pontou, me faz pensar se os livros são 100% eróticos mesmo, sem uma história mais forte, enfim, por ora, vou deixar passar a indicação, mas, me fez repensar sobre a escrita da Nana, aqui.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Oi Sabrina eu to com muita vontade de ler esse livro, me parece ser muito bom, mas tenho um certo receio por causa do BEM HOT apesar que nao ligo muito quando a é literatura hot...
    Estou com ele na lista, sua resenha está muito boa... mais pra frente vou dar uma chance a ele

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  16. uhhhh adorei esse livro kkk parece ser realmente bom! Eu adoro suas resenhas, sempre nos dão vontade de ler os livros kkk adoro! Eu adoro todo tipo de livro, por isso achei esse bem interessante, mesmo sendo hot do hot kkk

    Bjs
    Tamara
    http://queesmalteusohoje.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Que resenha ótima, já li umas outras duas mas a sua superou. Não e bem meu estilo de livro , essa coisa mais hot kkk , mas os personagens parecem ser bem legais e a historia em torno deles parece prender o leitor. Boa dica, bjoks

    ResponderExcluir
  18. Olá Sabrina!!
    Já vi a imagem da capa desse livro em muitos painéis nos metros de São Paulo, e apesar de ser uma das maiores fãs de eróticos, confesso que fui super curiosa pra conhecer a obra da Nana!
    A capa é linda e sua resenha só me deixou com gostinho de quero mais! Indo pra lista dos livros que preciso ler k

    Beijokas

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro e confesso que nunca li nenhum título com essa temática, mas ele parece ser bem interessante. Sua resenha ficou excelente. Beijos, Érika

    ~www.queroseralice.com.br~

    ResponderExcluir
  20. Eu já tinha lido a resenha desse livro em outro blog e já está na minha lista.
    Muito boa a sua resenha.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
  21. Eu não curto muito esse tipo de gênero,gosto mais de ficção,distopias :D
    Gostei bastante da sua resenha,bem detalhada o/
    Muitos beijos e abraços :D
    http://ummimoso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Acho que nunca li um romance hot. kkk
    Gostei da dica, ainda não tinha ouvido falar.
    Gostei da história.
    Bjão Sa

    www.blogdajeu.com.br

    ResponderExcluir
  23. Muito boa sua resenha, e adorei a capa do livro.
    E a história me chamou atenção pelo nome dele ser Arthur, o mesmo nome do meu neto.
    E claro que o fato dele ser criado pela avó me tocou também.

    Bjinhos.
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  24. Nunca li um livro hot mas tenho muita vontade pois de vez em quando leio uns contos eróticos aqui na internet , mas creio que história desse tipo sejam melhores pois o linguajá é menos explicito kkkkkk , adorei a resenha e fiquei com vontade de ler!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Se romance romatico não faz meus estilo, esse de cafajeste muito menos rsrsrsr, ja basta as leituras de comportamento humanos e animal que tenho que ler :P :). Bjocas. ✡✡Blog Com Mãos de seda ✡✡ Fan Page do Blog✡✡Participem de nosso Grupo✡✡

    ResponderExcluir
  26. Esse eu não conhecia... Mas esse tipo de leitura não rola pra mim, até tentei ler aquele best seller famosão, mas não fluiu...
    Beijos

    Blog|Canal

    ResponderExcluir
  27. Sua resenha ficou ótima mas eu não curto esse tipo de leitura.
    XoXo
    Mah
    http://mah-in-wonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Esse tipo de literatura não me chama muito a atenção, mas você escreve muito bem . hehe
    Beijinhos
    http://poseseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Queria gostar mais de ler...A temática é ótima...
    Boa resenha cheia de detalhes...amei!
    Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada Mix
    Divulgação de Blogs

    ResponderExcluir
  30. OI Sabrina!
    Sua resenha é muito bem feita, desperta interesse pela leitura, esse gênero não me agrada, vou indicar para as cunhadas.
    Bj
    www.blogsemprebelas.com

    ResponderExcluir
  31. sabrina eu confesso que achei o livro bem chato para ler
    realmente não gosto deste tipo de liro e romance
    mas a minha cunhada vai adorar ler ele, vou indicar para ela
    ou ver se ela quer de presente
    bjs

    ResponderExcluir
  32. hummmma que resenha boa huhuhuh eu nunca li esse livro, nao sou muito de ler esses tipos de livro, mas vc explica bem

    ResponderExcluir
  33. Oi Sabrina, sua linda, tudo bem
    Suas resenhas são contagiantes, não tem como não ficar com vontade de ler o livro que você está indicando. Eu leio livros hots, já me surpreendi com vários deles, mas confesso que pelo o que você falou, por esse ser muito hot, ter cenas o livro inteiro, pelo comportamento dele de cafajeste, confesso que tenho a impressão de que não ficaria à vontade com essa leitura. Independentemente disso, a parte emocional parece ser muito boa.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Que resenha maravilhosa, perfeita
    eu que não gosto muito de ler curti muito parabéns
    viajei na história, é muito expectativa e curiosa para saber como vai terminar
    gostei

    ResponderExcluir
  35. Sou bem ecletica para leitura, mas esse estilo não me atrai, tentei ler os 50 tons e não fui até o final...
    Para que curte , sua resenha está de dar vontade de ler .
    besitos

    blogmeamarro.com

    ResponderExcluir
  36. Olha tenho que confessar que adorei a sua resenha
    mas não seria um livro que pegaria para ler, porque não curto muito HOT não.
    Eu gosto de romances mais fofinhos sabe?
    Espero poder ter a oportunidade de conhecer um dia, mas não seria uma prioridade para mim.
    Quanto a sua escrita, tenho que falar que gostei bastante da maneira que você desenvolveu a resenha.
    Gostei mesmo. Parabéns!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/08/especial-conhecendo-os-autores-4.html

    ResponderExcluir
  37. Oi Sabrina.
    Confesso que de cara já me vem o preconceito de estar cansada de romances tipo 50 tons que eu nem gostei muito. Mas a sua resenha me convenceu e vou dar uma chance!
    Beijos!
    Blog Terapia Feminina

    ResponderExcluir